Governo trabalha para regularizar medicamentos do Case

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 01/03/2019 às 22:48:00

 

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), informa que vem trabalhando para regularizar a situação dos medicamentos que ainda estão em falta no Centro de Atenção à Saúde de Sergipe (Case). A Secretaria está rigorosamente em dia com os fornecedores e a falta decorre de vários fatores, como o atraso na entrega, licitações fracassadas e medicamentos de competência do Ministério da Saúde.
Dos 365 itens que são dispensados pelo órgão, 23 ainda não foram regularizados, o que representa 6,30% do total. Desses, cinco itens são de responsabilidade do Ministério da Saúde e 18 medicamentos são do Estado. Dos 18, sete tiveram a licitação deserta, o que significa que não apareceram empresas interessadas na aquisição dos itens. Por conta disso, a Secretaria está providenciando novas licitações.
 Outros itens já foram faturados e os fornecedores anunciaram datas de entrega a partir da próxima quinta-feira, dia 7 de março. A expectativa é que até o dia 15 de março mais seis medicamentos sejam entregues, enquanto as licitações estão em andamento. Até o final de março, a Secretaria pretende estar com a situação normalizada.

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), informa que vem trabalhando para regularizar a situação dos medicamentos que ainda estão em falta no Centro de Atenção à Saúde de Sergipe (Case). A Secretaria está rigorosamente em dia com os fornecedores e a falta decorre de vários fatores, como o atraso na entrega, licitações fracassadas e medicamentos de competência do Ministério da Saúde.
Dos 365 itens que são dispensados pelo órgão, 23 ainda não foram regularizados, o que representa 6,30% do total. Desses, cinco itens são de responsabilidade do Ministério da Saúde e 18 medicamentos são do Estado. Dos 18, sete tiveram a licitação deserta, o que significa que não apareceram empresas interessadas na aquisição dos itens. Por conta disso, a Secretaria está providenciando novas licitações.
 Outros itens já foram faturados e os fornecedores anunciaram datas de entrega a partir da próxima quinta-feira, dia 7 de março. A expectativa é que até o dia 15 de março mais seis medicamentos sejam entregues, enquanto as licitações estão em andamento. Até o final de março, a Secretaria pretende estar com a situação normalizada.