Jovem é preso por espalhar notas falsas no comércio de Pirambu

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 08/03/2019 às 07:28:00

 

Policiais civis lotados em Pirambu prenderam na terça-feira o suspeito Caio Vinícius de Souza Oliveira, 20 anos, conhecido como "Tio Patinhas", durante as festas de carnaval no município de Pirambu. O suspeito estava utilizando notas falsas de R$ 100,00 para os comerciantes locais. 
Segundo informações do delegado Leógenes Corrêa, responsável pelas investigações, um jovem comercializava cervejas quando foi abordado por Caio Vinícius, que comprou três produtos no valor de R$ 10,00 e passou uma nota de R$ 100,00. O jovem deu o troco de R$ 90,00, mas ao perceber que a cédula era falsa exigiu o dinheiro de volta. Entretanto, o suspeito fugiu. Durante a fuga, o jovem que vendeu as cervejas foi atrás do suspeito. Durante a perseguição, policiais civis e guardas municipais de Pirambu fizeram a abordagem devida e o caso foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Pirambu. 
Em depoimento, o comerciante explicou que levou um golpe ao ser pago com nota falsa. Caio Vinícius comentou que passou a nota por engano, mas confessou que participa de um grupo em um aplicativo de mensagem instantânea de compra e venda de dinheiro falso. "O grupo do aplicativo conta com cerca de 190 membros, dentre esses participantes Caio e mais três amigos planejavam atuar nas cidades de Pirambu e Neópolis, mas apenas Caio atuou. Não temos precisamente o valor que ele repassou durante a festa, mas temos a informação que ele já trabalhou em um supermercado e os funcionários desse supermercado compravam notas falsas a ele", destacou o delegado Leógenes Corrêa. 
O comerciante foi reembolsado no valor de R$ 100,00 e os policiais civis continuam com o trabalho de investigação para descobrir se há outros envolvidos no repasse efetivo de notas falsas em Sergipe.

Policiais civis lotados em Pirambu prenderam na terça-feira o suspeito Caio Vinícius de Souza Oliveira, 20 anos, conhecido como "Tio Patinhas", durante as festas de carnaval no município de Pirambu. O suspeito estava utilizando notas falsas de R$ 100,00 para os comerciantes locais. 
Segundo informações do delegado Leógenes Corrêa, responsável pelas investigações, um jovem comercializava cervejas quando foi abordado por Caio Vinícius, que comprou três produtos no valor de R$ 10,00 e passou uma nota de R$ 100,00. O jovem deu o troco de R$ 90,00, mas ao perceber que a cédula era falsa exigiu o dinheiro de volta. Entretanto, o suspeito fugiu. Durante a fuga, o jovem que vendeu as cervejas foi atrás do suspeito. Durante a perseguição, policiais civis e guardas municipais de Pirambu fizeram a abordagem devida e o caso foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Pirambu. 
Em depoimento, o comerciante explicou que levou um golpe ao ser pago com nota falsa. Caio Vinícius comentou que passou a nota por engano, mas confessou que participa de um grupo em um aplicativo de mensagem instantânea de compra e venda de dinheiro falso. "O grupo do aplicativo conta com cerca de 190 membros, dentre esses participantes Caio e mais três amigos planejavam atuar nas cidades de Pirambu e Neópolis, mas apenas Caio atuou. Não temos precisamente o valor que ele repassou durante a festa, mas temos a informação que ele já trabalhou em um supermercado e os funcionários desse supermercado compravam notas falsas a ele", destacou o delegado Leógenes Corrêa. 
O comerciante foi reembolsado no valor de R$ 100,00 e os policiais civis continuam com o trabalho de investigação para descobrir se há outros envolvidos no repasse efetivo de notas falsas em Sergipe.