Dia do Trabalhador será de luta em defesa da Aposentadoria e Direitos Sociais

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Professor Dudu, presidente da CUT em Sergipe
Professor Dudu, presidente da CUT em Sergipe

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 27/04/2019 às 17:23:00

 

'Sergipe em Defesa da Aposentadoria e dos Direitos Sociais' é chamada para a manifestação do dia 1º de Maio que está sendo construída pelas Centrais Sindicais, Sindicatos de Trabalhadores, Movimentos Sociais e Populares, Partidos e Mandatos de Esquerda e pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo.
No acúmulo de forças para o dia 1º de maio, foi montada uma agenda de panfletagem. O objetivo desta ação é dialogar com a população e explicar para cada pessoa a importância de participar do protesto do 1º de maio e lutar em defesa do direito à aposentadoria.
Neste domingo, a partir das 9h, haverá panfletagem nos Semáforos e no Terminal da Atalaia. Também haverá panfletagem nos bairros e áreas de grande circulação próximas ao Japãozinho e Coroa do Meio. 
O presidente da Central Única dos Trabalhadores, o professor Dudu está confiante na unidade dos trabalhadores para derrubar a Reforma da Previdência. "Já derrubamos a Reforma da Previdência com pressão. Por isso o caminho é ocupar as ruas e construir um grande protesto no País inteiro. A CUT é a maior central sindical da América Latina. Isso foi construído com muita luta pela conquista da democracia no Brasil e em defesa dos direitos de trabalhadoras e trabalhadores. É uma central sindical atacada pelos poderosos, a elite detentora do capital, e os ataques acontecem porque é uma central sindical que incomoda. Queremos construir junto às demais centrais sindicais e movimentos sociais do Brasil um 1° de Maio à altura dos ataques sofridos pela classe trabalhadora brasileira nos últimos anos".

'Sergipe em Defesa da Aposentadoria e dos Direitos Sociais' é chamada para a manifestação do dia 1º de Maio que está sendo construída pelas Centrais Sindicais, Sindicatos de Trabalhadores, Movimentos Sociais e Populares, Partidos e Mandatos de Esquerda e pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo.
No acúmulo de forças para o dia 1º de maio, foi montada uma agenda de panfletagem. O objetivo desta ação é dialogar com a população e explicar para cada pessoa a importância de participar do protesto do 1º de maio e lutar em defesa do direito à aposentadoria.
Neste domingo, a partir das 9h, haverá panfletagem nos Semáforos e no Terminal da Atalaia. Também haverá panfletagem nos bairros e áreas de grande circulação próximas ao Japãozinho e Coroa do Meio. 
O presidente da Central Única dos Trabalhadores, o professor Dudu está confiante na unidade dos trabalhadores para derrubar a Reforma da Previdência. "Já derrubamos a Reforma da Previdência com pressão. Por isso o caminho é ocupar as ruas e construir um grande protesto no País inteiro. A CUT é a maior central sindical da América Latina. Isso foi construído com muita luta pela conquista da democracia no Brasil e em defesa dos direitos de trabalhadoras e trabalhadores. É uma central sindical atacada pelos poderosos, a elite detentora do capital, e os ataques acontecem porque é uma central sindical que incomoda. Queremos construir junto às demais centrais sindicais e movimentos sociais do Brasil um 1° de Maio à altura dos ataques sofridos pela classe trabalhadora brasileira nos últimos anos".