Seminário Rosa Vermelha Luxemburgo é realizado pelo mandato da deputada Ana Lula

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Aspecto do seminário realizada na Escola do Legislativo
Aspecto do seminário realizada na Escola do Legislativo

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 18/01/2019 às 07:53:00

 

A noite da última quarta-feira (16) foi de homenagens e despedidas na Escola do Legislativo, centro de Aracaju. Após 16 anos realizando seminários e exposições que ajudaram a preservar a memória de grandes personalidades da nossa História, o mandato democrático e popular da professora e deputada estadual Ana Lúcia (PT) realizou o seminário "Rosa Vermelha Luxemburgo" no centenário do assassinato da emblemática líder revolucionária.
Lotado com militantes sociais, sindicalistas e partidários de esquerda, o seminário foi iniciado com a execução da Internacional Socialista que foi cantada com entusiasmo por todos os presentes. Em seguida, a deputada Ana Lúcia agradeceu a diversos companheiros e companheiras que, ao longo de sua trajetória, contribuíram com sua formação militante, com as lutas travadas por ela e com a sua atuação parlamentar, em especial sua assessoria. A professora Alexandrina Luz respondeu com uma homenagem a Ana Lúcia, emocionando a todos.
O primeiro palestrante da noite foi o historiador, Doutor em Economia Política pela USP e professor da UFABC, Valter Pomar, que de forma bem didática, remontou em sua palestra a história de Rosa Luxemburgo, sempre destacando o contexto social e histórico em que ela viveu, militou e revolucionou. "Ela foi uma militante orgânica de 3 partidos, com importantes contribuições ao Partido Social-Democrata Alemão, da Social-Democracia do Reino da Polônia e da Lituânia e do Partido Operário Social-Democrata Russo", ressaltou.
A Doutora em Geografia Humana pela USP e professora aposentada da UFS, Alexandrina Luz, segunda palestrante da noite, destacou que Rosa Luxemburgo ampliou a capacidade de atuação dos militantes revolucionários, comprometidos com o socialismo e a mudança do mundo. "Ela me ensinou desde cedo, no início da minha militância, que sem formação política não há revolução".

A noite da última quarta-feira (16) foi de homenagens e despedidas na Escola do Legislativo, centro de Aracaju. Após 16 anos realizando seminários e exposições que ajudaram a preservar a memória de grandes personalidades da nossa História, o mandato democrático e popular da professora e deputada estadual Ana Lúcia (PT) realizou o seminário "Rosa Vermelha Luxemburgo" no centenário do assassinato da emblemática líder revolucionária.
Lotado com militantes sociais, sindicalistas e partidários de esquerda, o seminário foi iniciado com a execução da Internacional Socialista que foi cantada com entusiasmo por todos os presentes. Em seguida, a deputada Ana Lúcia agradeceu a diversos companheiros e companheiras que, ao longo de sua trajetória, contribuíram com sua formação militante, com as lutas travadas por ela e com a sua atuação parlamentar, em especial sua assessoria. A professora Alexandrina Luz respondeu com uma homenagem a Ana Lúcia, emocionando a todos.
O primeiro palestrante da noite foi o historiador, Doutor em Economia Política pela USP e professor da UFABC, Valter Pomar, que de forma bem didática, remontou em sua palestra a história de Rosa Luxemburgo, sempre destacando o contexto social e histórico em que ela viveu, militou e revolucionou. "Ela foi uma militante orgânica de 3 partidos, com importantes contribuições ao Partido Social-Democrata Alemão, da Social-Democracia do Reino da Polônia e da Lituânia e do Partido Operário Social-Democrata Russo", ressaltou.
A Doutora em Geografia Humana pela USP e professora aposentada da UFS, Alexandrina Luz, segunda palestrante da noite, destacou que Rosa Luxemburgo ampliou a capacidade de atuação dos militantes revolucionários, comprometidos com o socialismo e a mudança do mundo. "Ela me ensinou desde cedo, no início da minha militância, que sem formação política não há revolução".