Black Friday impulsiona vendas e faz comércio subir 5,3% em novembro

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 17/01/2019 às 07:47:00

 

O volume de vendas no comércio varejista em Sergipe teve alta de 5,3% na comparação entre novembro e outubro de 2018. No comércio varejista ampliado, segmento que inclui, além do varejo, o comércio de veículos, motocicletas, partes e peças e o comércio de material de construção, teve alta ainda mais expressiva, de 6,4%. A alta se deveu, em grande parte, às promoções da Black Friday, e interrompeu, no caso do comércio varejista, duas quedas consecutivas (setembro e outubro de 2018).
Na comparação com novembro de 2017, também houve alta de 2,5%, para o varejo, e de 6,4% para o varejo ampliado. No acumulado do ano (janeiro a novembro de 2018), para o varejo, houve alta de 0,6%, mas no acumulado de 12 meses (dezembro de 2017 a novembro de 2018), a atividade ainda apresenta queda (-0,5%). 
Os dados são da Pesquisa Mensal de Comércio, divulgados na terça, 15, pelo IBGE. Os bons resultados do comércio no mês de novembro não se repetiram no caso do setor de serviços. Na comparação com outubro de 2018, houve queda de 1,4%. Na comparação com novembro de 2017, a queda foi de 6,4%. 

O volume de vendas no comércio varejista em Sergipe teve alta de 5,3% na comparação entre novembro e outubro de 2018. No comércio varejista ampliado, segmento que inclui, além do varejo, o comércio de veículos, motocicletas, partes e peças e o comércio de material de construção, teve alta ainda mais expressiva, de 6,4%. A alta se deveu, em grande parte, às promoções da Black Friday, e interrompeu, no caso do comércio varejista, duas quedas consecutivas (setembro e outubro de 2018).
Na comparação com novembro de 2017, também houve alta de 2,5%, para o varejo, e de 6,4% para o varejo ampliado. No acumulado do ano (janeiro a novembro de 2018), para o varejo, houve alta de 0,6%, mas no acumulado de 12 meses (dezembro de 2017 a novembro de 2018), a atividade ainda apresenta queda (-0,5%). 
Os dados são da Pesquisa Mensal de Comércio, divulgados na terça, 15, pelo IBGE. Os bons resultados do comércio no mês de novembro não se repetiram no caso do setor de serviços. Na comparação com outubro de 2018, houve queda de 1,4%. Na comparação com novembro de 2017, a queda foi de 6,4%.