Brasil vence a Bulgária no Mundial da Grécia

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 18/04/2019 às 20:51:00

 

 A equipe feminina do Brasil, representada pelo Colégio COC Semeador, de Foz do Iguaçu, encerrou sua a participação no Mundial Escolar de Basquete na manhã desta quinta-feira, (18), em Heraklion, na Grécia, com uma vitória dramática contra a seleção da Bulgária, pelo placar de 54x53. A vitória foi conquistada nos segundos finais com uma cesta de Verônica. 
Uma partida que se apresentava fácil no início devido ao domínio das brasileiras, que colocaram uma vantagem de 6x0 tornou-se dramática, porque a partir da metade do primeiro quarto, a seleção da Grécia cresceu, equilibrou o jogo e foi marcando uma cesta atrás da outra, até chegar ao empate e depois superar as brasileiras, quando faltavam 1,30 segundos para o final. No primeiro quarto, o Brasil chegou ao placar de 12x6, mas levou uma virada de 14x12. A Bulgária encerrou o primeiro quarto com uma vantagem de oito pontos, 22x12.
A partir daí as deu branco nas meninas do Brasil. As bolas insistiam em não cair e elas perderam o segundo e o terceiro quartos. A recuperação só veio no split final, no último quarto, quando as meninas se superaram na quadra, reagiram consolidando a dramática vitória por um ponto de 54x53.
Segundo e terceiro quartos - no segundo quarto a Bulgária foi soberana na quadra. Começou marcando, chegando a colocar 25x19. O Brasil reagiu timidamente. Rafaela marcou uma cesta de três que deu moral ao time brasileiro, mas mesmo assim, a vantagem neste quarto foi surpreendente de nove pontos, 39x28.

 A equipe feminina do Brasil, representada pelo Colégio COC Semeador, de Foz do Iguaçu, encerrou sua a participação no Mundial Escolar de Basquete na manhã desta quinta-feira, (18), em Heraklion, na Grécia, com uma vitória dramática contra a seleção da Bulgária, pelo placar de 54x53. A vitória foi conquistada nos segundos finais com uma cesta de Verônica. 
Uma partida que se apresentava fácil no início devido ao domínio das brasileiras, que colocaram uma vantagem de 6x0 tornou-se dramática, porque a partir da metade do primeiro quarto, a seleção da Grécia cresceu, equilibrou o jogo e foi marcando uma cesta atrás da outra, até chegar ao empate e depois superar as brasileiras, quando faltavam 1,30 segundos para o final. No primeiro quarto, o Brasil chegou ao placar de 12x6, mas levou uma virada de 14x12. A Bulgária encerrou o primeiro quarto com uma vantagem de oito pontos, 22x12.
A partir daí as deu branco nas meninas do Brasil. As bolas insistiam em não cair e elas perderam o segundo e o terceiro quartos. A recuperação só veio no split final, no último quarto, quando as meninas se superaram na quadra, reagiram consolidando a dramática vitória por um ponto de 54x53.
Segundo e terceiro quartos - no segundo quarto a Bulgária foi soberana na quadra. Começou marcando, chegando a colocar 25x19. O Brasil reagiu timidamente. Rafaela marcou uma cesta de três que deu moral ao time brasileiro, mas mesmo assim, a vantagem neste quarto foi surpreendente de nove pontos, 39x28.