SSP vai empregar quase 4 mil pessoas na segurança do carnaval

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
PELA PRIMEIRA VEZ AS EQUIPES DE SEGURANÇA VÃO UTILIZAR DRONES PARA FACILITAR O POLICIAMENTO EM ÁREAS DE GRANDE MOVIMENTO
PELA PRIMEIRA VEZ AS EQUIPES DE SEGURANÇA VÃO UTILIZAR DRONES PARA FACILITAR O POLICIAMENTO EM ÁREAS DE GRANDE MOVIMENTO

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 28/02/2019 às 23:05:00

 

A Secretaria da Seguran-
ça Pública (SSP) apre
sentou ontem, em coletiva de imprensa, o planejamento operacional para o carnaval 2019. Na oportunidade, foram divulgadas as atuações das Polícias Militar e Civil, bem como do Corpo de Bombeiros para as festas que acontecem na capital e interior sergipano. Um diferencial apontado para a atuação dos órgãos de Segurança Pública neste carnaval será o uso de drones por parte da Polícia Militar.
A coletiva foi iniciada com a participação do major PM Gilberto Melo, chefe do Estado Maior do Comando do Policiamento Militar do Interior (CPMI), que destacou o emprego de 1.100 policiais militares na área de atuação do Comando do Policiamento Militar da Capital (bloquinhos de rua, Rasgadinho, Itaporanga D'Ajuda, Barra dos Coqueiros, Nossa Senhora do Socorro e São Cristóvão) e 2.589 policiais militares deslocados para a área de atuação do CPMI (Canindé do São Francisco, Neópolis, Pirambu, Estância, entre outros).
"O efetivo empregado por parte da Polícia Militar no carnaval totaliza 3.689 homens e mulheres distribuídos em 29 municípios com previsão de eventos carnavalescos, destacando as cidades de Canindé, Neópolis, Pirambu e Estância. Na área do CPMC, a Polícia Militar recebeu mais de 138 solicitações de policiamento, sendo a maior parte de blocos de rua. Entretanto, nosso efetivo será empregado de forma extraordinária apenas nos principais blocos (Icaju, Galo do Augusto Franco, Beija Eu, Meu Bloco na Rua, Brother Folia, Frevo Solidário, Bloquinho do Bel, Mamãe Chego Já, Blend, Barroso Folia, As Madalenas e Pisadinha)", destacou o major Melo.
Por parte da Polícia Militar também foi destacada a operação Momo, com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), referente a 10 pontos de bloqueio estratégicos nas divisas do estado, de maneira simultânea, com foco na apreensão de armas e drogas. Além disso, serão realizadas operações de trânsito pela PM no carnaval, intensificando a fiscalização com foco na Lei Seca e atendimento a acidentes de trânsito com vítimas.
Bombeiros - A atuação do Corpo de Bombeiros no carnaval sergipano foi apresentada pela major BM Carla Cristina Andrade da Silva, auxiliar da diretoria operacional do Corpo de Bombeiros. "Estaremos atuando com 40 guarda-vidas militares, 18 guarda-vidas civis (haverá padronização no atendimento), em oito municípios: Aracaju, Campo do Brito, Cumbe, Estância, Itaporanga D'Ajuda, Propriá, Nossa Senhora do Socorro e Telha. Nosso foco principal será preservar vidas humanas durante os festejos carnavalescos porque nesse período ocorre aumento no número de banhistas em praias, rios, barragens e açudes. Estaremos voltados para a prevenção", pontuou.
Polícia Civil - O planejamento da Polícia Civil foi apresentado pela delegada Viviane Pessoa, coordenadora das delegacias da capital. "Na capital, iremos reforçar as Delegacias Plantonistas, que atendem Aracaju e Região Metropolitana. No interior, teremos bases da Polícia Civil nas áreas de festas maiores, como Pirambu, Neópolis, Itabaianinha, Cumbe e Canindé, com posto de atendimento no Abaís e vamos ter reforço das Plantonistas do interior: Estância, Itabaiana, Lagarto, Glória, Tobias Barreto e Nossa Senhora das Dores.
Somente no interior contamos com a previsão de empregar mais de 500 policiais civis. Além disso, o trabalho integrado com a Polícia Militar vem garantindo diversas ações da Polícia Civil anteriores ao período do carnaval. Nossa expectativa é de um carnaval tranquilo em nosso estado", concluiu a delegada.

