Entre 8 a 10 de maio acontece o Fórum Educacional Tiradentes

Cidades

 

O Fórum Educacional nasceu há um ano com o propósito de estimular reflexões e aprofundar conhecimentos sobre as demandas educacionais do séc. XXI, à luz de novos paradigmas que fundamentam o Modelo Educacional Tiradentes.
Para a professora Paloma Santana Modesto diretora de planejamento e qualidade acadêmica da Supac a ideia do Fórum é disseminar os marcos e as bases teóricas do modelo educacional Tiradentes. "Esse modelo representa um conjunto de premissas acadêmicas que deve ser implementado em todas as unidades do GT", explica a professora.
Para a docente que usa da palavra na abertura do Fórum para falar sobre o modelo educacional, o evento tem como meta dialogar com a comunidade acadêmica, entre eles os gestores, docente e discentes.
Consta da programação diversas conferências, bem como oficinas que estimulam os participantes a verificar as suas práticas, crenças e processos possibilitando a partir daí uma formação contínua de todos, especialmente dos professores.
A avaliação feita pela professora Paloma sobre a primeira edição do Fórum é muito positiva. "Além da participação expressiva, o que mais me chamou a atenção foram as consequências positivas obtidas a partir da realização do evento", lembra a docente confiante de que na atual edição o número de participantes supere as expectativas uma vez que está com inscrições abertas no hotsite e permite a participação efetiva dos estudantes para quem serão entregues certificados de participação que contam como atividades complementares.

O Fórum Educacional nasceu há um ano com o propósito de estimular reflexões e aprofundar conhecimentos sobre as demandas educacionais do séc. XXI, à luz de novos paradigmas que fundamentam o Modelo Educacional Tiradentes.
Para a professora Paloma Santana Modesto diretora de planejamento e qualidade acadêmica da Supac a ideia do Fórum é disseminar os marcos e as bases teóricas do modelo educacional Tiradentes. "Esse modelo representa um conjunto de premissas acadêmicas que deve ser implementado em todas as unidades do GT", explica a professora.
Para a docente que usa da palavra na abertura do Fórum para falar sobre o modelo educacional, o evento tem como meta dialogar com a comunidade acadêmica, entre eles os gestores, docente e discentes.
Consta da programação diversas conferências, bem como oficinas que estimulam os participantes a verificar as suas práticas, crenças e processos possibilitando a partir daí uma formação contínua de todos, especialmente dos professores.A avaliação feita pela professora Paloma sobre a primeira edição do Fórum é muito positiva. "Além da participação expressiva, o que mais me chamou a atenção foram as consequências positivas obtidas a partir da realização do evento", lembra a docente confiante de que na atual edição o número de participantes supere as expectativas uma vez que está com inscrições abertas no hotsite e permite a participação efetiva dos estudantes para quem serão entregues certificados de participação que contam como atividades complementares.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS