Sergipe perde o atacante Júnior Batata

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 19/02/2019 às 07:37:00

 

A coisa anda ruim 
mesmo para o Ser
gipe. Quando um jogador começa a se destacar na equipe, com a perspectiva de ajudar a equipe a superar as dificuldades, vem um problema de ordem pessoal que o afasta do clube. Foi o que aconteceu nesta segunda-feira (18) com o atacante Junior Batata. Ele alegou um problema familiar muito sério, para deixar o time rubro. "Estou com um problema familiar e quero ficar mais perto da família", justificou o atleta. 
Recentemente Junior Batata passou por um problema que traumatizou sua vida. Ele sofreu um drama pessoal com a morte do filho pequeno e está distante dos familiares, que moram em Brasília. O atacante confirmou a rescisão contratual com o clube na noite do último domingo. A alegação é de que quer ficar mais próximo dos familiares, que moram em Brasília. O jogador chegou ao clube em novembro do ano passado por indicação do então treinador Luizinho Vieira. Recentemente, Batata passou por um drama pessoal com a morte do filho pequeno e afirmou precisar voltar para casa e ficar mais perto da família.
- Eu só tenho a agradecer ao nosso Deus pela oportunidade que eu tive de jogar aqui no Sergipe. Foi um clube que eu pude conhecer tamanha grandeza que tem aqui no Nordeste. Não conhecia, foi um prazer ter passado por aqui. Há quatro meses eu tive uma grande perda na minha família, que foi o meu filho. Então eu não tive tempo de ficar me lamentando. Fui logo jogar, fui logo trabalhar. Eu acredito que isso tenha me atrapalhado um pouco. Não pude ter um momento com a minha família, passei Natal e Ano Novo longe deles. Isso pesou para mim, pois precisamos do apoio da nossa família. Não estou saindo do Sergipe porque acertei com outro clube - desabafou o jogador.
Junior Batata começou a temporada na reserva e aos poucos foi ganhando confiança dos treinadores. Contra o Dorense foi dele o único gol da partida na cobrança de falta. O jogador se despede do João Hora demonstrando identificação com o clube, com a torcida colorada e reafirmando que não vai embora por causa da má fase do time na temporada.
No discurso de despedida, Júnior Batata desejou sorte ao Sergipe na sequência da temporada e disse ter certeza de que o time vai conseguir se recuperar do momento turbulento. "Eu queria ter dado mais pelo Sergipe, porque o clube merece, pela instituição, pela torcida que tem. Creio que a partir de quarta-feira as coisas vão mudar. O Sergipe vai voltar a vencer e as coisas vão melhorar".

A coisa anda ruim  mesmo para o Ser gipe. Quando um jogador começa a se destacar na equipe, com a perspectiva de ajudar a equipe a superar as dificuldades, vem um problema de ordem pessoal que o afasta do clube. Foi o que aconteceu nesta segunda-feira (18) com o atacante Junior Batata. Ele alegou um problema familiar muito sério, para deixar o time rubro. "Estou com um problema familiar e quero ficar mais perto da família", justificou o atleta. 
Recentemente Junior Batata passou por um problema que traumatizou sua vida. Ele sofreu um drama pessoal com a morte do filho pequeno e está distante dos familiares, que moram em Brasília. O atacante confirmou a rescisão contratual com o clube na noite do último domingo. A alegação é de que quer ficar mais próximo dos familiares, que moram em Brasília. O jogador chegou ao clube em novembro do ano passado por indicação do então treinador Luizinho Vieira. Recentemente, Batata passou por um drama pessoal com a morte do filho pequeno e afirmou precisar voltar para casa e ficar mais perto da família.
- Eu só tenho a agradecer ao nosso Deus pela oportunidade que eu tive de jogar aqui no Sergipe. Foi um clube que eu pude conhecer tamanha grandeza que tem aqui no Nordeste. Não conhecia, foi um prazer ter passado por aqui. Há quatro meses eu tive uma grande perda na minha família, que foi o meu filho. Então eu não tive tempo de ficar me lamentando. Fui logo jogar, fui logo trabalhar. Eu acredito que isso tenha me atrapalhado um pouco. Não pude ter um momento com a minha família, passei Natal e Ano Novo longe deles. Isso pesou para mim, pois precisamos do apoio da nossa família. Não estou saindo do Sergipe porque acertei com outro clube - desabafou o jogador.
Junior Batata começou a temporada na reserva e aos poucos foi ganhando confiança dos treinadores. Contra o Dorense foi dele o único gol da partida na cobrança de falta. O jogador se despede do João Hora demonstrando identificação com o clube, com a torcida colorada e reafirmando que não vai embora por causa da má fase do time na temporada.
No discurso de despedida, Júnior Batata desejou sorte ao Sergipe na sequência da temporada e disse ter certeza de que o time vai conseguir se recuperar do momento turbulento. "Eu queria ter dado mais pelo Sergipe, porque o clube merece, pela instituição, pela torcida que tem. Creio que a partir de quarta-feira as coisas vão mudar. O Sergipe vai voltar a vencer e as coisas vão melhorar".