Orsse inicia temporada 2019 nesta quinta-feira

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 14/03/2019 às 06:04:00

 

Nesta quinta-feira (14), a Orquestra Sinfônica de Sergipe (Orsse) retorna aos palcos sergipanos para o início de sua temporada 2019 de concertos. Sob a regência do maestro Guilherme Mannis, no Teatro Atheneu, o grupo executará a estreia, em Sergipe, da Jazz Suíte nº 2, do compositor russo Dimitri Shostakovich, além da Abertura da ópera Don Pasquale, de Gaetano Donizetti e das peças brasileiras Batuque, de Lorenzo Fernandez e Toronubá, de Dimitri Cervo.
Em 2019, o governo de Sergipe, através da Fundação de Cultura e Arte Aperipê de Sergipe (Funcap), priorizará a política de aproximação por meio da interlocução entre a Orsse e a comunidade. Os concertos e outros projetos realizados pela Funcap, através da Orsse, estarão nos bairros da Capital e nos interiores de Sergipe, com a finalidade de difundir a música num contexto plural entre o erudito e o popular.
O concerto inicia-se às 20h30 e os ingressos, a preços populares, estão disponíveis nas bilheterias do Teatro Atheneu, por R$ 10 (estudantes, melhor idade e professores) e R$ 20 para o público em geral. A Orsse é uma realização do governo de Sergipe, por meio da Fundação de Cultura e Arte Aperipê de Sergipe (Funcap/SE).
"Pluralidade e inclusão são as palavras que definem nossa atuação nesta temporada, sem abrirmos mão da excelência de nossos espetáculos e de nossa programação", frisa o maestro Guilherme Mannis.
Obras - Sobre as obras apresentadas no concerto, há dois claros momentos. O primeiro é uma homenagem à cultura brasileira, com a apresentação da "Batuque - Dança de Negros", do compositor Lorenzo Fernandez, pertencente a sua famosa suíte Reisado do Pastoreio, e "Toronubá", de Dimitri Cervo, uma deferência à cultura indígena nacional. Esta obra foi grande destaque da Turnê Brasil da Orsse, realizada no ano de 2009, em quatro importantes Salas de Concerto nacionais. 
Em um segundo momento, a orquestra apresentará a Suíte Jazz nº 2 de Shostakovich, muito conhecida por sua tradicional Valsa, utilizada como trilha sonora do filme "De Olhos bem Fechados", de Stanley Kubrick. Foi gravada em 1991 pela Orquestra Concertgebouw de Amsterdam, sob a regência do maestro Riccardo Chailly, e desde então faz parte do repertório de inúmeras orquestras mundiais. Será apresentada pela primeira vez no estado.

Nesta quinta-feira (14), a Orquestra Sinfônica de Sergipe (Orsse) retorna aos palcos sergipanos para o início de sua temporada 2019 de concertos. Sob a regência do maestro Guilherme Mannis, no Teatro Atheneu, o grupo executará a estreia, em Sergipe, da Jazz Suíte nº 2, do compositor russo Dimitri Shostakovich, além da Abertura da ópera Don Pasquale, de Gaetano Donizetti e das peças brasileiras Batuque, de Lorenzo Fernandez e Toronubá, de Dimitri Cervo.
Em 2019, o governo de Sergipe, através da Fundação de Cultura e Arte Aperipê de Sergipe (Funcap), priorizará a política de aproximação por meio da interlocução entre a Orsse e a comunidade. Os concertos e outros projetos realizados pela Funcap, através da Orsse, estarão nos bairros da Capital e nos interiores de Sergipe, com a finalidade de difundir a música num contexto plural entre o erudito e o popular.
O concerto inicia-se às 20h30 e os ingressos, a preços populares, estão disponíveis nas bilheterias do Teatro Atheneu, por R$ 10 (estudantes, melhor idade e professores) e R$ 20 para o público em geral. A Orsse é uma realização do governo de Sergipe, por meio da Fundação de Cultura e Arte Aperipê de Sergipe (Funcap/SE).
"Pluralidade e inclusão são as palavras que definem nossa atuação nesta temporada, sem abrirmos mão da excelência de nossos espetáculos e de nossa programação", frisa o maestro Guilherme Mannis.

Obras - Sobre as obras apresentadas no concerto, há dois claros momentos. O primeiro é uma homenagem à cultura brasileira, com a apresentação da "Batuque - Dança de Negros", do compositor Lorenzo Fernandez, pertencente a sua famosa suíte Reisado do Pastoreio, e "Toronubá", de Dimitri Cervo, uma deferência à cultura indígena nacional. Esta obra foi grande destaque da Turnê Brasil da Orsse, realizada no ano de 2009, em quatro importantes Salas de Concerto nacionais. 
Em um segundo momento, a orquestra apresentará a Suíte Jazz nº 2 de Shostakovich, muito conhecida por sua tradicional Valsa, utilizada como trilha sonora do filme "De Olhos bem Fechados", de Stanley Kubrick. Foi gravada em 1991 pela Orquestra Concertgebouw de Amsterdam, sob a regência do maestro Riccardo Chailly, e desde então faz parte do repertório de inúmeras orquestras mundiais. Será apresentada pela primeira vez no estado.