Tratamento do câncer

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Quadro de Joel Dantas
Quadro de Joel Dantas

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 09/02/2019 às 14:12:00

 

Carta do Nordeste
No encontro realizado semana, os governadores do Nordeste definiram posições a respeito das reformas pretendidas pelo governo Jair Bolsonaro, que serão apresentadas aos demais governadores e ministros no próximo dia 20. As decisões foram apresentadas na 'Carta do Nordeste':
"Consideramos imprescindível debate cuidadoso sobre a Reforma da Previdência, a fim de que haja soluções imediatas para os déficits existentes. Contudo, registramos preocupação com medidas que impeçam o acesso dos mais pobres a direitos fundamentais de natureza  previdenciária, no campo e nas cidades.
"Do mesmo modo, consideramos que projetos de lei sobre Segurança Pública devem ser discutidos, evitando medidas puramente simbólicas, que não melhoram realmente a vida da população. É vital o cumprimento das regras sobre o Sistema Único de Segurança Pública e sobre o Fundo Nacional de Segurança Pública. Também assuntos como a ampliação de penitenciárias federais em todos os estados, o controle das fronteiras internacionais, o combate ao tráfico de armas e ao comércio ilegal de explosivos são urgentes e têm impacto real. Esses itens são relevantes para os cidadãos de todo o Brasil e por isso não podem ser abandonados.
"Alertamos ser inadiável encaminhar a proposta sobre o Novo Fundeb, uma vez que o fim do atual Fundeb trará gravíssimos danos à Educação Nacional.
"Finalmente, postulamos a imediata retomada de temas federativos na Câmara e no Senado, tais como a Cessão Onerosa, o Bônus de Assinatura e a Securitização."

No próximo dia 11 de março, Henrique Prata, que é neto de sergipanos e presidente da Fundação Pio XII, mantedora do Hospital de Amor, em Barretos (SP), referência no tratamento e prevenção de câncer no Brasil, virá à Aracaju fazer uma inspeção nas unidades do Huse e do Hospital de Cirurgia voltadas ao tratamento da doença no Estado. A partir dessa visita, serão definidos convênios a serem firmados entre o Governo de Sergipe e a Pio XII, para garantir um melhor tratamento aos pacientes de câncer que procuram os hospitais de Sergipe.

Isso foi acertado na sexta-feira, durante o encerramento da visita que uma comitiva de autoridades sergipanas liderada pelo governador Belivaldo Chagas, fez ao hospital de Barretos. Foram dois dias conhecendo as instalações e recebendo explicações sobre a forma de tratamento dos doentes, em sua maioria atendidos pelo SUS. Belivaldo reluta em autorizar a construção do Hospital do Câncer, por entender que seria muito dispendioso - cerca de R$ 80 milhões apenas para a parte de obras - quando o Estado já possui unidades voltadas para o tratamento. A inspeção de Prata poderá fazer o governador mudar de opinião.

O Hospital de Amor é uma instituição de saúde filantrópica especializada no tratamento e prevenção de câncer com sede em Barretos. É a maior instituição oncológica do País, contando com unidades espalhadas pelas regiões Centro-Oeste, Nordeste e Norte, sendo três hospitais em Barretos, Jales e Porto Velho, Rondônia, além de unidades fixas de prevenção ao câncer em Campinas, Fernandópolis, Campo Grande, Nova Andradina e Juazeiro. 

Com uma média de 4.100 atendimentos a pacientes por dia e mais de 400 médicos que trabalham em período integral com dedicação exclusiva, a unidade é o hospital que mais atende casos de câncer pelo Sistema Único de Saúde [SUS] no Brasil em 18 especialidades.

O governo de Sergipe, por meio do Centro de Oncologia do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), acolhe e trata centenas de pacientes. Em 2018, foram 159 pessoas tratadas com 18.528 sessões de quimioterapia. Já na radioterapia, foram 720 pacientes tratados na Unidade, 17.851 sessões, o que resultou em mais de 80% de alta (587 pacientes). 

