Iran Barbosa cobra pagamento dos salários dos aposentados do magistério

Política

 

Na manhã desta quinta-feira (28), o deputado estadual Iran Barbosa (PT), em discurso realizado na tribuna legislativa cobrou do Governo do Estado, através de indicação parlamentar nº 117/2019 apresentada à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Sergipe, o pagamento dos servidores aposentados do magistério até o último dia de cada mês.
Iran Barbosa solicitou ao governo o cumprimento de decisão judicial em liminar que, inclusive, obteve posição contrária ao recurso do estado junto ao Supremo Tribunal de Justiça (STJ) e Supremo Tribunal Federal (STF). "Reintegro o pedido ao governo, para que faça o esforço necessário para garantir o que judicialmente vem sendo assegurado aos aposentados que é o pagamento em dia dos seus salários", salientou Iran
Segundo Iran, a ação judicial dos professores aposentados, é para garantir o respeito ao pagamento dos seus salários em dia, que segundo ele, os salários equivalem a alimentos. "Toda vez que a autoridade deixa de dar preferência ao pagamento de salários de qualquer trabalhador, implica em prejuízos graves à vida pessoal e familiar"lamentou
O parlamentar disse que esteve participando de audiência entre a direção do Sintese e o Governador Belivaldo Chagas realizada na última quarta-feira, que tratou sobre o reajuste do Piso Salarial Nacional dos professores do magistério público da educação básica, bem como a alteração legislativa para a realização da recuperação da carreira do Magistério Público Estadual, resultando indicação nº 118/2019 de sua autoria,  lida durante sessão plenária de hoje (28). "Precisamos assegurar o direito legalmente garantido ao magistério deste estado, disse Iran
Iran explicou que o magistério tem piso salarial reajustado anualmente. Ele entende que há recurso disponibilizado para tal. "O governador não pode deixar de fazer o que a lei manda, com o argumento de que tem outros servidores, que ele também precisa garantir a revisão salarial", ressaltou Iran acrescentando que a lei não manda apenas que se pague a revisão do piso, ela diz de onde deve-se tirar e garante o recurso para isso".

Na manhã desta quinta-feira (28), o deputado estadual Iran Barbosa (PT), em discurso realizado na tribuna legislativa cobrou do Governo do Estado, através de indicação parlamentar nº 117/2019 apresentada à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Sergipe, o pagamento dos servidores aposentados do magistério até o último dia de cada mês.
Iran Barbosa solicitou ao governo o cumprimento de decisão judicial em liminar que, inclusive, obteve posição contrária ao recurso do estado junto ao Supremo Tribunal de Justiça (STJ) e Supremo Tribunal Federal (STF). "Reintegro o pedido ao governo, para que faça o esforço necessário para garantir o que judicialmente vem sendo assegurado aos aposentados que é o pagamento em dia dos seus salários", salientou Iran
Segundo Iran, a ação judicial dos professores aposentados, é para garantir o respeito ao pagamento dos seus salários em dia, que segundo ele, os salários equivalem a alimentos. "Toda vez que a autoridade deixa de dar preferência ao pagamento de salários de qualquer trabalhador, implica em prejuízos graves à vida pessoal e familiar"lamentouO parlamentar disse que esteve participando de audiência entre a direção do Sintese e o Governador Belivaldo Chagas realizada na última quarta-feira, que tratou sobre o reajuste do Piso Salarial Nacional dos professores do magistério público da educação básica, bem como a alteração legislativa para a realização da recuperação da carreira do Magistério Público Estadual, resultando indicação nº 118/2019 de sua autoria,  lida durante sessão plenária de hoje (28). "Precisamos assegurar o direito legalmente garantido ao magistério deste estado, disse Iran
Iran explicou que o magistério tem piso salarial reajustado anualmente. Ele entende que há recurso disponibilizado para tal. "O governador não pode deixar de fazer o que a lei manda, com o argumento de que tem outros servidores, que ele também precisa garantir a revisão salarial", ressaltou Iran acrescentando que a lei não manda apenas que se pague a revisão do piso, ela diz de onde deve-se tirar e garante o recurso para isso".


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS