Denarc realiza operação no bairro 18 do Forte

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 07/06/2019 às 23:08:00

 

Agentes do Departamento de Narcóticos (Denarc) deflagraram anteontem uma operação no bairro 18 do Forte (zona norte de Aracaju), que resultou na prisão de dois homens e duas mulheres em flagrante: Antônio Alves Melo, 56 anos; Thamires Aparecida Rodrigues, 25; Danilo Teixeira Nunes Santos, o 'Gatajá', 24; e Ingrid Thainá Santos, 20. 
Os investigados estavam na casa de Antônio Alves, que segundo a polícia, foi recrutado pelo grupo criminoso para guardar a droga em sua própria residência. As prisões decorreram de uma informação repassada pelo Disque Denúncia (181). Foram apreendidos 500 gramas de crack, 290 gramas de maconha, uma balança utilizada para pesagem dos entorpecentes, uma pistola calibre 40 com munições, e cadernetas com anotações suspeitas.
Durante a abordagem policial, um dos envolvidos identificado como Danilo, que já foi preso anteriormente pelo Denarc, ofereceu uma pistola aos policiais em troca de ser "liberado". O homem levou os investigadores até onde havia guardado a arma, em uma residência situada no bairro Santos Dumont. Desta forma, foi dada voz de prisão também pelo crime de corrupção ativa.
No Denarc, ficou constatado que a pistola calibre .40 apreendida pertence a um policial, tendo sido subtraída no ano passado. Além disso, as consultas revelaram que Ingrid possui condenação por roubo. Thamires, por sua vez, está respondendo em liberdade provisória pelo crime de tráfico, estando, inclusive, usando a tornozeleira eletrônica. Todos foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico e associação para o tráfico de drogas. Danilo ainda foi autuado pelos crimes de posse irregular de arma de fogo, corrupção ativa e receptação.

Agentes do Departamento de Narcóticos (Denarc) deflagraram anteontem uma operação no bairro 18 do Forte (zona norte de Aracaju), que resultou na prisão de dois homens e duas mulheres em flagrante: Antônio Alves Melo, 56 anos; Thamires Aparecida Rodrigues, 25; Danilo Teixeira Nunes Santos, o 'Gatajá', 24; e Ingrid Thainá Santos, 20. 
Os investigados estavam na casa de Antônio Alves, que segundo a polícia, foi recrutado pelo grupo criminoso para guardar a droga em sua própria residência. As prisões decorreram de uma informação repassada pelo Disque Denúncia (181). Foram apreendidos 500 gramas de crack, 290 gramas de maconha, uma balança utilizada para pesagem dos entorpecentes, uma pistola calibre 40 com munições, e cadernetas com anotações suspeitas.
Durante a abordagem policial, um dos envolvidos identificado como Danilo, que já foi preso anteriormente pelo Denarc, ofereceu uma pistola aos policiais em troca de ser "liberado". O homem levou os investigadores até onde havia guardado a arma, em uma residência situada no bairro Santos Dumont. Desta forma, foi dada voz de prisão também pelo crime de corrupção ativa.
No Denarc, ficou constatado que a pistola calibre .40 apreendida pertence a um policial, tendo sido subtraída no ano passado. Além disso, as consultas revelaram que Ingrid possui condenação por roubo. Thamires, por sua vez, está respondendo em liberdade provisória pelo crime de tráfico, estando, inclusive, usando a tornozeleira eletrônica. Todos foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico e associação para o tráfico de drogas. Danilo ainda foi autuado pelos crimes de posse irregular de arma de fogo, corrupção ativa e receptação.