A Secretaria da Seguran- ça Pública (SSP) apre sentou ontem, em coletiva de imprensa, o planejamento operacional para o carnaval 2019. Na oportunidade, foram divulgadas as atuações das Polícias Militar e Civil, bem como do Corpo de Bombeiros para as festas que acontecem na capital e interior sergipano. Um diferencial apontado para a atuação dos órgãos de Segurança Pública neste carnaval será o uso de drones por parte da Polícia Militar.
A coletiva foi iniciada com a participação do major PM Gilberto Melo, chefe do Estado Maior do Comando do Policiamento Militar do Interior (CPMI), que destacou o emprego de 1.100 policiais militares na área de atuação do Comando do Policiamento Militar da Capital (bloquinhos de rua, Rasgadinho, Itaporanga D'Ajuda, Barra dos Coqueiros, Nossa Senhora do Socorro e São Cristóvão) e 2.589 policiais militares deslocados para a área de atuação do CPMI (Canindé do São Francisco, Neópolis, Pirambu, Estância, entre outros).
"O efetivo empregado por parte da Polícia Militar no carnaval totaliza 3.689 homens e mulheres distribuídos em 29 municípios com previsão de eventos carnavalescos, destacando as cidades de Canindé, Neópolis, Pirambu e Estância. Na área do CPMC, a Polícia Militar recebeu mais de 138 solicitações de policiamento, sendo a maior parte de blocos de rua. Entretanto, nosso efetivo será empregado de forma extraordinária apenas nos principais blocos (Icaju, Galo do Augusto Franco, Beija Eu, Meu Bloco na Rua, Brother Folia, Frevo Solidário, Bloquinho do Bel, Mamãe Chego Já, Blend, Barroso Folia, As Madalenas e Pisadinha)", destacou o major Melo.
Por parte da Polícia Militar também foi destacada a operação Momo, com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), referente a 10 pontos de bloqueio estratégicos nas divisas do estado, de maneira simultânea, com foco na apreensão de armas e drogas. Além disso, serão realizadas operações de trânsito pela PM no carnaval, intensificando a fiscalização com foco na Lei Seca e atendimento a acidentes de trânsito com vítimas.

Bombeiros - A atuação do Corpo de Bombeiros no carnaval sergipano foi apresentada pela major BM Carla Cristina Andrade da Silva, auxiliar da diretoria operacional do Corpo de Bombeiros. "Estaremos atuando com 40 guarda-vidas militares, 18 guarda-vidas civis (haverá padronização no atendimento), em oito municípios: Aracaju, Campo do Brito, Cumbe, Estância, Itaporanga D'Ajuda, Propriá, Nossa Senhora do Socorro e Telha. Nosso foco principal será preservar vidas humanas durante os festejos carnavalescos porque nesse período ocorre aumento no número de banhistas em praias, rios, barragens e açudes. Estaremos voltados para a prevenção", pontuou.
Polícia Civil - O planejamento da Polícia Civil foi apresentado pela delegada Viviane Pessoa, coordenadora das delegacias da capital. "Na capital, iremos reforçar as Delegacias Plantonistas, que atendem Aracaju e Região Metropolitana. No interior, teremos bases da Polícia Civil nas áreas de festas maiores, como Pirambu, Neópolis, Itabaianinha, Cumbe e Canindé, com posto de atendimento no Abaís e vamos ter reforço das Plantonistas do interior: Estância, Itabaiana, Lagarto, Glória, Tobias Barreto e Nossa Senhora das Dores.
Somente no interior contamos com a previsão de empregar mais de 500 policiais civis. Além disso, o trabalho integrado com a Polícia Militar vem garantindo diversas ações da Polícia Civil anteriores ao período do carnaval. Nossa expectativa é de um carnaval tranquilo em nosso estado", concluiu a delegada.