Agricultores podem aderir ao Garantia-Safra até o dia 27

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 22/02/2019 às 08:15:00

 

A coordenação Estadual do Programa Garantia-Safra, vinculada à secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), conseguiu junto ao Governo Federal, a prorrogação das inscrições até a próxima quinta-feira (27). Com a Declaração de Aptidão (DAP) e documento de identificação em mãos, devem inscrever-se os agricultores que possuem renda familiar mensal de, no máximo, um salário mínimo e meio, e que plantam entre 0,6 e 05 hectares de feijão, milho, arroz, mandioca ou algodão. Até o final do primeiro prazo, 13.459 agricultores familiares fizeram a adesão ao Programa Garantia-Safra 2018/2019 em 23 municípios do alto e médio sertão sergipano, o que corresponde a 54% da cota do estado.
 Segundo o responsável pela divisão de Crédito Rural da Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro), Deodato Lima Filho, a prorrogação do prazo para adesão ao programa foi solicitada pelo governo de Sergipe porque o quantitativo inicial de inscrições ficou abaixo do esperado. "A cota destinada a Sergipe é de 25 mil pessoas. Então, entendendo a necessidade de ampliarmos o alcance do seguro para que mais produtores rurais tenham acesso ao benefício, a Seagri enviou ofício à Coordenação Nacional do Programa, solicitando um prazo maior para as inscrições", conta Deodato.

A coordenação Estadual do Programa Garantia-Safra, vinculada à secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), conseguiu junto ao Governo Federal, a prorrogação das inscrições até a próxima quinta-feira (27). Com a Declaração de Aptidão (DAP) e documento de identificação em mãos, devem inscrever-se os agricultores que possuem renda familiar mensal de, no máximo, um salário mínimo e meio, e que plantam entre 0,6 e 05 hectares de feijão, milho, arroz, mandioca ou algodão. Até o final do primeiro prazo, 13.459 agricultores familiares fizeram a adesão ao Programa Garantia-Safra 2018/2019 em 23 municípios do alto e médio sertão sergipano, o que corresponde a 54% da cota do estado.
 Segundo o responsável pela divisão de Crédito Rural da Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro), Deodato Lima Filho, a prorrogação do prazo para adesão ao programa foi solicitada pelo governo de Sergipe porque o quantitativo inicial de inscrições ficou abaixo do esperado. "A cota destinada a Sergipe é de 25 mil pessoas. Então, entendendo a necessidade de ampliarmos o alcance do seguro para que mais produtores rurais tenham acesso ao benefício, a Seagri enviou ofício à Coordenação Nacional do Programa, solicitando um prazo maior para as inscrições", conta Deodato.