Golpe em clientes de banco é frustrado por guardas municipais

Cidades

 

Integrantes da Guarda Municipal de Aracaju (GMA) impediram que uma cliente do Banco do Brasil fosse vítima de um golpe. O fato aconteceu na tarde deste domingo, no Centro da capital. Uma mulher suspeita de envolvimento no golpe conseguiu fugir, mas acabou deixando o Smartphone, que foi apreendido e encaminhado à Central de Flagrantes juntamente com um dispositivo utilizado para reter os cartões que foi retirado de um dos caixas eletrônicos.
De acordo com a equipe da GMA, o golpe foi descoberto depois que uma correntista desconfiou da fraude e acionou os integrantes da Guarda que estavam nas imediações da agência do BB no Centro. A informação é que, uma mulher estava na área do auto atendimento do banco e, sob o argumento que o procedimento seria mais rápido, orientava as pessoas a se dirigirem a uma determinada máquina.
Quando o correntista inseria o cartão para realizar a transação bancária, ele ficava retido. Com isso, a mulher fazia uma ligação a partir do seu telefone e entregava à vítima, que imaginava estar falando com o funcionário da operadora do cartão, quando na verdade estava conversando com outro golpista. O correntista era induzido a passar os dados pessoais e a senha do cartão, que depois seriam utilizados em compras e saques pelos criminosos.
Com a chegada da equipe da Guarda no banco, uma mulher fugiu deixando para trás o aparelho celular. Em um dos caixas eletrônico foi encontrado o dispositivo que travava os cartões na máquina. Na Central de Flagrantes, os integrantes da GMA tomaram conhecimento que um correntista da agência do BB da avenida Gonçalo Rollemberg havia caído no golpe.

Integrantes da Guarda Municipal de Aracaju (GMA) impediram que uma cliente do Banco do Brasil fosse vítima de um golpe. O fato aconteceu na tarde deste domingo, no Centro da capital. Uma mulher suspeita de envolvimento no golpe conseguiu fugir, mas acabou deixando o Smartphone, que foi apreendido e encaminhado à Central de Flagrantes juntamente com um dispositivo utilizado para reter os cartões que foi retirado de um dos caixas eletrônicos.
De acordo com a equipe da GMA, o golpe foi descoberto depois que uma correntista desconfiou da fraude e acionou os integrantes da Guarda que estavam nas imediações da agência do BB no Centro. A informação é que, uma mulher estava na área do auto atendimento do banco e, sob o argumento que o procedimento seria mais rápido, orientava as pessoas a se dirigirem a uma determinada máquina.
Quando o correntista inseria o cartão para realizar a transação bancária, ele ficava retido. Com isso, a mulher fazia uma ligação a partir do seu telefone e entregava à vítima, que imaginava estar falando com o funcionário da operadora do cartão, quando na verdade estava conversando com outro golpista. O correntista era induzido a passar os dados pessoais e a senha do cartão, que depois seriam utilizados em compras e saques pelos criminosos.
Com a chegada da equipe da Guarda no banco, uma mulher fugiu deixando para trás o aparelho celular. Em um dos caixas eletrônico foi encontrado o dispositivo que travava os cartões na máquina. Na Central de Flagrantes, os integrantes da GMA tomaram conhecimento que um correntista da agência do BB da avenida Gonçalo Rollemberg havia caído no golpe.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS