Governo concede licença para projeto que gerará mais de 640 empregos

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
GOVERNADOR ENTREGA LICENÇA AMBIENTAL PARA INSTALAÇÃO DO BLOCO II DO EMPREENDIMENTO DA LINHAS DE ENERGIA DO SERTÃO TRANSMISSORA (LEST)
GOVERNADOR ENTREGA LICENÇA AMBIENTAL PARA INSTALAÇÃO DO BLOCO II DO EMPREENDIMENTO DA LINHAS DE ENERGIA DO SERTÃO TRANSMISSORA (LEST)

Aspecto da reunião em que o governo autorizou obra de R$ 210 milhões  em Sergipe
Aspecto da reunião em que o governo autorizou obra de R$ 210 milhões em Sergipe

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 24/01/2019 às 07:12:00

 

O governador Belivaldo 
Chagas, ao lado da 
vice-governadora Eliane Aquino, realizou a entrega da licença ambiental para instalação do Bloco II do empreendimento da  Linhas de Energia do Sertão Transmissora (Lest). O projeto irá abranger os estados de Sergipe, Pernambuco e Alagoas.  O investimento, no valor total de R$ 310 milhões, sendo R$ 210 milhões em Sergipe, possibilitará a geração de mais de 600 empregos diretos no estado.
Serão 198 km de linha de transmissão de energia, sendo 160 km em Sergipe, ligando a subestação Xingó à Jardim. Belivaldo reforçou o pedido para a priorização da mão de obra local nos serviços de implantação das linhas em Sergipe.
 "Nossa expectativa é que a empresa dê prioridade ao cidadão sergipano para realização da obra. Quando se trata de mão de obra qualificada em uma área específica, a gente até entende que se busque lá fora, mas, no geral, temos trabalhadores de sobra aqui em Sergipe para atender a demanda que o investimento necessita", afirmou.
O governador também destacou a importância do investimento para o desenvolvimento do estado e do Nordeste. "Apesar das dificuldades, o que não nos falta é a fé e coragem de trabalhar para que investimentos venham a acontecer no estado. Do que depender do Estado de Sergipe, estaremos todos à disposição da Lest nessa grandiosa obra. Esse investimento, além de ser importante para o escoamento de energia em Sergipe e no Nordeste, também fortalece nossa economia à medida que envolve mais de R$ 200 milhões em recursos que circulam e fazem gerar empregos direta ou indiretamente".
A fase de implantação da linha tem início previsto, de fato, para abril deste ano e finalização para abril de 2020. O diretor da Lest, Vagner Serrato, aproveitou a ocasião para entregar uma placa simbólica referente à pedra fundamental de instalação da linha de transmissão Xingó-Jardim.
Segundo Serrato, a implantação da linha Xingó-Jardim é importante porque melhora a qualidade da energia para região de Aracaju. "Haverá mais oferta de energia e de qualidade para o consumidor final".
O diretor enfatizou que a parceria do governo de Sergipe foi fundamental para a agilidade nos processos de autorização legal da obra e que, assim como pedido pelo governador, a empresa irá priorizar oportunidades para os trabalhadores de Sergipe durante o período da obra. 
O superintendente do Banco do Nordeste (BNB) em Sergipe, Antônio César Santana, explicou que a Instituição financiará o empreendimento em Sergipe. "Esse momento representa a somação de vários atores no objetivo de desenvolvimento do nosso estado. Parabenizo o governador Belivaldo, a Adema e sua equipe pela celeridade do processo. Quando os vários atores se unem no objetivo de desenvolver o nosso estado, esse processo dá certo. Estamos todos de parabéns, porque estamos atingindo nosso objetivo, de fomentar a região, fomentar o estado com esta obra estruturante. Não tenho dúvidas que esse vai ser um projeto exitoso e que irá trazer geração de emprego e renda para o nosso estado", acrescentou Santana.
O projeto também é fundamental para o escoamento da energia que será produzida na Termelétrica de Sergipe.

O governador Belivaldo  Chagas, ao lado da  vice-governadora Eliane Aquino, realizou a entrega da licença ambiental para instalação do Bloco II do empreendimento da  Linhas de Energia do Sertão Transmissora (Lest). O projeto irá abranger os estados de Sergipe, Pernambuco e Alagoas.  O investimento, no valor total de R$ 310 milhões, sendo R$ 210 milhões em Sergipe, possibilitará a geração de mais de 600 empregos diretos no estado.
Serão 198 km de linha de transmissão de energia, sendo 160 km em Sergipe, ligando a subestação Xingó à Jardim. Belivaldo reforçou o pedido para a priorização da mão de obra local nos serviços de implantação das linhas em Sergipe.
 "Nossa expectativa é que a empresa dê prioridade ao cidadão sergipano para realização da obra. Quando se trata de mão de obra qualificada em uma área específica, a gente até entende que se busque lá fora, mas, no geral, temos trabalhadores de sobra aqui em Sergipe para atender a demanda que o investimento necessita", afirmou.
O governador também destacou a importância do investimento para o desenvolvimento do estado e do Nordeste. "Apesar das dificuldades, o que não nos falta é a fé e coragem de trabalhar para que investimentos venham a acontecer no estado. Do que depender do Estado de Sergipe, estaremos todos à disposição da Lest nessa grandiosa obra. Esse investimento, além de ser importante para o escoamento de energia em Sergipe e no Nordeste, também fortalece nossa economia à medida que envolve mais de R$ 200 milhões em recursos que circulam e fazem gerar empregos direta ou indiretamente".
A fase de implantação da linha tem início previsto, de fato, para abril deste ano e finalização para abril de 2020. O diretor da Lest, Vagner Serrato, aproveitou a ocasião para entregar uma placa simbólica referente à pedra fundamental de instalação da linha de transmissão Xingó-Jardim.
Segundo Serrato, a implantação da linha Xingó-Jardim é importante porque melhora a qualidade da energia para região de Aracaju. "Haverá mais oferta de energia e de qualidade para o consumidor final".
O diretor enfatizou que a parceria do governo de Sergipe foi fundamental para a agilidade nos processos de autorização legal da obra e que, assim como pedido pelo governador, a empresa irá priorizar oportunidades para os trabalhadores de Sergipe durante o período da obra. 
O superintendente do Banco do Nordeste (BNB) em Sergipe, Antônio César Santana, explicou que a Instituição financiará o empreendimento em Sergipe. "Esse momento representa a somação de vários atores no objetivo de desenvolvimento do nosso estado. Parabenizo o governador Belivaldo, a Adema e sua equipe pela celeridade do processo. Quando os vários atores se unem no objetivo de desenvolver o nosso estado, esse processo dá certo. Estamos todos de parabéns, porque estamos atingindo nosso objetivo, de fomentar a região, fomentar o estado com esta obra estruturante. Não tenho dúvidas que esse vai ser um projeto exitoso e que irá trazer geração de emprego e renda para o nosso estado", acrescentou Santana.
O projeto também é fundamental para o escoamento da energia que será produzida na Termelétrica de Sergipe.