Agente da PRF é baleado ao impedir briga de trânsito

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 09/02/2019 às 06:20:00

 

Gabriel Damásio
Um agente da Policia 
Rodoviária Federal 
foi baleado na noite desta quinta-feira, depois de tentar intervir em uma briga de trânsito que aconteceu em frente ao posto do órgão no quilômetro 50 da BR-235, em Itabaiana (Agreste). A confusão aconteceu por 22h e, segundo a PRF, foi provocada por um homem que estava aparentemente "sob efeito de substância entorpecente". Ele invadiu o posto para perseguir um homem que teria se envolvido em um acidente e, ao ser impedido de entrar, entrou em luta corporal contra um dos policiais. No meio da briga, o invasor pegou uma arma e acertou um tiro no agente.
A PRF confirmou que um segundo policial de plantão reagiu ao ataque e atirou contra o agressor. Os dois feridos foram levados ao Hospital Regional Pedro Garcia Moreno, em Itabaiana. O policial rodoviário foi medicado e transferido para um hospital particular em Aracaju, após a constatação de que o tiro feriu apenas um músculo da vítima e não acertou nenhum órgão. Já o agressor, identificado como Tony Glaydson dos Santos, 30 anos, morreu ao dar entrada no hospital. 
Em nota, a PRF classificou o caso como uma tentativa de homicídio contra o agente e confirmou que ele foi o desdobramento de um acidente ocorrido perto do posto operacional, onde o carro dirigido por Tony teria batido nos fundos de outro veículo que reduzia para passar em uma lombada eletrônica. Houve uma discussão e o motorista do carro atingido passou a ser perseguido pelo agressor. Por isso, ele foi buscar ajuda na unidade da PRF, onde tudo aconteceu. "A equipe de plantão foi acionada para atender a uma ocorrência de acidente de trânsito, quando um dos envolvidos na colisão, entrou em luta corporal com o agente federal e o atingiu com um disparo de arma de fogo. Para cessar a agressão e também evitar ser alvejado, o outro policial que fazia parte da equipe disparou contra o agressor", diz o comunicado.
Um boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia Regional de Itabaiana, que vai abrir inquérito para apurar o incidente. 

Gabriel Damásio

Um agente da Policia  Rodoviária Federal  foi baleado na noite desta quinta-feira, depois de tentar intervir em uma briga de trânsito que aconteceu em frente ao posto do órgão no quilômetro 50 da BR-235, em Itabaiana (Agreste). A confusão aconteceu por 22h e, segundo a PRF, foi provocada por um homem que estava aparentemente "sob efeito de substância entorpecente". Ele invadiu o posto para perseguir um homem que teria se envolvido em um acidente e, ao ser impedido de entrar, entrou em luta corporal contra um dos policiais. No meio da briga, o invasor pegou uma arma e acertou um tiro no agente.
A PRF confirmou que um segundo policial de plantão reagiu ao ataque e atirou contra o agressor. Os dois feridos foram levados ao Hospital Regional Pedro Garcia Moreno, em Itabaiana. O policial rodoviário foi medicado e transferido para um hospital particular em Aracaju, após a constatação de que o tiro feriu apenas um músculo da vítima e não acertou nenhum órgão. Já o agressor, identificado como Tony Glaydson dos Santos, 30 anos, morreu ao dar entrada no hospital. 
Em nota, a PRF classificou o caso como uma tentativa de homicídio contra o agente e confirmou que ele foi o desdobramento de um acidente ocorrido perto do posto operacional, onde o carro dirigido por Tony teria batido nos fundos de outro veículo que reduzia para passar em uma lombada eletrônica. Houve uma discussão e o motorista do carro atingido passou a ser perseguido pelo agressor. Por isso, ele foi buscar ajuda na unidade da PRF, onde tudo aconteceu. "A equipe de plantão foi acionada para atender a uma ocorrência de acidente de trânsito, quando um dos envolvidos na colisão, entrou em luta corporal com o agente federal e o atingiu com um disparo de arma de fogo. Para cessar a agressão e também evitar ser alvejado, o outro policial que fazia parte da equipe disparou contra o agressor", diz o comunicado.
Um boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia Regional de Itabaiana, que vai abrir inquérito para apurar o incidente.