O Centro de Oncologia do Huse realizou 33.157 consultas ambulatoriais, uma média de 2.763 atendimentos mensais. Além disso, o Huse passou por grandes avanços em 2018, tanto no contexto de melhorias estruturais, como na assistência prestada ao paciente na unidade. A maior delas foi a entrega da nova Unidade de Radioterapia com o segundo aparelho de Acelerador Linear, duplicando a capacidade de atendimento dos pacientes.

O governo mantém parcerias para o tratamento oncológico com a ampliação de contrato para prestação de serviços da Clinradi, uma empresa privada, aos pacientes do SUS.  Em 2018, 244 pacientes foram atendidos na unidade. A Clinradi disponibiliza exames de ressonância e tomografia, com e sem contraste e sedação, assim como, pela primeira vez, o exame de PET Scan, para os serviços de oncologia.

O problema é que, sem a manutenção adequada, muitas vezes os equipamentos quebram, faltam medicamentos e o Hospital de Cirurgia, sob intervenção judicial desde novembro de 2018, não tem garantido o devido atendimento aos pacientes.

Nos últimos dias, o governador vem travando um embate público com o conselheiro Clóvis Barbosa de Melo, ex-presidente do TCE, que teria feito um acordo para que os recursos devolvidos pelo tribunal em 2017 fossem aplicados na aquisição de duas carretas com aparelhos e equipamentos oncológicos instalados. Na visita que fez a Barretos, Belivaldo conheceu a fábrica de carretas que faz parte do grupo que administra o Hospital do Amor e produz as carretas que eles enviam para o Brasil inteiro. "Fui ver como elas funcionam e quais os melhores equipamentos para servir a população. O conhecimento é fundamental para tomar as melhores decisões", disse o governador através das redes sociais.

O mais importante é que o governo parece disposto em priorizar o tratamento de câncer no Estado. Isso é fundamental para evitar que tantas pessoas, muitos jovens e crianças, continuem morrendo por conta de um atendimento demorado e um tratamento nem sempre adequado. Os relatos das 'Mulheres de peito' são estarrecedores.

Overdose de goiaba

Foi publicado na internet um vídeo tirando sarro com a ministra dos Direitos Humanos, Damares Alves, por causa de suas declarações polêmicas.

"Que viagem errada! Que onda mais sinistra! A doida desvairada... agora virou ministra!", diz o vídeo. "Em pleno carnaval eu tava de bobeira. Bateu uma larica, subi na goiabeira. O céu estava escuro já não tinha luz. Chegou uma maluca me chamando de Jesus".

De acordo com a descrição do vídeo, "baseada em fatos surreais, Overdose de Goiaba conta a história de um caboclo lariquento que encheu o buxo de goiaba e acabou sendo confundido com Nosso Senhor. Que viagem errada!".

Dentre as declarações polêmicas da ministra, está a de que homens estão casando com quatro, cinco homens ao mesmo tempo. "Hoje não é mais poligamia. Agora é o poliamor: o homem pode ter quantas mulheres ele quiser ao mesmo tempo e quantos homens ele quiser ao mesmo tempo. Um homem no Brasil poderá casar com quatro, cinco homens ao mesmo tempo. Isso já está acontecendo. Homens estão casando com quatro, cinco homens ao mesmo tempo. A família está sendo colocada em risco e Deus tem pressa de resolver isso", disse a titular da pasta em palestra. (Com 247)

Partido resistente

Nesse domingo o PT completa 39 anos. Para comemorar a data, o partido vem realizando "atos de resistência" em todo o país desde o começo do mês. Em Aracaju, na sexta-feira, foi realizado encontro da militância, movimentos sociais e lideranças petistas, terminando com o "Samba da Resistência".  

