TJD julgará o caso Itabaiana x Dorense

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Partida realizada no dia 20 de março em Itabaiana, na reabertura do Etelvino Mendonça, pode ser impugnada pelo TJD
Partida realizada no dia 20 de março em Itabaiana, na reabertura do Etelvino Mendonça, pode ser impugnada pelo TJD


Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 10/04/2019 às 09:36:00

 

Givaldo Batista
givaldobs@yahoo.com.br
O Tribunal Justiça 
Desportiva de Ser-
gipe (TJD-SE) divulgou na noite desta segunda-feira (08), a data do julgamento do processo que envolve as equipes do Itabaiana e Dorense. Foi revelado também o nome do relator do processo. O julgamento acontece na próxima quinta-feira (11), às 19 horas, no Tribunal do TJD, na sede da Federação Sergipana de Futebol.
Após, manifestação dentro do prazo da Associação Olímpica de Itabaiana e da Federação Sergipana de Futebol (FSF) o presidente do TJD-SE, Ramon Rocha Santos, nomeio por sorte o auditor Franklin Magalhães Ribeiro como relator do caso. 
Entenda o caso - Atendendo ao despacho do presidente do Tribunal de Justiça Desportiva de Sergipe (TJD-SE), Ramon Rocha Santos, a Federação Sergipana de Futebol (FSF), informa através do Departamento de Competições, que não está computando na tabela de classificação do Hexagonal, do Sergipão de 2019, o resultado da partida entre Itabaiana x Dorense, ocorrida no último domingo (31.03), no estádio Etelvino Mendonça, na cidade de Itabaiana.
Essa partida foi valida pela quarta rodada da segunda fase do Campeonato Sergipano. O pedido de impugnação do jogo foi encaminhado para o TJD estadual através da diretoria do Dorense e foi analisado pelo presidente, Ramon Rocha Santos. Foi aberto o prazo de dois dias para o Itabaiana e FSF se manifestarem dos fatos. Após esse prazo os autos foram remetidos à procuradoria do TJD, que analisará a demanda do Dorense juntamente com as alegações do Itabaiana e FSF.
Com a despacho, o TJD encaminhou o pedido para a Federação Sergipana de Futebol (FSF) para que não homologue o resultado que foi favorável ao Tremendão, ou seja, o resultado da partida está temporariamente suspenso.
Em caso de ganho de causa do Dorense, a partida do dia 30 será impugnada e será realizada uma outra partida, que pode modificar os rumos do Hexagonal que tem o Itabaiana como segundo colocado. Essa posição poderá ser modificada.

O Tribunal Justiça  Desportiva de Ser- gipe (TJD-SE) divulgou na noite desta segunda-feira (08), a data do julgamento do processo que envolve as equipes do Itabaiana e Dorense. Foi revelado também o nome do relator do processo. O julgamento acontece na próxima quinta-feira (11), às 19 horas, no Tribunal do TJD, na sede da Federação Sergipana de Futebol.
Após, manifestação dentro do prazo da Associação Olímpica de Itabaiana e da Federação Sergipana de Futebol (FSF) o presidente do TJD-SE, Ramon Rocha Santos, nomeio por sorte o auditor Franklin Magalhães Ribeiro como relator do caso. 

Entenda o caso - Atendendo ao despacho do presidente do Tribunal de Justiça Desportiva de Sergipe (TJD-SE), Ramon Rocha Santos, a Federação Sergipana de Futebol (FSF), informa através do Departamento de Competições, que não está computando na tabela de classificação do Hexagonal, do Sergipão de 2019, o resultado da partida entre Itabaiana x Dorense, ocorrida no último domingo (31.03), no estádio Etelvino Mendonça, na cidade de Itabaiana.
Essa partida foi valida pela quarta rodada da segunda fase do Campeonato Sergipano. O pedido de impugnação do jogo foi encaminhado para o TJD estadual através da diretoria do Dorense e foi analisado pelo presidente, Ramon Rocha Santos. Foi aberto o prazo de dois dias para o Itabaiana e FSF se manifestarem dos fatos. Após esse prazo os autos foram remetidos à procuradoria do TJD, que analisará a demanda do Dorense juntamente com as alegações do Itabaiana e FSF.
Com a despacho, o TJD encaminhou o pedido para a Federação Sergipana de Futebol (FSF) para que não homologue o resultado que foi favorável ao Tremendão, ou seja, o resultado da partida está temporariamente suspenso.
Em caso de ganho de causa do Dorense, a partida do dia 30 será impugnada e será realizada uma outra partida, que pode modificar os rumos do Hexagonal que tem o Itabaiana como segundo colocado. Essa posição poderá ser modificada.