João Daniel apoia a criação da Frente Parlamentar em Defesa da Democracia e dos Direitos Humanos

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Aspecto do lançamento da frente na Câmara dos Deputados
Aspecto do lançamento da frente na Câmara dos Deputados

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 13/02/2019 às 07:02:00

 

O deputado federal 
João Daniel (PT) 
participou, na manhã desta terça-feira, do lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Democracia e dos Direitos Humanos, que ocorreu na Câmara dos Deputados. Em discurso na tribuna da Casa, o parlamentar parabenizou esta iniciativa dos movimentos sociais e dezenas de entidades que autores da proposição para a criação desta Frente, da qual ele também fará parte.
Integram a Frente deputados federais, senadores e entidades e movimentos sociais e populares que avaliam como fundamental a defesa da democracia e dos direitos humanos neste momento de retrocesso pelo qual passa o país. "Esta Frente estará na defesa dos direitos humanos e da democracia contra os retrocessos, junto com os movimentos sociais e democráticos que representam os povos indígenas, quilombolas e todos que estão sendo perseguidos e ameaçados pelo governo Bolsonaro e na defesa dos direitos humanos e da classe trabalhadora", disse João Daniel.
Segundo o deputado, o governo Bolsonaro não tem nenhum compromisso e respeito com as causas históricas do povo brasileiro. "E agora com ameaças abertas e intimidação promove a perseguição não só a movimentos sociais e a esquerda como também agora publicamente à CNBB e à Igreja Católica", revelou o parlamentar. João Daniel acrescentou, no entanto, que o país não enfrentará os retrocessos calado, mas de cabeça erguida. "E o governo Bolsonaro precisa mostrar a que veio, porque não haveremos de ver os retrocessos como estão sendo anunciados. Enfrentaremos fortes e firmes", afirmou.
Além de deputados e senadores, o lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Democracia e dos Direitos Humanos teve a participação de representantes dos povos indígenas, quilombolas e de vários movimentos sociais, a exemplo do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST).

O deputado federal  João Daniel (PT)  participou, na manhã desta terça-feira, do lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Democracia e dos Direitos Humanos, que ocorreu na Câmara dos Deputados. Em discurso na tribuna da Casa, o parlamentar parabenizou esta iniciativa dos movimentos sociais e dezenas de entidades que autores da proposição para a criação desta Frente, da qual ele também fará parte.
Integram a Frente deputados federais, senadores e entidades e movimentos sociais e populares que avaliam como fundamental a defesa da democracia e dos direitos humanos neste momento de retrocesso pelo qual passa o país. "Esta Frente estará na defesa dos direitos humanos e da democracia contra os retrocessos, junto com os movimentos sociais e democráticos que representam os povos indígenas, quilombolas e todos que estão sendo perseguidos e ameaçados pelo governo Bolsonaro e na defesa dos direitos humanos e da classe trabalhadora", disse João Daniel.
Segundo o deputado, o governo Bolsonaro não tem nenhum compromisso e respeito com as causas históricas do povo brasileiro. "E agora com ameaças abertas e intimidação promove a perseguição não só a movimentos sociais e a esquerda como também agora publicamente à CNBB e à Igreja Católica", revelou o parlamentar. João Daniel acrescentou, no entanto, que o país não enfrentará os retrocessos calado, mas de cabeça erguida. "E o governo Bolsonaro precisa mostrar a que veio, porque não haveremos de ver os retrocessos como estão sendo anunciados. Enfrentaremos fortes e firmes", afirmou.
Além de deputados e senadores, o lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Democracia e dos Direitos Humanos teve a participação de representantes dos povos indígenas, quilombolas e de vários movimentos sociais, a exemplo do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST).