PRF apreende quase R$ 2,5 milhões em cigarros paraguaios

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Carreta carregada de cigarros foi apreendida pela PRF
Carreta carregada de cigarros foi apreendida pela PRF

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 30/01/2019 às 06:44:00

 

Equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreenderam, no final da noite desta segunda-feira, uma carga de cigarros contrabandeados avaliada em R$ 2,4 milhões. A ação aconteceu no quilômetro 92 da BR-101, no município de Nossa Senhora do Socorro (Grande Aracaju). Os agentes faziam um trabalho de fiscalização quando abordaram uma carreta com placas do Paraná. Na verificação da carga, encontraram caixas com cigarros escondidos em meio a blocos de feno. 
No total, foram apreendidos 485 mil maços de cigarros da marca Eight, fabricada no Paraguai e cuja comercialização é proibida no Brasil. O motorista, um sul-mato-grossense de 32 anos que é funcionário público municipal, disse aos policiais que pegou a carreta já carregada com os cigarros na cidade de Cascavel (PR) e a deixaria em Recife (PE). Disse também que receberia um pagamento de R$ 3 mil pelo serviço. 
O motorista foi preso em flagrante e encaminhado com a carreta e a carga para a Superintendência da Polícia Federal, no Siqueira Campos (zona oeste), onde o caso foi registrado. Ele responderá pelo crime de contrabando, com penas previstas de até cinco anos de prisão. Já a carga de cigarros deverá ser incinerada. 

Equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreenderam, no final da noite desta segunda-feira, uma carga de cigarros contrabandeados avaliada em R$ 2,4 milhões. A ação aconteceu no quilômetro 92 da BR-101, no município de Nossa Senhora do Socorro (Grande Aracaju). Os agentes faziam um trabalho de fiscalização quando abordaram uma carreta com placas do Paraná. Na verificação da carga, encontraram caixas com cigarros escondidos em meio a blocos de feno. 
No total, foram apreendidos 485 mil maços de cigarros da marca Eight, fabricada no Paraguai e cuja comercialização é proibida no Brasil. O motorista, um sul-mato-grossense de 32 anos que é funcionário público municipal, disse aos policiais que pegou a carreta já carregada com os cigarros na cidade de Cascavel (PR) e a deixaria em Recife (PE). Disse também que receberia um pagamento de R$ 3 mil pelo serviço. 
O motorista foi preso em flagrante e encaminhado com a carreta e a carga para a Superintendência da Polícia Federal, no Siqueira Campos (zona oeste), onde o caso foi registrado. Ele responderá pelo crime de contrabando, com penas previstas de até cinco anos de prisão. Já a carga de cigarros deverá ser incinerada.