Ato do 1º de maio em Aracaju contra reforma da Previdência mobiliza muita gente

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
MANIFETANTES CONDENARAM A REFORMA DA PREVIDÊNCIA E COBRARAM A LIBERTAÇÃO DO EX-PRESIDENTE LULA
MANIFETANTES CONDENARAM A REFORMA DA PREVIDÊNCIA E COBRARAM A LIBERTAÇÃO DO EX-PRESIDENTE LULA

A manifestação também em defesa da liberdade do ex-presidente Lula
A manifestação também em defesa da liberdade do ex-presidente Lula

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 03/05/2019 às 10:49:00

 

Centenas de trabalhadores e trabalhadoras sergipanos participaram do ato do 1º de maio em Aracaju. Com o tema "Sergipe em Defesa da Aposentadoria e dos Direitos Sociais", a manifestação reuniu os participantes de vários municípios sergipanos, que saíram em caminhada da praça da Juventude, no Conjunto Augusto Franco, até os arcos da Orla de Atalaia. O deputado federal João Daniel (PT/SE) participou do ato unificado, organizado este ano em conjunto pelas centrais sindicais Central Única dos Trabalhadores (CUT), Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB), União Geral do Trabalhadores (UGT) e CSP Conlutas, Frente Brasil Popular e Frente Povo Sem Medo.
João Daniel destacou a importância do ato para o movimento de resistência que tem sido feito por trabalhadores, movimentos populares e sindical contra a proposta de reforma da Previdência presente na PEC 06/19, em tramitação na Câmara. "Este foi mais um grande ato, de fortalecimento da classe trabalhadora e de resistência ao momento vivido no Brasil. Enfrentamos um governo reacionário, que precisa ser combatido com muita mobilização, muita firmeza, muita luta da classe trabalhadora brasileira", disse.
O deputado ressaltou os grandes prejuízos trazidos pela proposta de reforma da Previdência. Entre eles, além da idade mínima para a aposentadoria, da obrigatoriedade de contribuição mensal para a aposentadoria rural e o aumento da idade, ele apontou a questão da capitalização e da desconstitucionalização como pontos cruciais para que o trabalhador seja ainda mais prejudicado e veja os direitos conquistados serem destruídos. Isso porque uma vez aprovada com esses pontos a capitalização irá acabar com o direito a outros benefícios, como auxílio doença e salário maternidade, e a desconstitucionalização possibilitará que sejam feitas modificações através de lei complementar e não mais por proposta de emenda à constituição.
 
Libertação - Durante o ato, os participantes também se manifestaram quanto à importância da libertação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso desde 7 de abril de 2018, em Curitiba. O deputado João Daniel destacou que o país vive um momento onde a sociedade e seus representantes têm o grande dever de organizar a campanha do povo brasileiro para a libertação de Lula. "Este é o grande trabalho da nossa luta em defesa da democracia, da nossa Constituição e da luta dos nossos direitos e de todas as conquistas e da defesa, principalmente, da soberania nacional", disse.

Centenas de trabalhadores e trabalhadoras sergipanos participaram do ato do 1º de maio em Aracaju. Com o tema "Sergipe em Defesa da Aposentadoria e dos Direitos Sociais", a manifestação reuniu os participantes de vários municípios sergipanos, que saíram em caminhada da praça da Juventude, no Conjunto Augusto Franco, até os arcos da Orla de Atalaia. O deputado federal João Daniel (PT/SE) participou do ato unificado, organizado este ano em conjunto pelas centrais sindicais Central Única dos Trabalhadores (CUT), Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB), União Geral do Trabalhadores (UGT) e CSP Conlutas, Frente Brasil Popular e Frente Povo Sem Medo.
João Daniel destacou a importância do ato para o movimento de resistência que tem sido feito por trabalhadores, movimentos populares e sindical contra a proposta de reforma da Previdência presente na PEC 06/19, em tramitação na Câmara. "Este foi mais um grande ato, de fortalecimento da classe trabalhadora e de resistência ao momento vivido no Brasil. Enfrentamos um governo reacionário, que precisa ser combatido com muita mobilização, muita firmeza, muita luta da classe trabalhadora brasileira", disse.
O deputado ressaltou os grandes prejuízos trazidos pela proposta de reforma da Previdência. Entre eles, além da idade mínima para a aposentadoria, da obrigatoriedade de contribuição mensal para a aposentadoria rural e o aumento da idade, ele apontou a questão da capitalização e da desconstitucionalização como pontos cruciais para que o trabalhador seja ainda mais prejudicado e veja os direitos conquistados serem destruídos. Isso porque uma vez aprovada com esses pontos a capitalização irá acabar com o direito a outros benefícios, como auxílio doença e salário maternidade, e a desconstitucionalização possibilitará que sejam feitas modificações através de lei complementar e não mais por proposta de emenda à constituição. 
Libertação - Durante o ato, os participantes também se manifestaram quanto à importância da libertação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso desde 7 de abril de 2018, em Curitiba. O deputado João Daniel destacou que o país vive um momento onde a sociedade e seus representantes têm o grande dever de organizar a campanha do povo brasileiro para a libertação de Lula. "Este é o grande trabalho da nossa luta em defesa da democracia, da nossa Constituição e da luta dos nossos direitos e de todas as conquistas e da defesa, principalmente, da soberania nacional", disse.