FCDL reúne CDLs para discussão de temas relevantes às entidades

Cidades

 

O presidente da FCDL/Sergipe, Edivaldo Cunha, convocou várias de suas filiadas - as CDLs sergipanas - para reunião trimestral que envolve temas importantes à sobrevivência das entidades e novas perspectivas.
Realizada na sexta-feira, no auditório da CDL/Aracaju, a reunião contou com a presença do deputado federal e presidente da Fecomércio/Se, Laércio Oliveira, Brenno Barreto, da CDL/Aracaju, Gilson Figueiredo, da diretoria da FCDL, além de presidentes e ou representantes das CDLs de Aracaju, Carira, Estância, Itabaianinha, Neópolis, Dores, Glória, Propriá, Ribeirópolis, Simão Dias, Tobias Barreto, Poço Verde, Lagarto e Socorro.
Temas como desafios e estratégias da comunicação no sistema CNDL; Estatuto, nomes, procedimentos e orientações da CNDL e SPC/Brasil; Avaliação e discussão sobre o convênio SPC/Brasil e Serasa Experian; Cadastro Positivo e seus impactos; a nova Lei Geral de Proteção de Dados e relações institucionais e governos, foram alguns dos itens arrolados durante todo o dia, sendo apenas a pausa para o almoço.
"Com isso, conseguimos fazer das nossas CDLs, junto com a Federação, uma linguagem única e solidária para atuarmos em bloco, coletivamente, em defesa do crescimento das entidades, os novos desafios, o modo de torná-las rentáveis e sustentáveis, além da defesa das bandeiras do comércio brasileiro", opinou Edivaldo Cunha.

O presidente da FCDL/Sergipe, Edivaldo Cunha, convocou várias de suas filiadas - as CDLs sergipanas - para reunião trimestral que envolve temas importantes à sobrevivência das entidades e novas perspectivas.
Realizada na sexta-feira, no auditório da CDL/Aracaju, a reunião contou com a presença do deputado federal e presidente da Fecomércio/Se, Laércio Oliveira, Brenno Barreto, da CDL/Aracaju, Gilson Figueiredo, da diretoria da FCDL, além de presidentes e ou representantes das CDLs de Aracaju, Carira, Estância, Itabaianinha, Neópolis, Dores, Glória, Propriá, Ribeirópolis, Simão Dias, Tobias Barreto, Poço Verde, Lagarto e Socorro.
Temas como desafios e estratégias da comunicação no sistema CNDL; Estatuto, nomes, procedimentos e orientações da CNDL e SPC/Brasil; Avaliação e discussão sobre o convênio SPC/Brasil e Serasa Experian; Cadastro Positivo e seus impactos; a nova Lei Geral de Proteção de Dados e relações institucionais e governos, foram alguns dos itens arrolados durante todo o dia, sendo apenas a pausa para o almoço.
"Com isso, conseguimos fazer das nossas CDLs, junto com a Federação, uma linguagem única e solidária para atuarmos em bloco, coletivamente, em defesa do crescimento das entidades, os novos desafios, o modo de torná-las rentáveis e sustentáveis, além da defesa das bandeiras do comércio brasileiro", opinou Edivaldo Cunha.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS