Grupo acusado de assaltos em Japaratuba e Pirambu é preso

Cidades

 

Policiais civis prenderam Antônio de Andrade, o "Tonho Zoião", 36 anos, último integrante de uma associação criminosa que vinha realizando diversos roubos nas zonas rurais das cidades de Japaratuba e Pirambu. A detenção ocorreu durante a última sexta-feira. De acordo com as investigações, o acusado era responsável por indicar as vítimas e transportar os demais integrantes do grupo até os locais das ações criminosas. O grupo agia com violência, agredia e amarrava as vítimas durante os crimes. Com o acusado, foi apreendido um veículo.
Segundo a polícia, o grupo era composto também por Bruno Ferreira da Conceição, o "Bruninho", de 18 anos; Carlos Silva Macedo, o "Picolé", 24; José Antonio dos Santos, o "Toinho", 43; Diego Oliveira Bispo, o "Aranha", 30; além de um adolescente de 17 anos. O grupo atuava principalmente em imóveis das zonas rurais de ambas as cidades. Apontado como o integrante mais violento, Bruno responde a vários procedimentos por atos infracionais e recentemente foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo, em Porto Real do Colégio (AL). 
As investigações foram iniciadas após a Polícia Civil tomar conhecimento da prática de roubos praticados no final de 2018, em duas bases da Petrobrás, na Zona Rural de Japaratuba. Nas ações, o grupo roubou aparelhos celulares, pertences das vítimas; além de dois veículos. Um dos carros foi incendiado e outro recuperado.

Policiais civis prenderam Antônio de Andrade, o "Tonho Zoião", 36 anos, último integrante de uma associação criminosa que vinha realizando diversos roubos nas zonas rurais das cidades de Japaratuba e Pirambu. A detenção ocorreu durante a última sexta-feira. De acordo com as investigações, o acusado era responsável por indicar as vítimas e transportar os demais integrantes do grupo até os locais das ações criminosas. O grupo agia com violência, agredia e amarrava as vítimas durante os crimes. Com o acusado, foi apreendido um veículo.
Segundo a polícia, o grupo era composto também por Bruno Ferreira da Conceição, o "Bruninho", de 18 anos; Carlos Silva Macedo, o "Picolé", 24; José Antonio dos Santos, o "Toinho", 43; Diego Oliveira Bispo, o "Aranha", 30; além de um adolescente de 17 anos. O grupo atuava principalmente em imóveis das zonas rurais de ambas as cidades. Apontado como o integrante mais violento, Bruno responde a vários procedimentos por atos infracionais e recentemente foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo, em Porto Real do Colégio (AL). 
As investigações foram iniciadas após a Polícia Civil tomar conhecimento da prática de roubos praticados no final de 2018, em duas bases da Petrobrás, na Zona Rural de Japaratuba. Nas ações, o grupo roubou aparelhos celulares, pertences das vítimas; além de dois veículos. Um dos carros foi incendiado e outro recuperado.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS