'Sons de Lá' continua aberta ao público no Museu de Arte Sacra de São Cristóvão

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 19/02/2019 às 07:43:00

 

Continua aberta ao público até o final do mês de março, no Museu de Arte Sacra de São Cristóvão, a exposição "Sons de Lá", do luthier José dos Santos de Araújo, conhecido como Passos. A mostra que teve início no Festival de Artes de São Cristóvão (FASC) do último ano é composta por instrumentos reformados e fabricados pelo renomado artista sancristovense.
 A exposição é composta por instrumentos como: pandeiro, bandolim, banjo, cavaquinho, violino, violoncelo, dentre outros. De acordo com Passos, a mostra tem o intuito de homenagear o cantor e compositor paraibano, Jackson do Pandeiro. 
"Cresci ouvindo as canções dele, então resolvi nessa oportunidade fazer o tributo. Elaborei o pandeiro e fiz um desenho com a imagem dele para compor a exposição", explicou. Segundo ele, a exposição 'Sons de Lá' tem obtido uma boa repercussão e atraído pessoas de Sergipe e de fora do estado. "Está sendo bem divulgada. Muitos turistas me procuraram durante o FASC e continuam me procurando para fazer encomendas e para saber quem é o artista por trás das obras", contou.
O luthier explica que o trabalho dedicado a instrumentos musicais teve início em 1988, quando aceitou o trabalho de restaurar um piano no Conservatório de Música de Sergipe. A partir daí, começou a produzir os instrumentos que estão espalhados por países como: Bélgica, Estados Unidos, Espanha, e para outras partes do mundo. Hoje o sancristovense é considerado uma referência na arte de restaurar e fabricar.
 
Visita - O público interessado em conhecer a sua arte pode realizar uma visita à exposição que permanece até março deste ano no Museu de Arte Sacra de São Cristóvão, localizado na Praça São Francisco. Além da mostra que homenageia Jackson do Pandeiro, os visitantes também poderão conferir todo o acervo do Museu que é considerado um dos maiores do país. O local funciona de terça a sábado, das 10h às 16h e aos domingos, das 9h às 13h.

Continua aberta ao público até o final do mês de março, no Museu de Arte Sacra de São Cristóvão, a exposição "Sons de Lá", do luthier José dos Santos de Araújo, conhecido como Passos. A mostra que teve início no Festival de Artes de São Cristóvão (FASC) do último ano é composta por instrumentos reformados e fabricados pelo renomado artista sancristovense.
 A exposição é composta por instrumentos como: pandeiro, bandolim, banjo, cavaquinho, violino, violoncelo, dentre outros. De acordo com Passos, a mostra tem o intuito de homenagear o cantor e compositor paraibano, Jackson do Pandeiro. 
"Cresci ouvindo as canções dele, então resolvi nessa oportunidade fazer o tributo. Elaborei o pandeiro e fiz um desenho com a imagem dele para compor a exposição", explicou. Segundo ele, a exposição 'Sons de Lá' tem obtido uma boa repercussão e atraído pessoas de Sergipe e de fora do estado. "Está sendo bem divulgada. Muitos turistas me procuraram durante o FASC e continuam me procurando para fazer encomendas e para saber quem é o artista por trás das obras", contou.
O luthier explica que o trabalho dedicado a instrumentos musicais teve início em 1988, quando aceitou o trabalho de restaurar um piano no Conservatório de Música de Sergipe. A partir daí, começou a produzir os instrumentos que estão espalhados por países como: Bélgica, Estados Unidos, Espanha, e para outras partes do mundo. Hoje o sancristovense é considerado uma referência na arte de restaurar e fabricar. 
Visita - O público interessado em conhecer a sua arte pode realizar uma visita à exposição que permanece até março deste ano no Museu de Arte Sacra de São Cristóvão, localizado na Praça São Francisco. Além da mostra que homenageia Jackson do Pandeiro, os visitantes também poderão conferir todo o acervo do Museu que é considerado um dos maiores do país. O local funciona de terça a sábado, das 10h às 16h e aos domingos, das 9h às 13h.