Canindé representa Sergipano Brasileiro Feminino

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 18/01/2019 às 07:12:00

 

O Departamento de Competições da Federação Sergipana de Futebol (FSF), informou na última terça-feira (15), a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que o Clube Desportivo de Canindé do São Francisco será o representante da FSF, no Campeonato Brasileiro Feminino de 2019.
Inicialmente o representante do estado no Campeonato Brasileiro seria a equipe do Real Sergipe, que dentro de campo conquistou o Campeonato Sergipano Feminino de 2018, mas perdeu o título no Tribunal, após a constatação de que a equipe campeã colocou em campo uma jogadora irregular.
O caso foi julgado pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) de Sergipe e o Real Sergipe foi punido com a perda de seis pontos, mais uma multa no valor de 100 reais. O clube foi enquadrado no artigo 214, da Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). 
Com a constatação da irregularidade a equipe do Canindé que foi a segunda colocada no estadual acabou ficando com título do Campeonato Sergipano e garantiu passaporte para o Campeonato Brasileiro Feminino. As meninas do Canindé já estão treinando diariamente, na expectativa do Brasileirão da categoria. A competição nacional deve acontecer ainda no primeiro semestre de 2019.

O Departamento de Competições da Federação Sergipana de Futebol (FSF), informou na última terça-feira (15), a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que o Clube Desportivo de Canindé do São Francisco será o representante da FSF, no Campeonato Brasileiro Feminino de 2019.
Inicialmente o representante do estado no Campeonato Brasileiro seria a equipe do Real Sergipe, que dentro de campo conquistou o Campeonato Sergipano Feminino de 2018, mas perdeu o título no Tribunal, após a constatação de que a equipe campeã colocou em campo uma jogadora irregular.
O caso foi julgado pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) de Sergipe e o Real Sergipe foi punido com a perda de seis pontos, mais uma multa no valor de 100 reais. O clube foi enquadrado no artigo 214, da Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). 
Com a constatação da irregularidade a equipe do Canindé que foi a segunda colocada no estadual acabou ficando com título do Campeonato Sergipano e garantiu passaporte para o Campeonato Brasileiro Feminino. As meninas do Canindé já estão treinando diariamente, na expectativa do Brasileirão da categoria. A competição nacional deve acontecer ainda no primeiro semestre de 2019.