Edvaldo reúne Comden para debater futuro da cidade

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 23/02/2019 às 08:29:00

 

O prefeito Edvaldo Nogueira voltou a se reunir com o Conselho Municipal do Desenvolvimento Econômico (Comden), na manhã desta sexta-feira, 22. O primeiro encontro do ano teve a finalidade de definir as estratégias para o funcionamento do conselho, ao longo de 2019, tendo em vista o crescimento da capital sergipana. No primeiro momento, o gestor municipal apresentou um balanço das ações desenvolvidas pela Prefeitura de Aracaju nos dois anos de administração, definidos como a fase de reconstrução da cidade.
"Conseguimos superar dificuldades gigantescas e operar uma transformação jamais vista em Aracaju. Regularizamos os salários dos servidores, a limpeza pública voltou a funcionar, retomamos e iniciamos obras, fortalecemos a Assistência Social, a Saúde e Educação tiveram melhora significativa, colocamos ações de sustentabilidade em prática, fortalecemos o calendário cultural da cidade, atuamos na área da Segurança, entre outros grandes avanços. O quadro ainda é difícil, mas as estratégias adotadas por nós foram fundamentais para que trilhássemos um caminho promissor", destacou Edvaldo.
Ao prestar contas aos representantes da sociedade, o gestor municipal ressaltou que todo o trabalho executado pela Prefeitura é alinhado ao Planejamento Estratégico, o que tem sido fundamental para os resultados obtidos. "Aracaju tem missão, visão, tem foco e valores. Temos um plano com começo, meio e fim, com objetivos traçados e vamos cumpri-los. Passamos pelo período de reconstrução e agora vamos avançar", definiu o prefeito propondo que as próximas reuniões sejam pautadas pela discussão de políticas públicas voltadas para futuro da cidade. "Aracaju é um polo de desenvolvimento de Sergipe e precisamos pensar formas de voltar a fazer nossa cidade crescer", pontuou.
Discussão - Dentro desse contexto, no segundo momento do encontro os conselheiros debateram sobre a formação de grupos setoriais de estudos, para definição de propostas voltadas para uma nova matriz de desenvolvimento da cidade. "Lançamos bases sólidas. Constituímos câmaras técnicas, com membros do governo municipal, de segmentos empresariais e sociais, para elaborar planos com horizonte de médio e longo prazos, pensando Aracaju daqui há 10, 20 anos. Vamos traçar propostas para os eixos Desenvolvimento, Inovação e Tecnologia, tudo isso tendo como pilar a educação, que foi tema consensual e considerado primordial", explicou o secretário da Fazenda, Jeferson Passos.
O membro do Comden e integrante dos dois grupos de estudo, o superintendente do Sebrae/SE, Paulo do Eirado, avaliou a ideia como uma maneira eficaz para se planejar o futuro da capital sergipana. "É a partir da troca de pensamentos que a gente vai encontrar o caminho almejado. A iniciativa da Prefeitura, de manter esse fórum de diálogo permanente, envolvendo protagonistas da economia, permite a somação de todos, especialmente nesse momento de crise. A inteligência que existe aqui será suficiente para que a gente possa encontrar soluções, saídas, pensando nos nossos filhos, na juventude, voltando olhares para o futuro e pensando no bem de todos", salientou.

O prefeito Edvaldo Nogueira voltou a se reunir com o Conselho Municipal do Desenvolvimento Econômico (Comden), na manhã desta sexta-feira, 22. O primeiro encontro do ano teve a finalidade de definir as estratégias para o funcionamento do conselho, ao longo de 2019, tendo em vista o crescimento da capital sergipana. No primeiro momento, o gestor municipal apresentou um balanço das ações desenvolvidas pela Prefeitura de Aracaju nos dois anos de administração, definidos como a fase de reconstrução da cidade.
"Conseguimos superar dificuldades gigantescas e operar uma transformação jamais vista em Aracaju. Regularizamos os salários dos servidores, a limpeza pública voltou a funcionar, retomamos e iniciamos obras, fortalecemos a Assistência Social, a Saúde e Educação tiveram melhora significativa, colocamos ações de sustentabilidade em prática, fortalecemos o calendário cultural da cidade, atuamos na área da Segurança, entre outros grandes avanços. O quadro ainda é difícil, mas as estratégias adotadas por nós foram fundamentais para que trilhássemos um caminho promissor", destacou Edvaldo.
Ao prestar contas aos representantes da sociedade, o gestor municipal ressaltou que todo o trabalho executado pela Prefeitura é alinhado ao Planejamento Estratégico, o que tem sido fundamental para os resultados obtidos. "Aracaju tem missão, visão, tem foco e valores. Temos um plano com começo, meio e fim, com objetivos traçados e vamos cumpri-los. Passamos pelo período de reconstrução e agora vamos avançar", definiu o prefeito propondo que as próximas reuniões sejam pautadas pela discussão de políticas públicas voltadas para futuro da cidade. "Aracaju é um polo de desenvolvimento de Sergipe e precisamos pensar formas de voltar a fazer nossa cidade crescer", pontuou.

Discussão - Dentro desse contexto, no segundo momento do encontro os conselheiros debateram sobre a formação de grupos setoriais de estudos, para definição de propostas voltadas para uma nova matriz de desenvolvimento da cidade. "Lançamos bases sólidas. Constituímos câmaras técnicas, com membros do governo municipal, de segmentos empresariais e sociais, para elaborar planos com horizonte de médio e longo prazos, pensando Aracaju daqui há 10, 20 anos. Vamos traçar propostas para os eixos Desenvolvimento, Inovação e Tecnologia, tudo isso tendo como pilar a educação, que foi tema consensual e considerado primordial", explicou o secretário da Fazenda, Jeferson Passos.
O membro do Comden e integrante dos dois grupos de estudo, o superintendente do Sebrae/SE, Paulo do Eirado, avaliou a ideia como uma maneira eficaz para se planejar o futuro da capital sergipana. "É a partir da troca de pensamentos que a gente vai encontrar o caminho almejado. A iniciativa da Prefeitura, de manter esse fórum de diálogo permanente, envolvendo protagonistas da economia, permite a somação de todos, especialmente nesse momento de crise. A inteligência que existe aqui será suficiente para que a gente possa encontrar soluções, saídas, pensando nos nossos filhos, na juventude, voltando olhares para o futuro e pensando no bem de todos", salientou.