Hoje é dia de Santo Antônio

Cidades

 

Apontado pela cultura religiosa como o 'Santo Casamenteiro', hoje três comunidades sergipanas estão em festa para comemorar o dia de Santo Antônio. Nascido na cidade portuguesa de Lisboa no dia 15 de agosto - provavelmente entre os anos de 1191 e 1195 -, a data alusiva em junho ocorreu por ser o momento de sua morte. Fato ocorrido na cidade de Pádua, na Itália, no dia 13 de junho do ano de 1231. 
 O seu trabalho com os pobres se tornou essencial para que fosse rapidamente reconhecido como santo logo após sua morte. De forma paralela também desenvolveu um grande amor pela figura do Menino Jesus e teria recebido visões dele enquanto estava em oração. Isso explica o motivo de o santo ser representado carregando-o nos braços, junto a um ramo de lírios, símbolo da castidade. Já sobre a sua canonização de Santo Antônio, esse fato ocorreu poucos anos após sua morte, e muitos consideram que terá sido uma das canonizações mais rápidas da história. Na simbologia dos milagres Santo Antônio fez vários milagres em vida e um dos mais famosos é o da pregação aos peixes.
Quando o santo estava na Itália, se dirigiu a cidade de Rimini para evangelizar os hereges. Como não foi ouvido, passou a falar da palavra de Deus para os peixes que prontamente apareceram com as cabeças fora d'água. A Igreja Católica defende que ele permaneça sendo considerado como um dos santos mais populares entre os brasileiros e portugueses. Em Sergipe, a expectativa é que mais de 50 mil pessoas participem das comemorações que ocorrem, em especial, nas cidades de Itabaiana e Itaporanga d'Ajuda - padroeiro destes municípios -, e, em Aracaju, a qual possui um dos bairros mais tradicionais levando o nome do santo.
Comemorações - Desde o início deste mês as comunidades nestes municípios realizam atividades alusivas a este 13 de junho de 2019. Ontem, o arcebispo metropolitano, Dom João José Costa, celebrou uma missa na colina do bairro Santo Antônio, em Aracaju. Hoje, na capital sergipana, ocorre a partir das 5h - Alvorada, 6h - Celebração Eucarística e Benção dos pães de Santo Antônio (Frei Francisco Gonçalves de Sousa, ofm), 9h - Celebração Eucarística com as crianças (Pe. Carlos Alberto Barros), 12h - Celebração Eucarística (Igreja Matriz de Santo Antônio )(Pe. Rubem Gomes Barbosa), 12h - Missa da Graça ( Igreja do Espírito Santo ) (Frei Francisco Gonçalves de Sousa, ofm), 15h - Celebração Eucarística (Frei Fernando Pinheiro de Araújo, ofm), e às 18h30 - Celebração Eucarística (Frei Francisco Gonçalves de Sousa, ofm).
Já em Itabaiana - semelhantemente aos últimos dois dias -, acontece desde às 5h, mais uma Alvorada festiva, 6h - Missa dos Devotos (Pe. Ozéas dos Santos), 10h -Missa solene presidida pelo arcebispo emérito, Dom José Palmeira Lessa, 15h - Missa presidida pelo padre Jadilson Andrade Santos, e às 16h, procissão, seguida de Bênção do Santíssimo. Em Itaporanga a festa ocorre no Povoado Caueira (praia). A Arquidiocese realiza desde às 5h30 alvorada festiva, 6h - Ofício de Nossa Senhora, 14h - Batizados, e às 16h - Missa solene, presidida pelo padre Neves, seguida de solene procissão e Bênção do Santíssimo. (Milton Alves Júnior)

Apontado pela cultura religiosa como o 'Santo Casamenteiro', hoje três comunidades sergipanas estão em festa para comemorar o dia de Santo Antônio. Nascido na cidade portuguesa de Lisboa no dia 15 de agosto - provavelmente entre os anos de 1191 e 1195 -, a data alusiva em junho ocorreu por ser o momento de sua morte. Fato ocorrido na cidade de Pádua, na Itália, no dia 13 de junho do ano de 1231. 
 O seu trabalho com os pobres se tornou essencial para que fosse rapidamente reconhecido como santo logo após sua morte. De forma paralela também desenvolveu um grande amor pela figura do Menino Jesus e teria recebido visões dele enquanto estava em oração. Isso explica o motivo de o santo ser representado carregando-o nos braços, junto a um ramo de lírios, símbolo da castidade. Já sobre a sua canonização de Santo Antônio, esse fato ocorreu poucos anos após sua morte, e muitos consideram que terá sido uma das canonizações mais rápidas da história. Na simbologia dos milagres Santo Antônio fez vários milagres em vida e um dos mais famosos é o da pregação aos peixes.
Quando o santo estava na Itália, se dirigiu a cidade de Rimini para evangelizar os hereges. Como não foi ouvido, passou a falar da palavra de Deus para os peixes que prontamente apareceram com as cabeças fora d'água. A Igreja Católica defende que ele permaneça sendo considerado como um dos santos mais populares entre os brasileiros e portugueses. Em Sergipe, a expectativa é que mais de 50 mil pessoas participem das comemorações que ocorrem, em especial, nas cidades de Itabaiana e Itaporanga d'Ajuda - padroeiro destes municípios -, e, em Aracaju, a qual possui um dos bairros mais tradicionais levando o nome do santo.

Comemorações - Desde o início deste mês as comunidades nestes municípios realizam atividades alusivas a este 13 de junho de 2019. Ontem, o arcebispo metropolitano, Dom João José Costa, celebrou uma missa na colina do bairro Santo Antônio, em Aracaju. Hoje, na capital sergipana, ocorre a partir das 5h - Alvorada, 6h - Celebração Eucarística e Benção dos pães de Santo Antônio (Frei Francisco Gonçalves de Sousa, ofm), 9h - Celebração Eucarística com as crianças (Pe. Carlos Alberto Barros), 12h - Celebração Eucarística (Igreja Matriz de Santo Antônio )(Pe. Rubem Gomes Barbosa), 12h - Missa da Graça ( Igreja do Espírito Santo ) (Frei Francisco Gonçalves de Sousa, ofm), 15h - Celebração Eucarística (Frei Fernando Pinheiro de Araújo, ofm), e às 18h30 - Celebração Eucarística (Frei Francisco Gonçalves de Sousa, ofm).
Já em Itabaiana - semelhantemente aos últimos dois dias -, acontece desde às 5h, mais uma Alvorada festiva, 6h - Missa dos Devotos (Pe. Ozéas dos Santos), 10h -Missa solene presidida pelo arcebispo emérito, Dom José Palmeira Lessa, 15h - Missa presidida pelo padre Jadilson Andrade Santos, e às 16h, procissão, seguida de Bênção do Santíssimo. Em Itaporanga a festa ocorre no Povoado Caueira (praia). A Arquidiocese realiza desde às 5h30 alvorada festiva, 6h - Ofício de Nossa Senhora, 14h - Batizados, e às 16h - Missa solene, presidida pelo padre Neves, seguida de solene procissão e Bênção do Santíssimo. (Milton Alves Júnior)

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS