Grupo de extermínio Scuderie Le Cocq terá história narrada em documentário exclusivo do canal Curta!

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 20/03/2019 às 09:10:00

 

Em 1965, 12 policiais fundaram um grupo de segurança não oficial que tinha como objetivo "limpar as ruas" do Rio de Janeiro, fazendo justiça a qualquer preço. Era a Scuderie Le Cocq. Batizada em homenagem a Milton Le Cocq, famoso detetive de polícia assassinado na década de 1960 pelo criminoso Manoel Moreira, conhecido como Cara de Cavalo, a organização atuou até a década de 1980.
Atuando como um esquadrão da morte, a Scuderie Le Cocq cresceu, ganhou sedes no Rio, em São Paulo e em Vitória, contabilizou centenas de mortes e chegou a reunir mais de 7 mil associados. Mais de 50 anos depois de sua fundação, a história do primeiro grupo de extermínio do país será investigada e revelada no telefilme 'Com as Próprias Mãos'. Projeto da Pacto Audiovisual com exclusividade para o canal Curta!, o filme acaba de ser aprovado pela Ancine para receber recursos do Fundo Setorial do Audiovisual.
Ex-líder do grupo no Espírito Santo, o ex-delegado e atual pastor Claudio Guerra foi um dos nomes que a produção do longa já entrevistou. Arrependido dos anos dedicados ao grupo de extermínio, Guerra contou em depoimento exclusivo detalhes surpreendentes sobre o funcionamento do esquadrão, suas regras e a participação de pessoas famosas. Entre as pessoas 'comuns' estão médicos, professores e engenheiros que pagavam mensalidades para que o esquadrão eliminasse bandidos que cometiam crimes e furtos.

Em 1965, 12 policiais fundaram um grupo de segurança não oficial que tinha como objetivo "limpar as ruas" do Rio de Janeiro, fazendo justiça a qualquer preço. Era a Scuderie Le Cocq. Batizada em homenagem a Milton Le Cocq, famoso detetive de polícia assassinado na década de 1960 pelo criminoso Manoel Moreira, conhecido como Cara de Cavalo, a organização atuou até a década de 1980.
Atuando como um esquadrão da morte, a Scuderie Le Cocq cresceu, ganhou sedes no Rio, em São Paulo e em Vitória, contabilizou centenas de mortes e chegou a reunir mais de 7 mil associados. Mais de 50 anos depois de sua fundação, a história do primeiro grupo de extermínio do país será investigada e revelada no telefilme 'Com as Próprias Mãos'. Projeto da Pacto Audiovisual com exclusividade para o canal Curta!, o filme acaba de ser aprovado pela Ancine para receber recursos do Fundo Setorial do Audiovisual.
Ex-líder do grupo no Espírito Santo, o ex-delegado e atual pastor Claudio Guerra foi um dos nomes que a produção do longa já entrevistou. Arrependido dos anos dedicados ao grupo de extermínio, Guerra contou em depoimento exclusivo detalhes surpreendentes sobre o funcionamento do esquadrão, suas regras e a participação de pessoas famosas. Entre as pessoas 'comuns' estão médicos, professores e engenheiros que pagavam mensalidades para que o esquadrão eliminasse bandidos que cometiam crimes e furtos.