Betinho tenta tranquilizar a torcida

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 28/02/2019 às 22:42:00

 

Ninguém mais do que o treinador Betinho para estar decepcionado com a goleada sofrida para o Lagarto. O treinador disse que alertou muito para não serem surpreendidos. Ele lamenta que os jogadores não tenham encarado o Lagarto como uma grande equipe e o jogo como uma decisão. "Perdemos a primeira oportunidade. Mas ainda dependemos só mesmo dos nossos resultados para conquistarmos essa vaga na Copa do Brasil. O próximo adversário do time proletário é o Dorense, no dia 10 de março em 
- Acho que o Lagarto tem muito mérito pela conquista da vitória, mas por si só, nosso vestiário já disse tudo. A gente não queria que isso acontecesse. A gente sabe que, no futebol, em alguns momentos, acontece. Agora é erguer a cabeça, continuar trabalhando, nós somos líderes na competição ainda e dependemos exclusivamente dos nossos próprios esforços.
Para muitos a derrota não foi uma surpresa. Afinal era o encontro de dois líderes, duas equipes que vinham invicta. Surpreendente mesmo foi a forma como ocorreu a goleada lagartense por 4 a 1. O placar e a atuação azulina é que chamaram mais a atenção. O time acabou saindo de campo ouvindo as cobranças do torcedor.
- Na verdade, eu só transferi as vaias para dentro do vestiário. Foi nítido o nosso comportamento. Nós não encaramos como uma decisão. Nós tínhamos falado que era realmente um jogo decisivo para nós. Eles entraram no jogo muito mais atentos, muito mais ligados e nós achávamos que, só pela nossa qualidade seria o suficiente - disse Betinho.

Ninguém mais do que o treinador Betinho para estar decepcionado com a goleada sofrida para o Lagarto. O treinador disse que alertou muito para não serem surpreendidos. Ele lamenta que os jogadores não tenham encarado o Lagarto como uma grande equipe e o jogo como uma decisão. "Perdemos a primeira oportunidade. Mas ainda dependemos só mesmo dos nossos resultados para conquistarmos essa vaga na Copa do Brasil. O próximo adversário do time proletário é o Dorense, no dia 10 de março em 
- Acho que o Lagarto tem muito mérito pela conquista da vitória, mas por si só, nosso vestiário já disse tudo. A gente não queria que isso acontecesse. A gente sabe que, no futebol, em alguns momentos, acontece. Agora é erguer a cabeça, continuar trabalhando, nós somos líderes na competição ainda e dependemos exclusivamente dos nossos próprios esforços.
Para muitos a derrota não foi uma surpresa. Afinal era o encontro de dois líderes, duas equipes que vinham invicta. Surpreendente mesmo foi a forma como ocorreu a goleada lagartense por 4 a 1. O placar e a atuação azulina é que chamaram mais a atenção. O time acabou saindo de campo ouvindo as cobranças do torcedor.
- Na verdade, eu só transferi as vaias para dentro do vestiário. Foi nítido o nosso comportamento. Nós não encaramos como uma decisão. Nós tínhamos falado que era realmente um jogo decisivo para nós. Eles entraram no jogo muito mais atentos, muito mais ligados e nós achávamos que, só pela nossa qualidade seria o suficiente - disse Betinho.