Dorense entra com pedido de impugnação

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Gol do Dorense contra o Itabaiana no final do jogo ainda gera polêmica e time do interior pede impugnação a partida
Gol do Dorense contra o Itabaiana no final do jogo ainda gera polêmica e time do interior pede impugnação a partida

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 05/04/2019 às 07:02:00

 

O gol do Dorense, 
anulado na partida 
de domingo contra o Itabaiana ainda rende polêmica, gera notícias e pode ganhar espaço, podendo ir a julgamento no Tribunal de Justiça Desportiva. O parecer deve sair em breve. Caso seja favorável, será marcado um novo confronto, o que poderia mudar os rumos da luta pela vaga na final.
A derrota deixou o time de Dores um pouco mais distante da vaga na final do Campeonato Sergipano, o que gera um sério prejuízo financeiro e técnico, "acabando com o sonho de uma cidade", como disse o treinador Elenilson Silva. O árbitro central Marcelo Soares e o assistente Daniel Vidal Pimentel, responsáveis pela anulação do gol foram afastados das suas atividades na CEAF-SE e passarão por um período de reciclagem.
A derrota deixou o time comandado por Elenilson Silva um pouco mais distante da vaga na final do Campeonato Sergipano. O time de Dores sentindo-se visivelmente prejudicado com a decisão da arbitragem, deu entrada no protocolo da Federação Sergipana de Futebol (FSF) de um documento solicitando a impugnação da partida.    
- No pedido, nós relatamos todos os fatos que ocorreram no jogo, após a anulação do gol e porque nos sentimos prejudicados com tudo o que aconteceu e como tudo foi conduzido pela arbitragem. Agora, esperamos que seja feita justiça - disse Rubens Júnior, diretor de futebol do Dorense, que entende que houve interferência externa na decisão da arbitragem de anular o gol. 
Em nota assinada pelo presidente do clube, Ronaldo Silva, o Dorense ressaltou que a direção e a assessoria jurídica do clube "estão tomando as medidas cabíveis judicialmente junto ao Tribunal de Justiça Desportiva com o fim de reverter o triste episódio, ocorrido no último dia 31, no qual foi claramente infringida disposição legal, prejudicando de forma profunda o clube".

O gol do Dorense,  anulado na partida  de domingo contra o Itabaiana ainda rende polêmica, gera notícias e pode ganhar espaço, podendo ir a julgamento no Tribunal de Justiça Desportiva. O parecer deve sair em breve. Caso seja favorável, será marcado um novo confronto, o que poderia mudar os rumos da luta pela vaga na final.
A derrota deixou o time de Dores um pouco mais distante da vaga na final do Campeonato Sergipano, o que gera um sério prejuízo financeiro e técnico, "acabando com o sonho de uma cidade", como disse o treinador Elenilson Silva. O árbitro central Marcelo Soares e o assistente Daniel Vidal Pimentel, responsáveis pela anulação do gol foram afastados das suas atividades na CEAF-SE e passarão por um período de reciclagem.
A derrota deixou o time comandado por Elenilson Silva um pouco mais distante da vaga na final do Campeonato Sergipano. O time de Dores sentindo-se visivelmente prejudicado com a decisão da arbitragem, deu entrada no protocolo da Federação Sergipana de Futebol (FSF) de um documento solicitando a impugnação da partida.    
- No pedido, nós relatamos todos os fatos que ocorreram no jogo, após a anulação do gol e porque nos sentimos prejudicados com tudo o que aconteceu e como tudo foi conduzido pela arbitragem. Agora, esperamos que seja feita justiça - disse Rubens Júnior, diretor de futebol do Dorense, que entende que houve interferência externa na decisão da arbitragem de anular o gol. 
Em nota assinada pelo presidente do clube, Ronaldo Silva, o Dorense ressaltou que a direção e a assessoria jurídica do clube "estão tomando as medidas cabíveis judicialmente junto ao Tribunal de Justiça Desportiva com o fim de reverter o triste episódio, ocorrido no último dia 31, no qual foi claramente infringida disposição legal, prejudicando de forma profunda o clube".