Prefeito Gilson Andrade autoriza reajuste de 4% aos servidores

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 23/02/2019 às 08:04:00

 

O prefeito de Estân-
cia, Gilson Andrade, 
autorizou na última quinta-feira (21), a concessão de reajuste salarial nos vencimentos dos servidores públicos municipais. A proposta do poder executivo foi aceita de forma unânime pelos representantes dos sindicatos, que aceitaram o reajuste de 4% (quatro por cento) respeitando o índice de revisão que corresponde à variação da inflação medida no período dos últimos 12 meses, pelo INPC-IBGE, aos vencimentos dos servidores públicos municipais de Estância.
 "O reajuste salarial acordado no dia de hoje representará um aumento próximo de R$ 1,2 milhão anual no valor pago aos servidores, influenciando diretamente o poder de compra dos estancianos. Isso reflete o compromisso da nossa gestão de proporcionar valorização aos servidores, usando o diálogo como principal instrumento de construção", afirmou o prefeito Gilson Andrade.
A proposta acordada entre o gestor e os membros dos sindicatos aconteceu em mais uma rodada de discussão da mesa permanente de negociação, instrumento democrático que permite o diálogo contínuo com todos os sindicatos. "Essa situação que está posta em Estância foi uma evolução muito grande, com a instituição da Mesa Permanente de Negociação. Esfera que envolve todos os sindicatos dos servidores e trabalhadores com a gestão do município de Estância", declarou o presidente do Sindicato dos Cirurgiões Dentistas do Estado de Sergipe, Marcos Macedo.
 "Essa mesa de Estância é um exemplo para que todos os gestores dos municípios e até do governo do Estado de Sergipe, para que faça igual. Porque a mesa é um espaço de construção, não tem uma briga aqui. Os sindicatos se reúnem com a gestão e dentro de um comportamento de compreensão da realidade econômica e política do país e dos municípios, a gente está entendendo até onde tensionar, até onde pode chegar, até onde o elástico pode ser esticado, mas sempre pensando no bem público e claro em beneficiar os trabalhadores prestigiando a eles, dando os direitos que eles têm e merecem conquistar", acrescentou Marcos.
A secretária da Administração e Planejamento, Teresa Roselange, ressaltou o esforço da gestão em proporcionar uma política de valorização dos servidores. "A administração tem valorizado os servidores oferecendo uma política salarial progressiva, que permite aos trabalhadores obterem ganhos reais em seus vencimentos, além de treinamentos, qualificação e melhores condições de trabalho. Refletindo a visão do prefeito Gilson Andrade de priorizar e valorizar os servidores públicos municipais", afirmou.
O Presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Estância e Arauá, Carlito Lemos, considera a mudança de regime de celetista para estatutário como um dia histórico para os trabalhadores da Saúde e do SAAE. "Após uma rodada de negociação chegamos a um acordo, e foi importante a posição do município em garantir a mudança do regime dos trabalhadores que deixam de ser celetistas e passam para o regime estatutários. Essa conquista foi possível a partir da campanha salarial 2018, bem como com o compromisso político do município em de fato dialogar e chegar a um acordo. Com a mudança, terão segurança jurídica e poderão sonhar com a carreira que de fato passa a existir a partir de agora. Então foi muito importante, ganharam os trabalhadores e ganhou o governo politicamente", expressou Carlito.

O prefeito de Estân- cia, Gilson Andrade,  autorizou na última quinta-feira (21), a concessão de reajuste salarial nos vencimentos dos servidores públicos municipais. A proposta do poder executivo foi aceita de forma unânime pelos representantes dos sindicatos, que aceitaram o reajuste de 4% (quatro por cento) respeitando o índice de revisão que corresponde à variação da inflação medida no período dos últimos 12 meses, pelo INPC-IBGE, aos vencimentos dos servidores públicos municipais de Estância.
 "O reajuste salarial acordado no dia de hoje representará um aumento próximo de R$ 1,2 milhão anual no valor pago aos servidores, influenciando diretamente o poder de compra dos estancianos. Isso reflete o compromisso da nossa gestão de proporcionar valorização aos servidores, usando o diálogo como principal instrumento de construção", afirmou o prefeito Gilson Andrade.
A proposta acordada entre o gestor e os membros dos sindicatos aconteceu em mais uma rodada de discussão da mesa permanente de negociação, instrumento democrático que permite o diálogo contínuo com todos os sindicatos. "Essa situação que está posta em Estância foi uma evolução muito grande, com a instituição da Mesa Permanente de Negociação. Esfera que envolve todos os sindicatos dos servidores e trabalhadores com a gestão do município de Estância", declarou o presidente do Sindicato dos Cirurgiões Dentistas do Estado de Sergipe, Marcos Macedo.
 "Essa mesa de Estância é um exemplo para que todos os gestores dos municípios e até do governo do Estado de Sergipe, para que faça igual. Porque a mesa é um espaço de construção, não tem uma briga aqui. Os sindicatos se reúnem com a gestão e dentro de um comportamento de compreensão da realidade econômica e política do país e dos municípios, a gente está entendendo até onde tensionar, até onde pode chegar, até onde o elástico pode ser esticado, mas sempre pensando no bem público e claro em beneficiar os trabalhadores prestigiando a eles, dando os direitos que eles têm e merecem conquistar", acrescentou Marcos.
A secretária da Administração e Planejamento, Teresa Roselange, ressaltou o esforço da gestão em proporcionar uma política de valorização dos servidores. "A administração tem valorizado os servidores oferecendo uma política salarial progressiva, que permite aos trabalhadores obterem ganhos reais em seus vencimentos, além de treinamentos, qualificação e melhores condições de trabalho. Refletindo a visão do prefeito Gilson Andrade de priorizar e valorizar os servidores públicos municipais", afirmou.
O Presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Estância e Arauá, Carlito Lemos, considera a mudança de regime de celetista para estatutário como um dia histórico para os trabalhadores da Saúde e do SAAE. "Após uma rodada de negociação chegamos a um acordo, e foi importante a posição do município em garantir a mudança do regime dos trabalhadores que deixam de ser celetistas e passam para o regime estatutários. Essa conquista foi possível a partir da campanha salarial 2018, bem como com o compromisso político do município em de fato dialogar e chegar a um acordo. Com a mudança, terão segurança jurídica e poderão sonhar com a carreira que de fato passa a existir a partir de agora. Então foi muito importante, ganharam os trabalhadores e ganhou o governo politicamente", expressou Carlito.