Lagarto tenta recuperar os pontos perdidos

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O Lagarto tentará esta tarde uma tarefa das mais difíceis: quebrar a invencibilidade do Dorense no Ariston Azevedo
O Lagarto tentará esta tarde uma tarefa das mais difíceis: quebrar a invencibilidade do Dorense no Ariston Azevedo

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 06/04/2019 às 07:48:00

 

Givaldo Batista
givaldobs@yahoo.com.br
No final da primeira 
fase e inicio do He
xagonal já se dava como certa a classificação do Lagarto para a fase final da competição. Era a equipe mais regular, com um time ajustado, líder invicto enfim, a equipe estava nos cascos. Melhorou mais ainda com a goleada de 4x1 contra o Confiança.
Mas na fase decisiva da competição, o time caiu de produção, perdeu um dos seus principais valores, o meia Edilson e a situação se complicou mais ainda com a inesperada derrota para o Frei Paulistano. Hoje o Lagarto perdeu a pompa, se nivelou às demais equipes e corre até o risco de não se classificar. Precisa vencer o Dorense, em Dores, que não será tarefa fácil e torcer por uma combinação de resultados entre Frei Paulistano, Confiança e Itabaiana.
 A derrota deixou o treinador Givanildo triste, porém confiante e na certeza de que o time vai reencontrar os eu rumo dentro da competição. 
- Qualquer derrota pesa. Independentemente da situação ou da colocação em que você possa estar na tabela. A gente estava invicto, uma sequência muito grande, mas damos os méritos todos ao Frei Paulistano, que foi eficiente na hora de surgirem as oportunidades. Eles foram mais eficientes que a gente. Mas agora é levantar a cabeça e partir para vencer o próximo adversário - lamentou Givanildo.
Mas o treinador se mostra confiante para uma vitória diante do Dorense no Ariston Azevedo, onde o time vermelho ainda não perdeu. "Nós temos oportunidade. Passamos por isso na primeira fase, quando empatamos com o Guarany em Canindé, quando as pessoas diziam que praticamente a equipe do Lagarto estava perdida e nós fomos buscar em um jogo contra o Confiança e depois contra o Boca Júnior e Deus nos abençoou com o título da primeira fase". 
O jogo acontece no Ariston Azevedo, em Nossa Senhora das Dores. Os dois times precisam da vitória, além de torcerem por tropeços de Frei Paulistano e Confiança. O Lagarto terá que quebrar a invencibilidade do Touro, que ainda não perdeu jogando em Nossa Senhora das Dores.
- Sabemos da força do Dorense dentro de casa, mas do jeito que nós perdemos não só a invencibilidade no campeonato, como também a invencibilidade jogando em Pedrinhas, pode acontecer com o Dorense também. Sabemos que será um confronto difícil, contra um forte adversário, mas o Lagarto já deu mostras de que sabe trabalhar diante de adversidades. 

No final da primeira  fase e inicio do He xagonal já se dava como certa a classificação do Lagarto para a fase final da competição. Era a equipe mais regular, com um time ajustado, líder invicto enfim, a equipe estava nos cascos. Melhorou mais ainda com a goleada de 4x1 contra o Confiança.
Mas na fase decisiva da competição, o time caiu de produção, perdeu um dos seus principais valores, o meia Edilson e a situação se complicou mais ainda com a inesperada derrota para o Frei Paulistano. Hoje o Lagarto perdeu a pompa, se nivelou às demais equipes e corre até o risco de não se classificar. Precisa vencer o Dorense, em Dores, que não será tarefa fácil e torcer por uma combinação de resultados entre Frei Paulistano, Confiança e Itabaiana.
 A derrota deixou o treinador Givanildo triste, porém confiante e na certeza de que o time vai reencontrar os eu rumo dentro da competição. 
- Qualquer derrota pesa. Independentemente da situação ou da colocação em que você possa estar na tabela. A gente estava invicto, uma sequência muito grande, mas damos os méritos todos ao Frei Paulistano, que foi eficiente na hora de surgirem as oportunidades. Eles foram mais eficientes que a gente. Mas agora é levantar a cabeça e partir para vencer o próximo adversário - lamentou Givanildo.
Mas o treinador se mostra confiante para uma vitória diante do Dorense no Ariston Azevedo, onde o time vermelho ainda não perdeu. "Nós temos oportunidade. Passamos por isso na primeira fase, quando empatamos com o Guarany em Canindé, quando as pessoas diziam que praticamente a equipe do Lagarto estava perdida e nós fomos buscar em um jogo contra o Confiança e depois contra o Boca Júnior e Deus nos abençoou com o título da primeira fase". 
O jogo acontece no Ariston Azevedo, em Nossa Senhora das Dores. Os dois times precisam da vitória, além de torcerem por tropeços de Frei Paulistano e Confiança. O Lagarto terá que quebrar a invencibilidade do Touro, que ainda não perdeu jogando em Nossa Senhora das Dores.
- Sabemos da força do Dorense dentro de casa, mas do jeito que nós perdemos não só a invencibilidade no campeonato, como também a invencibilidade jogando em Pedrinhas, pode acontecer com o Dorense também. Sabemos que será um confronto difícil, contra um forte adversário, mas o Lagarto já deu mostras de que sabe trabalhar diante de adversidades.