Órgãos municipais definem condições para realização de bloquinhos no Inácio

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 01/02/2019 às 06:52:00

 

O presidente da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), Luiz Roberto Dantas, esteve reunido com Bruno Dórea, que representa alguns bares do conjunto Inácio Barbosa. Na ocasião, o empresário foi informado quais as condições para a possível realização dos bloquinhos de carnaval na localidade, conforme as orientações dos órgãos municipais.
Para que os eventos no conjunto residencial aconteçam sem ocasionar transtornos para os moradores da região, os blocos deverão circular sem a presença de trios elétricos ou minitrios, o cortejo deve seguir com bandas no chão, iniciando a partir das 16h e mantendo o trajeto do ano passado. Além disso, ficam proibidas a montagem de estruturas elevadas como palcos e camarotes, como também a comercialização de bebidas em garrafas pelos ambulantes.
As questões de mobilidade no trânsito também foram tratadas e ,com isso, ficam proibidas a presença dos equipamentos de som, popularmente conhecidos como paredões, e sons em malas de carro, que podem ocasionar situações de tumulto e, consequentemente, congestionamentos na área.
"Já recebemos mais de 90 pedidos de liberação para este tipo de evento em outros bairros. Por isso, estamos avaliando, em conjunto com os demais órgãos envolvidos, como a SMTT e a Sema, o uso dos espaços públicos para evitar impactos negativos para os aracajuanos", enfatizou o presidente Luiz Roberto. Ele acrescentou ainda que todas deliberações serão repassadas para o Ministério Público do Estado de Sergipe (MPE-SE).

O presidente da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), Luiz Roberto Dantas, esteve reunido com Bruno Dórea, que representa alguns bares do conjunto Inácio Barbosa. Na ocasião, o empresário foi informado quais as condições para a possível realização dos bloquinhos de carnaval na localidade, conforme as orientações dos órgãos municipais.
Para que os eventos no conjunto residencial aconteçam sem ocasionar transtornos para os moradores da região, os blocos deverão circular sem a presença de trios elétricos ou minitrios, o cortejo deve seguir com bandas no chão, iniciando a partir das 16h e mantendo o trajeto do ano passado. Além disso, ficam proibidas a montagem de estruturas elevadas como palcos e camarotes, como também a comercialização de bebidas em garrafas pelos ambulantes.
As questões de mobilidade no trânsito também foram tratadas e ,com isso, ficam proibidas a presença dos equipamentos de som, popularmente conhecidos como paredões, e sons em malas de carro, que podem ocasionar situações de tumulto e, consequentemente, congestionamentos na área.
"Já recebemos mais de 90 pedidos de liberação para este tipo de evento em outros bairros. Por isso, estamos avaliando, em conjunto com os demais órgãos envolvidos, como a SMTT e a Sema, o uso dos espaços públicos para evitar impactos negativos para os aracajuanos", enfatizou o presidente Luiz Roberto. Ele acrescentou ainda que todas deliberações serão repassadas para o Ministério Público do Estado de Sergipe (MPE-SE).