Técnico Betinho está deixando o Sergipe

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Time do Sergipe treina para jogo de despedida, contra o Coruripe no próximo sábado, na Arena Batistão
Time do Sergipe treina para jogo de despedida, contra o Coruripe no próximo sábado, na Arena Batistão

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 05/06/2019 às 22:57:00

 

Givaldo Batista
givaldobs@yahoo.com. br
Com a eliminação pre
coce do Sergipe do 
Brasileiro da Série D, o treinador Betinho considera que a sua missão no time rubro está chegando ao fim. O time não tem nenhuma competição até o final do ano e só volta às competições oficiais no próximo ano.  O treinador, no entanto, quer encerrar sua participação com dignidade e trabalha serio para vencer o próximo adversário, o Coruripe- Al. 
A partida acontece no próximo sábado as 15h00 na Arena Batistão e marca a despedida das duas equipes da competição. A exemplo do Sergipe o Coruripe está também eliminado e vem a Aracaju apenas cumprir tabela. 
Para a partida contra o Coruripe o treinador Betinho não contará com o zagueiro Pirambu, expulso na partida de domingo contra o Fluminense de Feira de Santana. Nos treinos desta semana que serão realizados no estádio João Hora, Betinho vai escolher o substituto de Pirambu. Ele em como opções Cláudio Baiano, Marcelo e Maxwel. Somente no apronto desta sexta-feira, o time será definido.
O treinador fez uma avaliação da campanha do time rubro no Brasileiro da Série D. Betinho disse que oi time começou do zero e o tempo para organizar a equipe foi muito pouco. O time começou quase do zero, com mudanças na comissão técnica e principalmente no elenco. A diretoria rubra apostou em jogadores do Coruripe e de algumas equipes de Alagoas. Na prática ficou provado que experiência não foi das melhores. A escolha dos dirigentes do Sergipe não foi das melhores e pode-se dizer até que faltou planejamento.
- A gente sabia que era difícil. A equipe formada do jeito que foi formada, com os jogadores se conhecendo dentro da competição. Eles lutaram, buscaram, dentro da condição de cada um deles, o resultado que era a vitória. Ela não veio. Nós enfrentamos uma grande equipe, que era o Fluminense de Feira, que tem um entrosamento de longo tempo. A gente sabe que no futebol precisa ter um planejamento. Nem sempre isso é possível e acaba com uma eliminação como aconteceu - disse o técnico Betinho.
Neste sábado, às 15h, na Arena Batistão, o Sergipe se despede da competição contra o contra o Coruripe-AL, que também está eliminado. "Agora é encerrar a competição com dignidade e acho que o que esses jogadores fizeram em um período curto de trabalho foi incrível. Eles honraram a camisa do Sergipe e não se entregaram em nenhum momento, mesmo com todas as dificuldades que tiveram. Acho que tem que dar crédito", concluiu Betinho.

Com a eliminação pre coce do Sergipe do  Brasileiro da Série D, o treinador Betinho considera que a sua missão no time rubro está chegando ao fim. O time não tem nenhuma competição até o final do ano e só volta às competições oficiais no próximo ano.  O treinador, no entanto, quer encerrar sua participação com dignidade e trabalha serio para vencer o próximo adversário, o Coruripe- Al. 
A partida acontece no próximo sábado as 15h00 na Arena Batistão e marca a despedida das duas equipes da competição. A exemplo do Sergipe o Coruripe está também eliminado e vem a Aracaju apenas cumprir tabela. 
Para a partida contra o Coruripe o treinador Betinho não contará com o zagueiro Pirambu, expulso na partida de domingo contra o Fluminense de Feira de Santana. Nos treinos desta semana que serão realizados no estádio João Hora, Betinho vai escolher o substituto de Pirambu. Ele em como opções Cláudio Baiano, Marcelo e Maxwel. Somente no apronto desta sexta-feira, o time será definido.
O treinador fez uma avaliação da campanha do time rubro no Brasileiro da Série D. Betinho disse que oi time começou do zero e o tempo para organizar a equipe foi muito pouco. O time começou quase do zero, com mudanças na comissão técnica e principalmente no elenco. A diretoria rubra apostou em jogadores do Coruripe e de algumas equipes de Alagoas. Na prática ficou provado que experiência não foi das melhores. A escolha dos dirigentes do Sergipe não foi das melhores e pode-se dizer até que faltou planejamento.
- A gente sabia que era difícil. A equipe formada do jeito que foi formada, com os jogadores se conhecendo dentro da competição. Eles lutaram, buscaram, dentro da condição de cada um deles, o resultado que era a vitória. Ela não veio. Nós enfrentamos uma grande equipe, que era o Fluminense de Feira, que tem um entrosamento de longo tempo. A gente sabe que no futebol precisa ter um planejamento. Nem sempre isso é possível e acaba com uma eliminação como aconteceu - disse o técnico Betinho.
Neste sábado, às 15h, na Arena Batistão, o Sergipe se despede da competição contra o contra o Coruripe-AL, que também está eliminado. "Agora é encerrar a competição com dignidade e acho que o que esses jogadores fizeram em um período curto de trabalho foi incrível. Eles honraram a camisa do Sergipe e não se entregaram em nenhum momento, mesmo com todas as dificuldades que tiveram. Acho que tem que dar crédito", concluiu Betinho.