Selo Sesc lança São Paulo: paisagens sonoras (1830-1880)

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 22/01/2019 às 07:18:00

 

No aniversário de 465 anos de São Paulo, o Selo Sesc lança no dia 25 de janeiro o CD-livro São Paulo:paisagens sonoras (1830-1880) da pesquisadora, cantora, musicóloga e mezzo-soprano Anna Maria Kieffer. Foram mais de duas décadas de pesquisa e coleta de material, realizando um árduo trabalho de garimpo acerca do cotidiano sonoro da cidade. O lançamento será marcado pelo show inédito que a cantora fará no Sesc Vila Mariana também no dia 25 de janeiro, às 18h O álbum também chega às plataformas digitais de streaming no dia 18/1.
O CD reúne a música e os ruídos de São Paulo em meados do século XIX em um panorama eclético, que abrange de pregões de rua e cantigas tradicionais a obras de compositores como Carlos Gomes, André da Silva Gomes, Elias Álvares Lobo e os irmãos Alexandre e Luís Levy. O acordeonista Gabriel Levy, descendente direto da família participa do disco e do espetáculo. Os versos são de importantes poetas do romantismo brasileiro, como Castro Alves, Bernardo Guimarães e Álvares de Azevedo.
A organização do disco em seis partes temáticas busca uma cronologia ascendente. O painel sonoro abrange a transformação da cidade a partir de um vilarejo de tropeiros, passando a importante centro de estudantes e chegando à beira da expansão industrial, urbanística e cultural que a caracterizará a partir da década de 1880. São abordadas cantigas de rua, pregões, cantos de trabalho, músicas compostas e executadas pelos estudantes do Curso Jurídico (atual Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo). Também são ressaltados os movimentos abolicionista e republicano, os modelos culturais trazidos pelos primeiros imigrantes europeus e a formação de clubes musicais que contribuíram para a maior internacionalização da prática musical no período.

No aniversário de 465 anos de São Paulo, o Selo Sesc lança no dia 25 de janeiro o CD-livro São Paulo:paisagens sonoras (1830-1880) da pesquisadora, cantora, musicóloga e mezzo-soprano Anna Maria Kieffer. Foram mais de duas décadas de pesquisa e coleta de material, realizando um árduo trabalho de garimpo acerca do cotidiano sonoro da cidade. O lançamento será marcado pelo show inédito que a cantora fará no Sesc Vila Mariana também no dia 25 de janeiro, às 18h O álbum também chega às plataformas digitais de streaming no dia 18/1.
O CD reúne a música e os ruídos de São Paulo em meados do século XIX em um panorama eclético, que abrange de pregões de rua e cantigas tradicionais a obras de compositores como Carlos Gomes, André da Silva Gomes, Elias Álvares Lobo e os irmãos Alexandre e Luís Levy. O acordeonista Gabriel Levy, descendente direto da família participa do disco e do espetáculo. Os versos são de importantes poetas do romantismo brasileiro, como Castro Alves, Bernardo Guimarães e Álvares de Azevedo.
A organização do disco em seis partes temáticas busca uma cronologia ascendente. O painel sonoro abrange a transformação da cidade a partir de um vilarejo de tropeiros, passando a importante centro de estudantes e chegando à beira da expansão industrial, urbanística e cultural que a caracterizará a partir da década de 1880. São abordadas cantigas de rua, pregões, cantos de trabalho, músicas compostas e executadas pelos estudantes do Curso Jurídico (atual Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo). Também são ressaltados os movimentos abolicionista e republicano, os modelos culturais trazidos pelos primeiros imigrantes europeus e a formação de clubes musicais que contribuíram para a maior internacionalização da prática musical no período.