Selo Sesc lança álbum digital de Rashid

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 31/01/2019 às 06:50:00

 

O Selo Sesc lança em fevereiro o álbum digital Sessões Selo Sesc #4: Rashid. Gravado em junho de 2018 o disco traz o repertório de Crise, lançado no mesmo ano e no qual o artista retrata suas crises pessoais e políticas, contestando e manifestando em forma de rimas e batidas com origem na periferia, mas que falam para o mundo todo.
A crise com a qual Rashid nomeou seu penúltimo trabalho é uma via de mão dupla. Trata-se da crise sobre estar no trono e ainda assim preocupado. Com narrativas contestadoras de uma maneira visceral, o disco traz dois alicerces: o som e o business, este último, refletido na maneira como lançou o projeto seguindo as novas tendências do consumo de música, com quase um single por mês, seguido de clipe na internet, o que fez com que o cantor paulistano conseguisse um destaque grande nas redes sociais e o colocou entre os artistas mais tocados do Spotify no Brasil.
"Estar no trono e mesmo assim preocupado, contradiz as expectativas das pessoas. Por melhor que você esteja, não significa que não tenha problemas ou, por mais problemas que tenha, não significa que você esteja em queda. Crise simboliza os dois lados de uma mesma moeda. Não é o bem contra o mal, é mais para 'tá tudo bem, não tá tudo tão bem assim", diz o cantor e compositor, nascido com o nome de Michel Dias Costa e rebatizado como Rashid em 2007.

O Selo Sesc lança em fevereiro o álbum digital Sessões Selo Sesc #4: Rashid. Gravado em junho de 2018 o disco traz o repertório de Crise, lançado no mesmo ano e no qual o artista retrata suas crises pessoais e políticas, contestando e manifestando em forma de rimas e batidas com origem na periferia, mas que falam para o mundo todo.
A crise com a qual Rashid nomeou seu penúltimo trabalho é uma via de mão dupla. Trata-se da crise sobre estar no trono e ainda assim preocupado. Com narrativas contestadoras de uma maneira visceral, o disco traz dois alicerces: o som e o business, este último, refletido na maneira como lançou o projeto seguindo as novas tendências do consumo de música, com quase um single por mês, seguido de clipe na internet, o que fez com que o cantor paulistano conseguisse um destaque grande nas redes sociais e o colocou entre os artistas mais tocados do Spotify no Brasil.
"Estar no trono e mesmo assim preocupado, contradiz as expectativas das pessoas. Por melhor que você esteja, não significa que não tenha problemas ou, por mais problemas que tenha, não significa que você esteja em queda. Crise simboliza os dois lados de uma mesma moeda. Não é o bem contra o mal, é mais para 'tá tudo bem, não tá tudo tão bem assim", diz o cantor e compositor, nascido com o nome de Michel Dias Costa e rebatizado como Rashid em 2007.