Avião de Gabriel Diniz cai em Estância: cantor e pilotos morrem

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O avião de pequeno porte caiu numa área de mangue na região de Porto do Mato, em Estância, Sergipe, no início da tarde de ontem. Os bombeiros resgataram os corpos e os destroços do avião
O avião de pequeno porte caiu numa área de mangue na região de Porto do Mato, em Estância, Sergipe, no início da tarde de ontem. Os bombeiros resgataram os corpos e os destroços do avião

O avião caiu numa área de mangue em Porto do Mato, Estância
O avião caiu numa área de mangue em Porto do Mato, Estância

O cantor Gabriel Diniz tinha 28 anos
O cantor Gabriel Diniz tinha 28 anos

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 28/05/2019 às 10:45:00

 

Gabriel Damásio
Um avião monomotor 
caiu ontem à tarde no 
povoado Porto do Mato, em Estância (Sul). A aeronave estava indo de Salvador (BA) para Maceió (AL), mas perdeu altitude ao passar pelo povoado e acabou caindo em uma área de manguezal próxima à Praia do Saco. Três pessoas que estavam no avião morreram no local. Uma das vítimas foi o cantor Gabriel Diniz, 28 anos, um dos principais ídolos atuais do chamado 'forró eletrônico', gênero com o qual emplacou a música 'Jeniffer', a mais tocada do último carnaval em todo o país. Também morreram no local os comandantes Gabriel Abraão Farias e Linaldo Xavier Rodrigues, pilotos do avião e diretores do Aeroclube de Alagoas.
Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP), o acidente aconteceu por volta das 12h30, quando moradores da região ouviram o barulho de um avião passando por cima das casas e batendo parcialmente em uma delas. Testemunhas relataram que, ao verem o monomotor caindo, não perceberam nenhum sinal de fogo ou fumaça, mas notaram que ele teria perdido o controle e entrado de bico no mangue, onde ocorreu o impacto final. Com o choque, parte da estrutura da aeronave chegou ficar enterrada na vegetação, em um local de difícil acesso. Integrantes do Corpo de Bombeiros de Estância, da Defesa Civil Municipal, da Polícia Militar e do Grupamento Tático Aéreo (GTA) foram mobilizadas para fazer as buscas pelos destroços do avião e pelas possíveis vítimas, cujos corpos foram achados e resgatados por volta das 14h. 
Inicialmente, foi citado que uma quarta pessoa estaria a bordo, mas a informação foi corrigida pela SSP. A informação de que o avião seria de Gabriel Diniz surgiu através de fotos nas redes sociais, mostrando um passaporte do cantor e documentos da aeronave, encontrados por pescadores na vegetação e em meio aos destroços. No entanto, a confirmação da morte do cantor veio por meio de um produtor musical que acompanhou as equipes de resgate. Outros amigos do cantor que moram em Aracaju, como o vocalista Daniel Diau, da banda Calcinha Preta, também reconheceram o corpo. "Era um grande amigo, uma pessoa de uma alma bondosa, brincalhão, é difícil acreditar que isso aconteceu, estou muito chocado com tudo", disse Diau, em entrevista à Globonews. 
