Programa busca estimular a inovação nos pequenos negócios

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 23/01/2019 às 07:06:00

 

Durante muito tempo, o conceito de inovação tecnológica foi associado a processos complexos, com alto grau de investimento e acessível apenas a grandes empresas. Porém, nos últimos anos algumas soluções desenvolvidas pelo mercado têm facilitado a adoção de práticas inovadoras por empreendimentos de diferentes segmentos e portes, sobretudo os pequenos negócios.
Em Sergipe, um programa oferecido pelo Sebrae tem ajudado a melhorar a competitividade das micro e pequenas empresas por meio do acesso facilitado a serviços tecnológicos. Conhecida como Sebraetec, a iniciativa disponibiliza aos empreendedores todo o apoio necessário para a contratação de consultorias em sete áreas temáticas: design, produtividade, propriedade intelectual, qualidade, inovação, sustentabilidade e serviços digitais.
A proposta aqui é desmistificar conceitos e apresentar soluções viáveis e customizadas para aumentar a lucratividade dos negócios. Uma das principais vantagens é que 70% do investimento necessário para a aquisição dos serviços é subsidiado pelo Sebrae.
Entre as mais de 120 soluções disponíveis estão a elaboração de projetos para a mudança de fachada e layout do estabelecimento, criação de marcas e design de embalagens, até soluções mais complexas, como a elaboração de projetos para a implementação de ações de saúde e segurança do trabalho, certificações, acessibilidade aos espaços físicos, além do melhoramento genético de animais.
Podem ter acesso ao programa microempreendedores individuais, microempresas, empresas de pequeno porte que faturem até R$ 4,8 milhões, além de produtores rurais que possuam inscrição estadual de produtor, número do Imóvel Rural na Receita Federal (Nirf) ou declaração de aptidão (DAP) ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

Durante muito tempo, o conceito de inovação tecnológica foi associado a processos complexos, com alto grau de investimento e acessível apenas a grandes empresas. Porém, nos últimos anos algumas soluções desenvolvidas pelo mercado têm facilitado a adoção de práticas inovadoras por empreendimentos de diferentes segmentos e portes, sobretudo os pequenos negócios.
Em Sergipe, um programa oferecido pelo Sebrae tem ajudado a melhorar a competitividade das micro e pequenas empresas por meio do acesso facilitado a serviços tecnológicos. Conhecida como Sebraetec, a iniciativa disponibiliza aos empreendedores todo o apoio necessário para a contratação de consultorias em sete áreas temáticas: design, produtividade, propriedade intelectual, qualidade, inovação, sustentabilidade e serviços digitais.
A proposta aqui é desmistificar conceitos e apresentar soluções viáveis e customizadas para aumentar a lucratividade dos negócios. Uma das principais vantagens é que 70% do investimento necessário para a aquisição dos serviços é subsidiado pelo Sebrae.
Entre as mais de 120 soluções disponíveis estão a elaboração de projetos para a mudança de fachada e layout do estabelecimento, criação de marcas e design de embalagens, até soluções mais complexas, como a elaboração de projetos para a implementação de ações de saúde e segurança do trabalho, certificações, acessibilidade aos espaços físicos, além do melhoramento genético de animais.
Podem ter acesso ao programa microempreendedores individuais, microempresas, empresas de pequeno porte que faturem até R$ 4,8 milhões, além de produtores rurais que possuam inscrição estadual de produtor, número do Imóvel Rural na Receita Federal (Nirf) ou declaração de aptidão (DAP) ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).