Infraero garante que Aeroporto de Aracaju continua a ser internacional

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 19/06/2019 às 00:16:00

 

O deputado federal La
ércio Oliveira esteve 
no início da tarde desta terça-feira com a presidente da Infraero, Martha Seillier, para questionar se o aeroporto Santa Maria, de Aracaju, sofreria um rebaixamento de categoria, deixando de ser aeroporto internacional para se tornar doméstico e explicou que essa opção seria muito ruim para o turismo de Sergipe. A presidente informou que houve um movimento nesse sentido, mas não vai mais acontecer. O parlamentar discutiu ainda a importância de se ter mais voos para o estado, que atualmente são muito poucos e caros, dificultando o acesso do turista.
A presidente informou que a estatal espanhola Aena que venceu a disputa para administrar seis aeroportos no Nordeste tem muita experiência com turismo e grande capacidade de investimentos. A previsão de investimentos no aeroporto de Aracaju é de 70 milhões de dólares e grande parte desses recursos serão aplicados nos primeiros 5 anos. "Estamos certos do bom resultado dessa privatização porque nós aplicamos um teto tarifário e eles passam a ter mais lucros se atraírem mais voos para o Nordeste. Então farão propaganda do destino em outros países. No modelo anterior, não existia esses incentivos de atração de voos e turistas", explicou.
A presidente disse que a estrutura hoje disponível no aeroporto de Aracaju é sob demanda, em função da baixa quantidade de voos internacionais. "Quando o estado tiver uma demanda maior de voo regular, a gente sobe o degrau de estrutura. Com a abertura do mercado de aviação civil a empresas com capital estrangeiro teremos um aumento do número de voos e com melhores preços, a perspectiva é que o turismo aéreo aumente", explicou.
Xingó - O deputado questionou a presidente da Infraero ainda se havia planos de construção de aeroportos regionais e sugeriu que a área de Xingó tivesse esse investimento, por ser uma região turística muito importante de Sergipe, mas que ainda precisa de uma melhor infraestrutura. "Basta a gente lembrar o caso de Porto Seguro que é muito distante de Salvador e de Vitória, mas o turismo ganhou um grande impulso com a construção do aeroporto", explicou o parlamentar. A presidente disse que é um caso a ser estudado porque Sergipe ainda não tem nenhum aeroporto regional.

O deputado federal La ércio Oliveira esteve  no início da tarde desta terça-feira com a presidente da Infraero, Martha Seillier, para questionar se o aeroporto Santa Maria, de Aracaju, sofreria um rebaixamento de categoria, deixando de ser aeroporto internacional para se tornar doméstico e explicou que essa opção seria muito ruim para o turismo de Sergipe. A presidente informou que houve um movimento nesse sentido, mas não vai mais acontecer. O parlamentar discutiu ainda a importância de se ter mais voos para o estado, que atualmente são muito poucos e caros, dificultando o acesso do turista.
A presidente informou que a estatal espanhola Aena que venceu a disputa para administrar seis aeroportos no Nordeste tem muita experiência com turismo e grande capacidade de investimentos. A previsão de investimentos no aeroporto de Aracaju é de 70 milhões de dólares e grande parte desses recursos serão aplicados nos primeiros 5 anos. "Estamos certos do bom resultado dessa privatização porque nós aplicamos um teto tarifário e eles passam a ter mais lucros se atraírem mais voos para o Nordeste. Então farão propaganda do destino em outros países. No modelo anterior, não existia esses incentivos de atração de voos e turistas", explicou.
A presidente disse que a estrutura hoje disponível no aeroporto de Aracaju é sob demanda, em função da baixa quantidade de voos internacionais. "Quando o estado tiver uma demanda maior de voo regular, a gente sobe o degrau de estrutura. Com a abertura do mercado de aviação civil a empresas com capital estrangeiro teremos um aumento do número de voos e com melhores preços, a perspectiva é que o turismo aéreo aumente", explicou.

Xingó - O deputado questionou a presidente da Infraero ainda se havia planos de construção de aeroportos regionais e sugeriu que a área de Xingó tivesse esse investimento, por ser uma região turística muito importante de Sergipe, mas que ainda precisa de uma melhor infraestrutura. "Basta a gente lembrar o caso de Porto Seguro que é muito distante de Salvador e de Vitória, mas o turismo ganhou um grande impulso com a construção do aeroporto", explicou o parlamentar. A presidente disse que é um caso a ser estudado porque Sergipe ainda não tem nenhum aeroporto regional.