Dentro da comemoração, nesta  segunda-feira  haverá o 1º Ciclo de Debates com o tema "A Construção do PT e o legado em Aracaju" e um Ato Político #LulaLivre. As atividades vão ocorrer a partir das 18h, na sede do partido, com a participação das lideranças petistas (senador, vice-governadora e deputados), dirigentes nacional, estadual, municipais, militantes e lideranças dos diversos movimentos sociais. 

Segundo o presidente do PT em Aracaju, Jeferson Lima, o evento será o primeiro espaço dentro do fórum "Pensar Aracaju", que vai acontecer durante todo o ano de 2019, fomentando a reflexão sobre as questões municipais e fortalecendo o partido para as Eleições de 2020. 

Apesar das perdas com a morte de Marcelo Déda e a prisão de Lula, o PT continua forte no Estado. Isso ficou demonstrado com a eleição de Rogério Carvalho para o Senado Federal.

Com os poderes

A reunião que o governador Belivaldo Chagas teria nesta segunda-feira com os presidentes dos outros poderes e órgãos auxiliares foi adiada para o próximo dia 18. Nesse encontro, o governador vai tentar firmar um acordo para que, nesse período de crise, o duodécimo seja repassado apenas no dia 30 de cada mês. Isso já ocorreu durante alguns meses de 2017, quando a crise econômica do Estado chegou ao ápice. 

O Estado é obrigado a repassar 3% de sua receita para o Poder Legislativo (1,84% para a Assembleia e 1,16% para o Tribunal de Contas); 6% para o Judiciário e 2% para o Ministério Público Estadual.

Antes do encontro, Belivaldo fará pessoalmente a leitura da mensagem à Assembleia Legislativa, na sexta-feira (15). A mensagem será um relatório sobre a crise econômica e as perspectivas para o decorrer do ano. O governador continua otimista

Com uma receita mensal em torno de R$ 550 milhões, o Estado gasta R$ 360 milhões mensais com o pagamento do pessoal da ativa e cerca de R$ 100 milhões para completar o pagamento dos inativos. Sobra muito pouco para o custeio da máquina, manutenção dos serviços essenciais e pagamento de fornecedores. Algumas empresas que terceirizam mão de obra, por exemplo, estão chegando a seis meses sem pagamento e a maioria não pode nem pensar em suspender os contratos, porque não tem capital para arcar com as indenizações.

Carta do Nordeste

No encontro realizado semana, os governadores do Nordeste definiram posições a respeito das reformas pretendidas pelo governo Jair Bolsonaro, que serão apresentadas aos demais governadores e ministros no próximo dia 20. As decisões foram apresentadas na 'Carta do Nordeste':
"Consideramos imprescindível debate cuidadoso sobre a Reforma da Previdência, a fim de que haja soluções imediatas para os déficits existentes. Contudo, registramos preocupação com medidas que impeçam o acesso dos mais pobres a direitos fundamentais de natureza  previdenciária, no campo e nas cidades.
"Do mesmo modo, consideramos que projetos de lei sobre Segurança Pública devem ser discutidos, evitando medidas puramente simbólicas, que não melhoram realmente a vida da população. É vital o cumprimento das regras sobre o Sistema Único de Segurança Pública e sobre o Fundo Nacional de Segurança Pública. Também assuntos como a ampliação de penitenciárias federais em todos os estados, o controle das fronteiras internacionais, o combate ao tráfico de armas e ao comércio ilegal de explosivos são urgentes e têm impacto real. Esses itens são relevantes para os cidadãos de todo o Brasil e por isso não podem ser abandonados.
"Alertamos ser inadiável encaminhar a proposta sobre o Novo Fundeb, uma vez que o fim do atual Fundeb trará gravíssimos danos à Educação Nacional.
"Finalmente, postulamos a imediata retomada de temas federativos na Câmara e no Senado, tais como a Cessão Onerosa, o Bônus de Assinatura e a Securitização."