Lacen habilita municípios para realização do controle de qualidade para diagnóstico da tuberculose

Geral

 

Nove municípios aderiram ao cadastro por meio do sistema de Gerenciamento de Ambiente Laboratorial (GAL) para controle de qualidade do método de baciloscopia realizado no Laboratório Central de Saúde Pública de Sergipe (Lacen). O teste é utilizado para o diagnóstico da tuberculose, doença causada por uma micobactéria que pode infectar órgãos como, pulmão, pleura, ossos e sistema nervoso.
Com a adesão, os municípios de Capela, Estância, Itabaiana, Itabaianinha, Itaporanga D´Ájuda, Nossa Senhora da Gloria, Nossa Senhora do Socorro, São Cristóvão e Tobias Barreto passam a receber os relatórios de controle de qualidade de forma online e em tempo real, o que proporciona agilidade no diagnóstico dos cidadãos.
O sistema GAL do Lacen realiza o controle de qualidade analítica das amostras do agravo tuberculose, de acordo com critérios técnicos definidos pelos protocolos do Ministério da Saúde (MS). "O próprio sistema seleciona as amostras cadastradas no módulo, Biologia Médica que passarão para o Módulo Controle de Qualidade, onde é verificado se a execução do exame foi aplicada corretamente", explicou Lidiane Barreto, responsável técnica pelo serviço.
Conforme o superintendente do Laboratório Central, Cliomar Alves dos Santos, a habilitação dos municípios representa mais um importante avanço para unidade, responsável pelas análises laboratoriais de média e alta complexidade de Vigilância em Saúde e complementação diagnóstica.  "A tuberculose integra a lista de doenças que são tratadas como agravos de saúde pública. Com a utilização do módulo controle de qualidade os municípios tem um ganho em tempo e na qualidade dos serviços de saúde prestados a população em seus municípios e consequentemente no Estado", confirmou.

Nove municípios aderiram ao cadastro por meio do sistema de Gerenciamento de Ambiente Laboratorial (GAL) para controle de qualidade do método de baciloscopia realizado no Laboratório Central de Saúde Pública de Sergipe (Lacen). O teste é utilizado para o diagnóstico da tuberculose, doença causada por uma micobactéria que pode infectar órgãos como, pulmão, pleura, ossos e sistema nervoso.
Com a adesão, os municípios de Capela, Estância, Itabaiana, Itabaianinha, Itaporanga D´Ájuda, Nossa Senhora da Gloria, Nossa Senhora do Socorro, São Cristóvão e Tobias Barreto passam a receber os relatórios de controle de qualidade de forma online e em tempo real, o que proporciona agilidade no diagnóstico dos cidadãos.
O sistema GAL do Lacen realiza o controle de qualidade analítica das amostras do agravo tuberculose, de acordo com critérios técnicos definidos pelos protocolos do Ministério da Saúde (MS). "O próprio sistema seleciona as amostras cadastradas no módulo, Biologia Médica que passarão para o Módulo Controle de Qualidade, onde é verificado se a execução do exame foi aplicada corretamente", explicou Lidiane Barreto, responsável técnica pelo serviço.
Conforme o superintendente do Laboratório Central, Cliomar Alves dos Santos, a habilitação dos municípios representa mais um importante avanço para unidade, responsável pelas análises laboratoriais de média e alta complexidade de Vigilância em Saúde e complementação diagnóstica.  "A tuberculose integra a lista de doenças que são tratadas como agravos de saúde pública. Com a utilização do módulo controle de qualidade os municípios tem um ganho em tempo e na qualidade dos serviços de saúde prestados a população em seus municípios e consequentemente no Estado", confirmou.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS