Deputada apresenta CPI das Fundações

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
A deputada estadual Goretti Reis
A deputada estadual Goretti Reis

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 27/11/2012 às 03:03:00

Chico Freire
chicofreire@jornaldodiase.com.br

Com dez das oito assinaturas mínimas necessárias para a instalação de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), para apurar possíveis irregularidades na aplicação dos recursos nas Fundações Estaduais de Saúde, a deputada estadual Goretti Reis (DEM) autora do requerimento propondo a criação da CPI, protocolou na tarde de ontem o requerimento para a instalação da CPI, e, consequentemente a sua tramitação.

A deputada disse que a princípio o objetivo da CPI é apurar irregularidades nas Fundações, para que se possa analisar o porquê desse débito em apenas três anos de criadas. Segundo ela, é preciso entender o que está acontecendo dentro desse processo.

Goretti não descarta a possibilidade de que a CPI possa se estender caso haja essa necessidade. "Se com o fogo não chegarmos a lugar nenhum, vamos para o detalhe, e se precisar estender para outras secretarias, a exemplo da Secretaria de Saúde, assim o faremos", disse, acrescentando que tudo vai depender do resultado final das investigações, do que foi detectado e da necessidade ou não de se fazer uma ampliação.

A deputada não descarta a possibilidade de convidar todos os gestores que já passaram pela Secretaria da Saúde para prestarem esclarecimentos nas Comissões, como também todos os diretores que já passaram pelas Fundações.

Com relação à posição do secretário de Estado da Saúde, Silvio Santos, de que "se é para discutir que se discuta e que se faça um debate sério", Goretti disse que a Comissão vai estar aberta para isso, até porque, quem tem que dar justificativas de gestão é o próprio gestor da Secretaria, assim como os que por lá passaram.