Conceição fala de sua participação na Rio+20

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 20/06/2012 às 15:32:00

A deputada Conceição Vieira (PT), primeira secretária da Assembleia Legislativa, fez pronunciamento na manhã de ontem, para registrar sua participação na Conferência Mundial Rio +20, na Cúpula dos Legisladores Mundiais. Segundo a deputada, a preocupação principal é o acompanhamento que se fará das  deliberações da conferência através das casas legislativas.
Segundo a deputada, estamos vivendo momentos de impasse com relação aos financiamentos que serão possíveis para a preservação ambiental. Conceição explicou que as nações mais desenvolvidas não querem mais custos para bancar a economia verde. Já os países em desenvolvimento acham que se eles aderem sozinhos à economia verde não terão progresso e não chegarão ao desenvolvimento porque os outros continuarão vilipendiando o meio ambiente..
Para a deputada, é preciso uma conscientização maior e  verificar o que  pode ser feito pelas Casas Legislativas.  "Que os países desenvolvidos compreendam que é preciso existir um desembolso financeiro maior que contribua por aquilo que eles já conseguiram de desenvolvimento, vilipendiando o meio ambiente. E é preciso que as demais nações encontrem também o seu espaço de manifestação e de busca de um equilíbrio entre o social, o desenvolvimento econômico e a preservação ambiental", declarou.
Ela disse que dentro dessa perspectiva entrou na pauta também não só a economia verde, mas também a necessidade de erradicação da pobreza. Ela disse que esse tema hoje se transformou no principal da Rio +20, que antes era só preocupação do Brasil. "Nesse sentido eu acho que o Brasil pode dar uma contribuição nessa conferência e que os parlamentos e os povos possam fazer a cobrança aos seus governantes", acrescentou Conceição Vieira.