Demitida pela Globo, Cris Dias revela briga feia na emissora

Variedades


 

A jornalista Cris Dias foi dispensada da Globo e não teve o seu contrato renovado com a emissora após 13 anos. Em entrevista ao UOL, ela falou sobre o assunto e lembrou uma briga feia que teve na emissora, quando contestou ao vivo o colega William Waack, durante as Olimpíadas de 2016. Eles estavam ao vivo, quando a jornalista falava sobre o evento e foi cortada por ele. Não satisfeita, ela o alfinetou em rede nacional e o vídeo viralizou nas redes sociais. "Levantei a bandeira do empoderamento feminino. Foi sem querer, mas valeu, é sempre bom levantar essa bandeira", disse ela sobre o episódio.
"Quis interromper meu comentário e eu reagi. Não tenho fama de barraqueira à toa", declarou ela, deixando claro que sempre teve um ótimo relacionamento com William Waack, com quem ainda mantém o contato: "Muita gente não entendia a nossa parceria. Ele tem um humor ácido, mas a gente se dava muito bem. No dia em que isso aconteceu, a gente tinha ido ver o jogo de basquete da Argentina contra os Estados Unidos. Eu gostava de sacanear ele: 'você pilota avião e não sabe mexer em um telão'. No fundo, era um encontro de gerações e a gente se completava. Ele ficava com os papéis e eu com o tablet e o telão do estúdio", explicou.
Fora da Globo, ela disse que está aberta às novas oportunidades e explicou como foi a "demissão". "Disseram que não havia interesse na renovação. Mas saio com o sentimento de gratidão. Foi um aprendizado, fiz contatos, consolidei o meu nome no esporte. Estou aberta. Já recebi algumas sondagens de outras emissoras. Mas o caminho também pode passar pelas mídias sociais. Tá pintando coisa nova aí, mas ainda é segredo", disse ela, que namora o ator Caio Paduan, hoje no ar na novela Verão 90.

A jornalista Cris Dias foi dispensada da Globo e não teve o seu contrato renovado com a emissora após 13 anos. Em entrevista ao UOL, ela falou sobre o assunto e lembrou uma briga feia que teve na emissora, quando contestou ao vivo o colega William Waack, durante as Olimpíadas de 2016. Eles estavam ao vivo, quando a jornalista falava sobre o evento e foi cortada por ele. Não satisfeita, ela o alfinetou em rede nacional e o vídeo viralizou nas redes sociais. "Levantei a bandeira do empoderamento feminino. Foi sem querer, mas valeu, é sempre bom levantar essa bandeira", disse ela sobre o episódio.
"Quis interromper meu comentário e eu reagi. Não tenho fama de barraqueira à toa", declarou ela, deixando claro que sempre teve um ótimo relacionamento com William Waack, com quem ainda mantém o contato: "Muita gente não entendia a nossa parceria. Ele tem um humor ácido, mas a gente se dava muito bem. No dia em que isso aconteceu, a gente tinha ido ver o jogo de basquete da Argentina contra os Estados Unidos. Eu gostava de sacanear ele: 'você pilota avião e não sabe mexer em um telão'. No fundo, era um encontro de gerações e a gente se completava. Ele ficava com os papéis e eu com o tablet e o telão do estúdio", explicou.
Fora da Globo, ela disse que está aberta às novas oportunidades e explicou como foi a "demissão". "Disseram que não havia interesse na renovação. Mas saio com o sentimento de gratidão. Foi um aprendizado, fiz contatos, consolidei o meu nome no esporte. Estou aberta. Já recebi algumas sondagens de outras emissoras. Mas o caminho também pode passar pelas mídias sociais. Tá pintando coisa nova aí, mas ainda é segredo", disse ela, que namora o ator Caio Paduan, hoje no ar na novela Verão 90.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS