Sergipano morre na tragédia do Flamengo

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O FOGO DESTRUIU O ALOJAMENTO DAS CATEGORIAS DE BASE DO FLAMENGO. ATHILA PAIXÃO, 14 ANOS, DE LAGARTO, ESTÁ ENTRE AS VÍTIMAS
O FOGO DESTRUIU O ALOJAMENTO DAS CATEGORIAS DE BASE DO FLAMENGO. ATHILA PAIXÃO, 14 ANOS, DE LAGARTO, ESTÁ ENTRE AS VÍTIMAS

O FOGO DESTRUIU O ALOJAMENTO DAS CATEGORIAS DE BASE DO FLAMENGO. ATHILA PAIXÃO, 14 ANOS, DE LAGARTO, ESTÁ ENTRE AS VÍTIMAS
O FOGO DESTRUIU O ALOJAMENTO DAS CATEGORIAS DE BASE DO FLAMENGO. ATHILA PAIXÃO, 14 ANOS, DE LAGARTO, ESTÁ ENTRE AS VÍTIMAS

Áthila gostava de posar ao lado dos seus ídolos. Na foto ele está com o artilheiro Henrique Dourado
Áthila gostava de posar ao lado dos seus ídolos. Na foto ele está com o artilheiro Henrique Dourado

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 09/02/2019 às 05:57:00

 

O jovem sergipano 
Áthila Souza Pai-
xão, 14 anos, do povoado Brasília, município de Lagarto é uma das vítimas fatais, do incêndio que destruiu parte do alojamento do Centro de Treinamento do Flamengo, no Ninho do Urubu, no Rio Janeiro. Junto com Áthila Paixão morreram ainda cinco atletas e quatro funcionários do clube. Ao todo, a tragédia apresentou o saldo de dez mortos e três feridos, um dos quais gravemente.
A família do atleta recebeu a notícia oficial, passada pela assistente social do Flamengo, por volta da 10h00 da manhã desta sexta-feira, depois de mais de quatro horas de dúvidas e incertezas. Nesta sexta-feira, mesmo dirigentes do Flamengo providenciaram a ida dos pais do atleta ao Rio de Janeiro, afim de cuidar da liberação do corpo junto ao IML e providenciar.
Áthila era filho único tinha 14 anos e completaria 15 anos no próximo dia 11 de março. Até a semana passada ele estava em Lagarto, passando as férias ao lado da família e embarcou para o Ripo de janeiro, no ultimo do mingo dia 7. Nesta sexta-feira todos foram surpreendidos com a morte do jovem atleta. 
 O atleta iniciou a carreira em Lagarto na Escolinha Geração do Futuro, a mesma em que passou o jogador e conterrâneo dele, Diego Costa, que atualmente joga pelo Atlético de Madrid. Ele foi revelado na Copa Zico, torneio no Rio de Janeiro no início de 2018, promovido pela Escolinha de Zico. 
A partir daí foram convites de várias equipes do Brasil, mas ele optou pelo Flamengo, seu clube do coração. Jogador habilidoso, com futebol diferenciado, Áthila já estava sendo cotado para integrar a Seleção Brasileira Sub15. Áthila estava no Flamengo desde abril de 2018.
Despedida - O pai do Atleta Damião Paixão disse que todas as noites conversava com o filho, dava conselhos, procurava saber dos problemas e na véspera da tragédia não foi diferente. Conversávamos o mínimo para que ele pudesse dormir tranquilo. Na noite que antecedeu a tragédia no Ninho do Urubu não foi diferente. "Toda noite eu falava com ele. Toda noite, toda noite. Só dormia quando falava com ele. Ontem (quinta-feira), perguntei: "Como você está?" "Estou bem", ele disse. "Vou treinar no Maracanã", contou Damião à TV Globo.
"Desde pequeno ele era muito habilidoso, diferenciado. Participou da escolinha aqui em Lagarto. De lá, disputou a Copa Zico há pouco mais de um ano. Quando chegou lá, mais de dois clubes se interessaram por ele", concluiu Damião.

O jovem sergipano  Áthila Souza Pai- xão, 14 anos, do povoado Brasília, município de Lagarto é uma das vítimas fatais, do incêndio que destruiu parte do alojamento do Centro de Treinamento do Flamengo, no Ninho do Urubu, no Rio Janeiro. Junto com Áthila Paixão morreram ainda cinco atletas e quatro funcionários do clube. Ao todo, a tragédia apresentou o saldo de dez mortos e três feridos, um dos quais gravemente.
A família do atleta recebeu a notícia oficial, passada pela assistente social do Flamengo, por volta da 10h00 da manhã desta sexta-feira, depois de mais de quatro horas de dúvidas e incertezas. Nesta sexta-feira, mesmo dirigentes do Flamengo providenciaram a ida dos pais do atleta ao Rio de Janeiro, afim de cuidar da liberação do corpo junto ao IML e providenciar.
Áthila era filho único tinha 14 anos e completaria 15 anos no próximo dia 11 de março. Até a semana passada ele estava em Lagarto, passando as férias ao lado da família e embarcou para o Ripo de janeiro, no ultimo do mingo dia 7. Nesta sexta-feira todos foram surpreendidos com a morte do jovem atleta. 
 O atleta iniciou a carreira em Lagarto na Escolinha Geração do Futuro, a mesma em que passou o jogador e conterrâneo dele, Diego Costa, que atualmente joga pelo Atlético de Madrid. Ele foi revelado na Copa Zico, torneio no Rio de Janeiro no início de 2018, promovido pela Escolinha de Zico. 
A partir daí foram convites de várias equipes do Brasil, mas ele optou pelo Flamengo, seu clube do coração. Jogador habilidoso, com futebol diferenciado, Áthila já estava sendo cotado para integrar a Seleção Brasileira Sub15. Áthila estava no Flamengo desde abril de 2018.

Despedida - O pai do Atleta Damião Paixão disse que todas as noites conversava com o filho, dava conselhos, procurava saber dos problemas e na véspera da tragédia não foi diferente. Conversávamos o mínimo para que ele pudesse dormir tranquilo. Na noite que antecedeu a tragédia no Ninho do Urubu não foi diferente. "Toda noite eu falava com ele. Toda noite, toda noite. Só dormia quando falava com ele. Ontem (quinta-feira), perguntei: "Como você está?" "Estou bem", ele disse. "Vou treinar no Maracanã", contou Damião à TV Globo.
"Desde pequeno ele era muito habilidoso, diferenciado. Participou da escolinha aqui em Lagarto. De lá, disputou a Copa Zico há pouco mais de um ano. Quando chegou lá, mais de dois clubes se interessaram por ele", concluiu Damião.