Banese dispõe de crédito para os produtores rurais

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Sergipe ocupa posição de destaque como produtor de milho no Nordeste
Sergipe ocupa posição de destaque como produtor de milho no Nordeste

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 13/03/2019 às 06:27:00

 

O Banese está oferecendo linhas de financiamento com prazos atrativos e taxas diferenciadas para as atividades agrícolas e pecuárias dos produtores rurais sergipanos. A informação é do gerente da Área de Crédito de Desenvolvimento do Banese, Bruno Santiago Silva Goveia, segundo o qual as linhas de crédito do banco abrangem as diversas atividades de custeio e investimento dos produtores.
Entre as principais destinações das linhas de Crédito Rural do Banese, segundo o gerente, estão o custeio de atividades agrícolas (culturas de milho, feijão, cana-de-açúcar, fruticultura em geral, entre outras) e o custeio de atividades pecuárias (aquisição de animais bovinos para recria/engorda e aquisição de ração animal).
Quanto à linha de crédito para investimento, o recurso é destinado à aquisição de bovinos (matrizes e reprodutores para corte e leite), à melhoria e à ampliação de estruturas necessárias ao desempenho da atividade pecuária e à implantação de culturas agrícolas, como frutíferas, no caso da agricultura.
Os financiamentos do Crédito Rural Banese são direcionados para clientes Pessoa Física e Pessoa Jurídica (empresas). Para as operações de custeio, o valor limite por CPF/CNPJ por ano agrícola definido pelo Banco Central é de R$ 3 milhões. Para operações de investimento, o valor limite por CPF/CNPJ por ano agrícola definido pelo Banco Central é de R$ 450 mil.
Os prazos para pagamento dos empréstimos vão de acordo com a finalidade do projeto, sendo de até dois anos para operações de custeio e de até 12 anos para operações de investimento.

O Banese está oferecendo linhas de financiamento com prazos atrativos e taxas diferenciadas para as atividades agrícolas e pecuárias dos produtores rurais sergipanos. A informação é do gerente da Área de Crédito de Desenvolvimento do Banese, Bruno Santiago Silva Goveia, segundo o qual as linhas de crédito do banco abrangem as diversas atividades de custeio e investimento dos produtores.
Entre as principais destinações das linhas de Crédito Rural do Banese, segundo o gerente, estão o custeio de atividades agrícolas (culturas de milho, feijão, cana-de-açúcar, fruticultura em geral, entre outras) e o custeio de atividades pecuárias (aquisição de animais bovinos para recria/engorda e aquisição de ração animal).
Quanto à linha de crédito para investimento, o recurso é destinado à aquisição de bovinos (matrizes e reprodutores para corte e leite), à melhoria e à ampliação de estruturas necessárias ao desempenho da atividade pecuária e à implantação de culturas agrícolas, como frutíferas, no caso da agricultura.
Os financiamentos do Crédito Rural Banese são direcionados para clientes Pessoa Física e Pessoa Jurídica (empresas). Para as operações de custeio, o valor limite por CPF/CNPJ por ano agrícola definido pelo Banco Central é de R$ 3 milhões. Para operações de investimento, o valor limite por CPF/CNPJ por ano agrícola definido pelo Banco Central é de R$ 450 mil.
Os prazos para pagamento dos empréstimos vão de acordo com a finalidade do projeto, sendo de até dois anos para operações de custeio e de até 12 anos para operações de investimento.