Incêndios em matas causam sustos em Aracaju

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Fumaça no Campus da UFS ontem de manhã
Fumaça no Campus da UFS ontem de manhã

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 26/01/2019 às 06:52:00

 

Milton Alves Júnior
O tempo seco atrela
do à falta de chuvas  
tem contribuído para incêndios na região da Grande Aracaju. Na tarde da última quinta-feira (24), um incêndioregistrado nas mediações da Universidade Federal de Sergipe (UFS), campus São Cristóvão, forçou a direção da instituição de ensino superior a suspender todas as atividades previstas para a noite, e parte da manhã de ontem. 
Apesar da constatação prévia, a Secretaria de Estado da Segurança Pública, através do Corpo de Bombeiros Militar (CBM), informou que peritos estão investigando as causas do incêndio. Após ser acionado pelo Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), uma equipe da corporação militar foi encaminhada ao local indicado a fim de controlar e apagar as chamas. Até a tarde de ontem não se existia uma precisão do tamanho de mata devastada pelo fogo. Por ser apontada como uma ocorrência comum neste período do ano, corpo de bombeiros disse ainda que com a grande quantidade de incêndios no estado, são priorizadas as ocorrências que colocam em risco a vida de pessoas.
Situação semelhante tem sido enfrentada por moradores da Atalaia, Aeroporto e parte da Aruana, nas proximidades dos conjuntos: Franco Freire I e II, Costa Nova, Brisa Mar e Costa Mar, Horto do Carvalho e Costa Verde. Somente essa semana foram dois focos registrados. "O problema não é só a fumaça que irrita os olhos e a respiração; essas chamas sempre lançam cinzas para o alto que acabam invadindo as nossas casas, mesmo com todas as janelas fechadas. Apesar de ser uma situação chata e que interfere em nossos afazeres, sei que não tem muito o que se fazer. O jeito mesmo é chamar os Bombeiros assim que perceber os primeiros indícios de fumaça", declarou a moradora da Aruana, Evelyn Paixão.
Coroa do Meio - Na tarde de ontem focos de incêndio também foram registrados nas proximidades da vila dos fogos - erguida sempre nos meses de maio e dezembro, na zona Sul de Aracaju. A queimada da mata chegou a interromper em curto período, e em ambos os sentidos, o fluxo de veículos na Avenida Mário Jorge.

Milton Alves Júnior

O tempo seco atrela do à falta de chuvas   tem contribuído para incêndios na região da Grande Aracaju. Na tarde da última quinta-feira (24), um incêndioregistrado nas mediações da Universidade Federal de Sergipe (UFS), campus São Cristóvão, forçou a direção da instituição de ensino superior a suspender todas as atividades previstas para a noite, e parte da manhã de ontem. 
Apesar da constatação prévia, a Secretaria de Estado da Segurança Pública, através do Corpo de Bombeiros Militar (CBM), informou que peritos estão investigando as causas do incêndio. Após ser acionado pelo Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), uma equipe da corporação militar foi encaminhada ao local indicado a fim de controlar e apagar as chamas. Até a tarde de ontem não se existia uma precisão do tamanho de mata devastada pelo fogo. Por ser apontada como uma ocorrência comum neste período do ano, corpo de bombeiros disse ainda que com a grande quantidade de incêndios no estado, são priorizadas as ocorrências que colocam em risco a vida de pessoas.
Situação semelhante tem sido enfrentada por moradores da Atalaia, Aeroporto e parte da Aruana, nas proximidades dos conjuntos: Franco Freire I e II, Costa Nova, Brisa Mar e Costa Mar, Horto do Carvalho e Costa Verde. Somente essa semana foram dois focos registrados. "O problema não é só a fumaça que irrita os olhos e a respiração; essas chamas sempre lançam cinzas para o alto que acabam invadindo as nossas casas, mesmo com todas as janelas fechadas. Apesar de ser uma situação chata e que interfere em nossos afazeres, sei que não tem muito o que se fazer. O jeito mesmo é chamar os Bombeiros assim que perceber os primeiros indícios de fumaça", declarou a moradora da Aruana, Evelyn Paixão.

Coroa do Meio - Na tarde de ontem focos de incêndio também foram registrados nas proximidades da vila dos fogos - erguida sempre nos meses de maio e dezembro, na zona Sul de Aracaju. A queimada da mata chegou a interromper em curto período, e em ambos os sentidos, o fluxo de veículos na Avenida Mário Jorge.