ERRATA: morte de adolescente em Riachuelo ocorreu fora de escola

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 06/04/2019 às 08:06:00

 

Na edição de ontem, o JORNAL DO DIA publicou em sua capa e nesta página duas manchetes que induziram a uma informação errada sobre o caso do adolescente Murilo de Jesus Bispo, 17 anos, que foi morto a facadas em Riachuelo (Vale do Cotinguiba). Em nota, a Prefeitura local esclarece que o crime ocorreu fora da Escola Municipal Eulina Vasconcelos, onde a vítima estudava, e não dentro dela, como afirmaram as manchetes publicadas. 
"Apesar do suspeito pelo ocorrido ser também um estudante da escola, o mesmo não compareceu a aula no dia do ocorrido, conforme frequência escolar. A vítima também demonstrou um comportamento atípico, forçando sua saída do colégio, chegando a agredir três professores, e a ameaçar a merendeira e o porteiro, que tentavam mantê-lo na escola, considerando que ainda teria aula. O fato ocorreu próximo ao Mercado Municipal e não nas dependências escolares", afirma a nota encaminhada a este jornal. 
Ainda no comunicado, a Prefeitura lamentou o incidente e informou que "a Secretaria Municipal de Educação, assim que soube do ocorrido, prestou todo auxílio à vítima e à família, inclusive providenciando o seu deslocamento em ambulância para o Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), através da Secretaria Municipal de Saúde".
O crime está sob investigação da Polícia Civil de Riachuelo, que já identificou o adolescente apontado como autor do crime. Até o fechamento desta edição, ele permanecia foragido. 

Na edição de ontem, o JORNAL DO DIA publicou em sua capa e nesta página duas manchetes que induziram a uma informação errada sobre o caso do adolescente Murilo de Jesus Bispo, 17 anos, que foi morto a facadas em Riachuelo (Vale do Cotinguiba). Em nota, a Prefeitura local esclarece que o crime ocorreu fora da Escola Municipal Eulina Vasconcelos, onde a vítima estudava, e não dentro dela, como afirmaram as manchetes publicadas. 
"Apesar do suspeito pelo ocorrido ser também um estudante da escola, o mesmo não compareceu a aula no dia do ocorrido, conforme frequência escolar. A vítima também demonstrou um comportamento atípico, forçando sua saída do colégio, chegando a agredir três professores, e a ameaçar a merendeira e o porteiro, que tentavam mantê-lo na escola, considerando que ainda teria aula. O fato ocorreu próximo ao Mercado Municipal e não nas dependências escolares", afirma a nota encaminhada a este jornal. 
Ainda no comunicado, a Prefeitura lamentou o incidente e informou que "a Secretaria Municipal de Educação, assim que soube do ocorrido, prestou todo auxílio à vítima e à família, inclusive providenciando o seu deslocamento em ambulância para o Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), através da Secretaria Municipal de Saúde".
O crime está sob investigação da Polícia Civil de Riachuelo, que já identificou o adolescente apontado como autor do crime. Até o fechamento desta edição, ele permanecia foragido.