A movimentação de curiosos foi muito grande durante toda a tarde e a área atingida pelo avião precisou ser isolada. Os corpos foram retirados por volta das 15h e trazidos ao final da tarde para a sede do Instituto Médico-Legal (IML), em Aracaju, onde a movimentação de fãs do cantor foi muito grande durante a noite. Parentes e amigos do cantor e dos pilotos vieram na mesma tarde à capital sergipana para agilizar os procedimentos de exame, identificação e liberação dos corpos. O diretor do IML, José Aparecido Cardoso, confirmou que os cadáveres tinham queimaduras e múltiplas fraturas. A PM foi acionada para reforçar a segurança em toda a área do IML, no bairro São José, controlando a movimentação de curiosos e evitando o vazamento indevido de imagens.
O avião, de matrícula PT-KLO, foi fabricado em 1974 pela empresa Piper Aircraft, pertencia ao Aeroclube de Alagoas e tinha a capacidade máxima de três passageiros mais a tripulação, totalizando quatro assentos. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que, segundo dados do Registro Aeronáutico Brasileiro (RAB), o avião estava em situação regular, com o Certificado de Aeronavegabilidade (CA) válido até fevereiro de 2023 e a Inspeção Anual de Manutenção (IAM) em dia até março de 2020. Ainda conforme a Anac, o avião estava registrado na categoria estava registrado na categoria Instrução, não estando autorizado a fazer serviço de taxi aéreo.
As causas da queda do avião serão apuradas pela Força Aérea Brasileira (FAB), que destacou uma equipe do 2º Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa II), sediado em Recife (PE). Segundo a FAB, os oficiais virão a Sergipe para "fotografar cenas, retirar partes da aeronave para análise, reunir documentos e ouvir relatos de pessoas que possam ter observado a sequência de eventos". Disse também que a investigação "tem o objetivo de prevenir que novos acidentes com as mesmas características ocorram". O órgão prevê que "a conclusão de qualquer investigação conduzida pelo Cenipa [Centro Nacional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos] terá o menor prazo possível, dependendo sempre da complexidade do acidente".
Carreira - José Gabriel de Souza Diniz tinha 28 anos e estava a caminho de Maceió, onde iria comemorar o aniversário da namorada, a psicóloga Karoline Calheiros. Segundo as primeiras informações, o cantor pretendia fazer uma surpresa para ela e, para isso, pegou carona no voo com Linaldo e Abraão - um deles era amigo pessoal do artista. O avião decolou de Salvador no final da manhã. O artista tinha feito uma última apresentação neste domingo em Feira de Santana (BA), onde cantou para cerca de 20 mil pessoas. Antes do acidente, Gabriel postou uma gravação nas redes sociais, comemorando com amigos a agenda de shows da semana, que estava concorrida: um deles aconteceria no próximo sábado, em Areia Branca (Agreste), na abertura do São João da cidade.
Nascido em Campo Grande (MS), 'GD', como era chamado, foi morar em João Pessoa (PB) ainda na adolescência e chegou a cursar a faculdade de Engenharia Elétrica, mas largou a carreira para se dedicar a música e foi vocalista das bandas "Forró na Farra" e "Cavaleiros do Forró". Em 2015, entrou na carreira solo e, desde então, teve seis CDs gravados, mas ficou mais conhecido em todo o país no fim do ano passado com a música 'Jeniffer'. Os funerais de Gabriel Diniz devem acontecer hoje em João Pessoa, onde o velório está marcado para o Ginásio de Esportes Ronaldo Cunha Lima. Já os corpos do piloto e do co-piloto serão sepultados em Maceió. 

