Junior Batata conta porque voltou ao Sergipe

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 02/03/2019 às 14:36:00

 

O Atacante Junior Batata já está incorporado ao time do Sergipe. Ele retornou no meio de semana, depois de pedir para ser dispensado do time rubro.  Batata passou alguns dias com a família, recarregou a as baterias e diz que agora volta para se entregar de corpo e alma ao time rubro.
O atacante foi uma indicação do técnico George Litiere e foi dele a conversa com Batata e o pedido para que ele retornasse ao time rubro, pois agora mais do que nunca o Sergipe precisa do atacante, uma vez que são restritas as possiblidades de contratação, tanto financeira, quanto regulamentar.
Há quatro meses, Júnior Batata perdeu o filho pequeno e viveu um drama familiar, que influi no seu rendimento dentro de campo. Precisou buscar forças para continuar trabalhando. Ele se considerava muito distante da família, daí o pedido de rescisão. O atacante começou na reserva, mas aos poucos foi conquistando o espaço e se firmou entre os titulares, mostrando muita qualidade sobretudo nos chutes de longa distância. 
No início da semana, George Litiere ligou para o jogador e o convenceu a retornar. Ele já está no João Hora trabalhando com os companheiros de grupo, para a sequência da temporada. Batata diz ter retornado bastante motivado e que buscou forças nas lembranças do filho, - que vibrava muito com os seus gols -  para poder seguir com a carreira no futebol.
- Então, eu tive a perda no meu filho há quatro meses. Isso mexeu muito comigo. A coisa que ele mais gostava era de ver o pai jogando, fazendo gols, então eu vou continuar a batalha. Fui chamado para compor o grupo do Sergipe novamente e estou de volta, quero trabalhar muito para retomar o bom futebol que eu vinha mostrando por aqui - comentou Júnior Batata.

O Atacante Junior Batata já está incorporado ao time do Sergipe. Ele retornou no meio de semana, depois de pedir para ser dispensado do time rubro.  Batata passou alguns dias com a família, recarregou a as baterias e diz que agora volta para se entregar de corpo e alma ao time rubro.
O atacante foi uma indicação do técnico George Litiere e foi dele a conversa com Batata e o pedido para que ele retornasse ao time rubro, pois agora mais do que nunca o Sergipe precisa do atacante, uma vez que são restritas as possiblidades de contratação, tanto financeira, quanto regulamentar.
Há quatro meses, Júnior Batata perdeu o filho pequeno e viveu um drama familiar, que influi no seu rendimento dentro de campo. Precisou buscar forças para continuar trabalhando. Ele se considerava muito distante da família, daí o pedido de rescisão. O atacante começou na reserva, mas aos poucos foi conquistando o espaço e se firmou entre os titulares, mostrando muita qualidade sobretudo nos chutes de longa distância. 
No início da semana, George Litiere ligou para o jogador e o convenceu a retornar. Ele já está no João Hora trabalhando com os companheiros de grupo, para a sequência da temporada. Batata diz ter retornado bastante motivado e que buscou forças nas lembranças do filho, - que vibrava muito com os seus gols -  para poder seguir com a carreira no futebol.
- Então, eu tive a perda no meu filho há quatro meses. Isso mexeu muito comigo. A coisa que ele mais gostava era de ver o pai jogando, fazendo gols, então eu vou continuar a batalha. Fui chamado para compor o grupo do Sergipe novamente e estou de volta, quero trabalhar muito para retomar o bom futebol que eu vinha mostrando por aqui - comentou Júnior Batata.