Alapada faz show único em Aracaju

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 23/03/2019 às 06:13:00

 

Depois de um hiato de cinco anos, a banda sergipana Alapada volta aos palcos no próximo dia 29, no The Stones Pub, para uma única apresentação. O grupo, que surgiu em 2001, decidiu se reunir novamente para matar a saudade do público que conquistou ao longo de mais de uma década de dedicação à música e amor pelo rock.
Da última formação da banda, apenas o baixista Jamesson Santana não estará presente. "Atualmente ele mora em São Paulo. Ficou super animado com nosso reencontro, mas não vai conseguir estar aqui na data do show. Mas eu, Evandro Shiruder e Júlio Fonseca vamos matar a saudade de fazer um som juntos e de ter esse contato com nosso público", diz o vocalista da Alapada, Naná Escalabre.
O repertório vai reunir músicas dos três CDs do grupo, como Nó de Marinheiro, Iara, Um Peixe ao Mar, Baculejo, Olho no Olho, Vida em Jogo, Um Instante, Deixando Saudade, Livre pra Voar, Andarilho e Diva do Mar. Para que tudo saia conforme a expectativa, a banda está cumprindo uma agenda intensa de ensaios semanais, há cerca de um mês.
 Futuro - Apesar da sintonia, os músicos explicam que, no momento, não vislumbram o retorno definitivo da banda. "A vida acabou levando a gente para caminhos diferentes. Jamesson está em São Paulo, trabalhando bastante por lá, e até o início deste ano Naná estava morando no Rio de Janeiro, também por motivos profissionais", conta o baterista Júlio Fonseca.
 "Nunca perdemos o contato. Apesar da distância e da correria do dia a dia, a paixão pela música e o orgulho da nossa trajetória vão nos unir para sempre. E toda vez que for possível, enquanto tivermos saúde e disposição, vamos nos reunir para relembrar os velhos tempos. Mas, no momento, apenas este show do dia 29 está programado", afirma o guitarrista da Alapada, Evandro Shiruder. 

Depois de um hiato de cinco anos, a banda sergipana Alapada volta aos palcos no próximo dia 29, no The Stones Pub, para uma única apresentação. O grupo, que surgiu em 2001, decidiu se reunir novamente para matar a saudade do público que conquistou ao longo de mais de uma década de dedicação à música e amor pelo rock.
Da última formação da banda, apenas o baixista Jamesson Santana não estará presente. "Atualmente ele mora em São Paulo. Ficou super animado com nosso reencontro, mas não vai conseguir estar aqui na data do show. Mas eu, Evandro Shiruder e Júlio Fonseca vamos matar a saudade de fazer um som juntos e de ter esse contato com nosso público", diz o vocalista da Alapada, Naná Escalabre.
O repertório vai reunir músicas dos três CDs do grupo, como Nó de Marinheiro, Iara, Um Peixe ao Mar, Baculejo, Olho no Olho, Vida em Jogo, Um Instante, Deixando Saudade, Livre pra Voar, Andarilho e Diva do Mar. Para que tudo saia conforme a expectativa, a banda está cumprindo uma agenda intensa de ensaios semanais, há cerca de um mês.

 Futuro - Apesar da sintonia, os músicos explicam que, no momento, não vislumbram o retorno definitivo da banda. "A vida acabou levando a gente para caminhos diferentes. Jamesson está em São Paulo, trabalhando bastante por lá, e até o início deste ano Naná estava morando no Rio de Janeiro, também por motivos profissionais", conta o baterista Júlio Fonseca.
 "Nunca perdemos o contato. Apesar da distância e da correria do dia a dia, a paixão pela música e o orgulho da nossa trajetória vão nos unir para sempre. E toda vez que for possível, enquanto tivermos saúde e disposição, vamos nos reunir para relembrar os velhos tempos. Mas, no momento, apenas este show do dia 29 está programado", afirma o guitarrista da Alapada, Evandro Shiruder.