Gabriel Damásio

Um avião monomotor  caiu ontem à tarde no  povoado Porto do Mato, em Estância (Sul). A aeronave estava indo de Salvador (BA) para Maceió (AL), mas perdeu altitude ao passar pelo povoado e acabou caindo em uma área de manguezal próxima à Praia do Saco. Três pessoas que estavam no avião morreram no local. Uma das vítimas foi o cantor Gabriel Diniz, 28 anos, um dos principais ídolos atuais do chamado 'forró eletrônico', gênero com o qual emplacou a música 'Jeniffer', a mais tocada do último carnaval em todo o país. Também morreram no local os comandantes Gabriel Abraão Farias e Linaldo Xavier Rodrigues, pilotos do avião e diretores do Aeroclube de Alagoas.
Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP), o acidente aconteceu por volta das 12h30, quando moradores da região ouviram o barulho de um avião passando por cima das casas e batendo parcialmente em uma delas. Testemunhas relataram que, ao verem o monomotor caindo, não perceberam nenhum sinal de fogo ou fumaça, mas notaram que ele teria perdido o controle e entrado de bico no mangue, onde ocorreu o impacto final. Com o choque, parte da estrutura da aeronave chegou ficar enterrada na vegetação, em um local de difícil acesso. Integrantes do Corpo de Bombeiros de Estância, da Defesa Civil Municipal, da Polícia Militar e do Grupamento Tático Aéreo (GTA) foram mobilizadas para fazer as buscas pelos destroços do avião e pelas possíveis vítimas, cujos corpos foram achados e resgatados por volta das 14h. 
Inicialmente, foi citado que uma quarta pessoa estaria a bordo, mas a informação foi corrigida pela SSP. A informação de que o avião seria de Gabriel Diniz surgiu através de fotos nas redes sociais, mostrando um passaporte do cantor e documentos da aeronave, encontrados por pescadores na vegetação e em meio aos destroços. No entanto, a confirmação da morte do cantor veio por meio de um produtor musical que acompanhou as equipes de resgate. Outros amigos do cantor que moram em Aracaju, como o vocalista Daniel Diau, da banda Calcinha Preta, também reconheceram o corpo. "Era um grande amigo, uma pessoa de uma alma bondosa, brincalhão, é difícil acreditar que isso aconteceu, estou muito chocado com tudo", disse Diau, em entrevista à Globonews. 
A movimentação de curiosos foi muito grande durante toda a tarde e a área atingida pelo avião precisou ser isolada. Os corpos foram retirados por volta das 15h e trazidos ao final da tarde para a sede do Instituto Médico-Legal (IML), em Aracaju, onde a movimentação de fãs do cantor foi muito grande durante a noite. Parentes e amigos do cantor e dos pilotos vieram na mesma tarde à capital sergipana para agilizar os procedimentos de exame, identificação e liberação dos corpos. O diretor do IML, José Aparecido Cardoso, confirmou que os cadáveres tinham queimaduras e múltiplas fraturas. A PM foi acionada para reforçar a segurança em toda a área do IML, no bairro São José, controlando a movimentação de curiosos e evitando o vazamento indevido de imagens.
O avião, de matrícula PT-KLO, foi fabricado em 1974 pela empresa Piper Aircraft, pertencia ao Aeroclube de Alagoas e tinha a capacidade máxima de três passageiros mais a tripulação, totalizando quatro assentos. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que, segundo dados do Registro Aeronáutico Brasileiro (RAB), o avião estava em situação regular, com o Certificado de Aeronavegabilidade (CA) válido até fevereiro de 2023 e a Inspeção Anual de Manutenção (IAM) em dia até março de 2020. Ainda conforme a Anac, o avião estava registrado na categoria estava registrado na categoria Instrução, não estando autorizado a fazer serviço de taxi aéreo.
As causas da queda do avião serão apuradas pela Força Aérea Brasileira (FAB), que destacou uma equipe do 2º Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa II), sediado em Recife (PE). Segundo a FAB, os oficiais virão a Sergipe para "fotografar cenas, retirar partes da aeronave para análise, reunir documentos e ouvir relatos de pessoas que possam ter observado a sequência de eventos". Disse também que a investigação "tem o objetivo de prevenir que novos acidentes com as mesmas características ocorram". O órgão prevê que "a conclusão de qualquer investigação conduzida pelo Cenipa [Centro Nacional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos] terá o menor prazo possível, dependendo sempre da complexidade do acidente".

Carreira - José Gabriel de Souza Diniz tinha 28 anos e estava a caminho de Maceió, onde iria comemorar o aniversário da namorada, a psicóloga Karoline Calheiros. Segundo as primeiras informações, o cantor pretendia fazer uma surpresa para ela e, para isso, pegou carona no voo com Linaldo e Abraão - um deles era amigo pessoal do artista. O avião decolou de Salvador no final da manhã. O artista tinha feito uma última apresentação neste domingo em Feira de Santana (BA), onde cantou para cerca de 20 mil pessoas. Antes do acidente, Gabriel postou uma gravação nas redes sociais, comemorando com amigos a agenda de shows da semana, que estava concorrida: um deles aconteceria no próximo sábado, em Areia Branca (Agreste), na abertura do São João da cidade.
Nascido em Campo Grande (MS), 'GD', como era chamado, foi morar em João Pessoa (PB) ainda na adolescência e chegou a cursar a faculdade de Engenharia Elétrica, mas largou a carreira para se dedicar a música e foi vocalista das bandas "Forró na Farra" e "Cavaleiros do Forró". Em 2015, entrou na carreira solo e, desde então, teve seis CDs gravados, mas ficou mais conhecido em todo o país no fim do ano passado com a música 'Jeniffer'. Os funerais de Gabriel Diniz devem acontecer hoje em João Pessoa, onde o velório está marcado para o Ginásio de Esportes Ronaldo Cunha Lima. Já os corpos do piloto e do co-piloto serão sepultados em Maceió.