Acusados de latrocínio são presos em Simão Dias

Cidades

 

Policiais civis da Delegacia de Simão Dias (Centro-Sul) prenderam, na manhã de ontem, dois suspeitos por um crime de latrocínio ocorrido em 23 de maio de 2019, no povoado Salobra, zona rural do município. José Carlos Nascimento Sá, o "Fumaça", e Givaldo Conceição Dezidério, o "Pinto", foram presos mediante mandado de prisão preventiva. 
Segundo o delegado Clever Farias, responsável pelo caso, foram realizados diversas diligências até que a polícia chegasse aos autores do delito. Durante o interrogatório, os suspeitos confessaram que José Carlos era o condutor da motocicleta Pop, cor preta, enquanto Givaldo ia na garupa praticando assaltos.
"Quando avistaram um rapaz com um aparelho celular em mãos, os criminosos surpreenderam a vítima, identificada como Diego da Silva Santos, em frente a sua residência. Diego tentou correr, mas recebeu um disparo de arma de fogo nas costas, vindo a morrer no local na frente da esposa e do filho", explicou o delegado.
O delegado ressalta que a morte de Diego gerou um clamor social sem precedentes no município uma vez que a vítima era um homem trabalhador e muito bem quisto na região. Com a identificação e prisão dos suspeitos, a Polícia Civil também apreendeu a arma usada no crime e outros celulares roubados de outras pessoas da localidade. A dupla vai responder pelo crime de latrocínio em concurso material com três roubos praticados antes de matarem Diego. 

Policiais civis da Delegacia de Simão Dias (Centro-Sul) prenderam, na manhã de ontem, dois suspeitos por um crime de latrocínio ocorrido em 23 de maio de 2019, no povoado Salobra, zona rural do município. José Carlos Nascimento Sá, o "Fumaça", e Givaldo Conceição Dezidério, o "Pinto", foram presos mediante mandado de prisão preventiva. 
Segundo o delegado Clever Farias, responsável pelo caso, foram realizados diversas diligências até que a polícia chegasse aos autores do delito. Durante o interrogatório, os suspeitos confessaram que José Carlos era o condutor da motocicleta Pop, cor preta, enquanto Givaldo ia na garupa praticando assaltos.
"Quando avistaram um rapaz com um aparelho celular em mãos, os criminosos surpreenderam a vítima, identificada como Diego da Silva Santos, em frente a sua residência. Diego tentou correr, mas recebeu um disparo de arma de fogo nas costas, vindo a morrer no local na frente da esposa e do filho", explicou o delegado.
O delegado ressalta que a morte de Diego gerou um clamor social sem precedentes no município uma vez que a vítima era um homem trabalhador e muito bem quisto na região. Com a identificação e prisão dos suspeitos, a Polícia Civil também apreendeu a arma usada no crime e outros celulares roubados de outras pessoas da localidade. A dupla vai responder pelo crime de latrocínio em concurso material com três roubos praticados antes de matarem Diego. 

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS